Honra e Glória

Como tô aqui de bobeira resolvi escrever um pouco sobre honra, falo no sentido de glorificar a Deus em tudo que nós fazemos, isso me veio a cabeça porque estou estudando para o vestibular, embora eu ache que deveria estar estudando mais eu estou procurando fazer o melhor possível, tentando garantir um bom futuro, ter uma boa base de ensino para a minah futura profissão, mas principalemente glorificar a meu pai celeste, embora eu fiz/faço muita coisa que não glorifique o nome dele, talvez falte um pouco desse pensamento em nós para podermos fazer tudo que fazemos com o nosso melhor, nosso trabalho, nossos estudos, nossas atitudes com certeza teríamos uma melhora considerável, às vezes nos acomodamos com pouco talvez por preguiça e tal, mas deveríamos sempre pensar nisso, em dar nosso melhor para Deus em todos os sentidos e com certeza seríamos visto com outros olhos.
Apenas dei uma passada rápida, não tenho muito a escrever e tenho que voltar a estudar
UFF, UFRJ e UnB me esperam.

Pode ser...

Tou apaixonado. Que coisa linda, né? Eu realmente estou gostando pacas da Bianca, uma menina que meu maior desejo é casar com ela MESMO. Mas... pode ser que não aconteça isso.

Eu e ela estamos ainda "orando" um pelo outro (significa dizer que tecnicamente não estamos NAMORANDO ainda), e a distância da localidade em que moramos de certa forma dificulta ainda mais as coisas. Mas... pode ser que sim, nós fiquemos juntos e casemos. Deus sabe.

Se for de Deus, eu e ela vamos nos juntar, casar e sermos muito felizes. Mas pode ser que não dê certo. Pode ser que um de nós morra (sei lá...), pode ser que Jesus volte antes, pode ser que encontremos outras pessoas, nós nunca saberemos com certeza. Só podemos entregar nas mãos de Deus.

Deus... faça o melhor. Pois é isso que o Senhor SEMPRE fez!

Deus, onde estás? - Palavrantiga

Minha namorada mandou essa música e eu gostei ^^

Deus, onde estás?
Te procuro. Te procuraria na porta dessa rua.

Deus, onde estás?
Olha o que eu vejo agora
O menino dançou sem roupa
O menino botou na boca um doce
com gosto de fel

Deus, onde estás?
A Igreja arrancou o sino
O homem esqueceu o menino
Fez castelo de ouro e prata e perdeu a vida

Ah! Acende toda luz
Iluminando a Terra que convive com a dor
Sem esperança

Vai onde há a dor, e cura!
Vai onde não há amor, e ama!
Vai onde há a dor, e alegra!
Vai onde não há amor, transforma!

Teu toque forte muda a sorte de quem Te encontra.

Deus, onde estás?
Te procuro. Te procuraria no beco ou nessa rua.

Deus, onde estás?
Olha o que eu vejo agora
o menino dançou sem roupa
O menino botou na boca um doce
com gosto de fel

Deus, onde estás?
Eu passei por aquele palco
Vi um grande homem fardad
Que gritava ao povo: "Dinheiro"
Sem piedade

Ah! O homem passou
E se esqueceu da dor que sangra
Dentro do peito

Dentro do peito

Vai onde há a dor, e cura!
Vai onde não há amor, e ama!
Vai onde há a dor, e alegra!
Vai onde não há esperança!

Traz esperança!
Faz esperança!
Traz esperança!


reflitam nessa letra

Solidão... que nada!

Passei essa semana por um momento confuso. Sabe aqueles momentos em que a solidão sentimental te faz confundir alho com bugalho? Pois é, isso estava acontecendo comigo.

Nem digo que isso foi ruim. Muito pelo contrário. Percebi que é necessário as vezes vc passar por isso pra perceber que é bom sim estar com alguém do seu lado pra te amar, pra te falar aquilo que vc sempre quis ouvir, etc; mas que NÃO TER isso não te faz alguém desprezado, solitário, perdido. Quem tem Deus do seu lado não deve ficar se sentindo só, pois Deus é melhor companhia que qualquer pessoa. E se Deus quiser, Ele pode conceder-nos no tempo certo a pessoa certa para finalmente formar o cordão de três dobras, que não se parte jamais.

Publicado pela primeira vez como uma devocional no Christian Metal Freak.

Resurrection Band - Rooster Crow

Tava lendo um post no Genizah
e lembrei-me dessa música...

Rooster Crow
What did you say
What did you do
When they asked ya, who are you?
Did you tell 'em, who you know?
Did you hear that rooster crow?
How will you answer?
Where will you go?
Have you heard that rooster crow? 
 
Rooster Crow (tradução)
Galo cantou

O que você disse?
O que você fez?
Quando eles perguntaram, "quem você é?",
você falou-lhes, "quem vocês conhecem?"
Você ouviu aquele galo cantar?
Como você responderá?
Aonde você irá?
Você tem ouvido aquele galo cantar?


http://www.vagalume.com.br/resurrection-band/rooster-crow-traducao.html#ixzz12zyx3Q5c

Campanha de Serra faz ofertas a evangélicos

21/10/2010 - 08h09

BRENO COSTA
DE SÃO PAULO

A campanha de José Serra (PSDB) está oferecendo benefícios a igrejas evangélicas e a entidades a elas ligadas em troca de apoio de pastores à candidatura tucana. O mesmo foi feito na campanha do governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin.

O responsável pelo contato com os líderes é Alcides Cantóia Jr., pastor da Assembleia de Deus em São Paulo.

Ele responde pela "coordenadoria de evangélicos" da campanha, criada ainda no primeiro turno exclusivamente para angariar apoios entre evangélicos.

"Disparo entre 150 e 200 telefonemas por dia, mais ou menos", diz Cantóia, que trabalha numa espécie de guichê montado no térreo do edifício Praça da Bandeira (antigo Joelma), quartel-general da campanha de Serra. No local, ele também recebe pastores para "um café".

Os telefonemas são feitos para pastores de várias denominações em todo o Estado de São Paulo, em busca de pedido de voto em Serra entre os fiéis de suas respectivas igrejas.

Segundo Cantóia, entre os argumentos para conquistar o engajamento dos evangélicos, além do discurso relativo a valores, como a posição contrária à descriminalização do aborto, está a promessa de apoio a parcerias entre essas igrejas e entidades assistenciais a elas vinculadas com prefeituras e governo, em caso de vitória tucana.

Como exemplo, cita a possibilidade de, com os tucanos no poder, igrejas poderem oferecer apoio a crianças e adolescentes, complementando o período que elas passam na escola. Assistência a idosos também é citada.

"O objetivo é levar as crianças para dentro da igreja", afirma o pastor. "Esse é um dos argumentos. Seriam igrejas em tempo integral, complementando a atividade da escola."

Cantóia afirma, também, tentar intermediar demandas recebidas de pastores junto a prefeituras. Por exemplo, pedidos para que entidades funcionem como creche ou que virem intermediárias do programa Viva Leite, do governo estadual.

Alcides diz ter sido um dos articuladores que levou os pastores Silas Malafaia, do Rio de Janeiro, e José Wellington Bezerra, de São Paulo, ambos da Assembleia de Deus, a gravarem depoimentos de apoio a Serra, exibidos em sua propaganda na TV.

O Conselho dos Pastores de São Paulo, que reúne representantes de diversas denominações protestantes, estima que cerca de 80 mil pastores em SP apoiem Serra.


Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/817799-...angelicos.shtml

e aqui é eles admitindo isso http://www1.folha.uol.com.br/poder/817801-...angelicos.shtml

____________________________________________________________________

Parabéns, Malafaia, bonito pra vc e sua corja de pastores sugadores de dinheiro e da boa fé cristã fazerem toda essa palhaçada que vcs fizeram na campanha da Marina Silva e agora, de mansinho, mostram mais uma vez que vcs definitivamente não foram comprados pelo Sangue de Cristo, e sim pelo DINHEIRO! Parabéns, espero que no céu O Cristo Juíz possa te dar um "bom" juízo por vcs terem se vendido!

Ark of Suffering - Tourniquet


Arca do Sofrimento

You think it's alright to destroy God's creation

Você acha que é certo destruir a criação de Deus

They don't have a voice so who cares how we're treating them here

Eles não tem uma voz mais quem se importacomo nós tratamos eles aqui

If you read His word you should know that He blessed them

Se você lesse a palavra dele você deveria saber que ele abençôou eles

I know your defense is to say, "God said dominate them"

Eu sei sua defesa é dizer,''Deus disse para domina-los''

Do you think dominate means to kill just for sport?

Você acha que dominar significa matar apenas por esporte?

Wear the fur from their backs

Vestir a pele em seus lombos

Train them for circus acts

Treinar para atos de circo

Take our pets to be gassed once their "cute" age has passed

Pegar nossos animais de estimação para ser envenenado uma vez que sua idade ''fofa'' tenha passado

Don't you see in their eyes how they trust us?

Você não vê nos olhos deles como eles confiam em nós

But man in his sin turns that trust into horrible pain

Mas o homem em seu pecado volta a acreditar na horrivel dor

When God says to man, "Give account of your life's work"

Quando Deus disser para o homem,''De as contas do trabalho de sua vida''

We must be prepared to reply, "Your creation I loved"

Nós temos que estar preparados para responder,''Sua criação eu amei''

Locked behind steel cage

Trancado por trás de uma gaiola de aço

Forced to take drugs we've made

Forçados a tomar drogas que fazemos

Cut them up just to show

Corta-los para mostrar

What we already know

O que todos nós já sabemos

Before they die...

Antes da morte...

Who will hear them cry?

Quem vai ouvi-los chorar?


Genesis 1:20-30

Genesis 1:20-30
Habakkuk 2:17

Habacuque 2:17

Psalms 145:9, 16-17

Salmos 145:9,16-17

Psalms 150:6

Salmos 150:6

Exodus 23:11-12

Êxodo 23:11-12

Jonah 4:11

Jonas 4:11

Proverbs 12:10

Provérbios 12:10

Lembrei dessa música depois de ver 2 documentários e ver a maneira como os animais são tratados, ver que animais são mortos em faculdades para ver um funcionamento do que já sabemos, como a vida foi banalizada mesmo que seja de animais que não falam , mas que com certeza sentem dor, como também eles são descartados por indústrias alimentícias por não terem serventia alguma, e chego a pensar também se entendemos realmente o que Deus disse sobre dominar os seres vivos.
Dominamos sim, mas a indústria alimentícia, ou a ciência muitas vezes nem se importam com isso, porque querem sempre o lucro, os animais simplesmente viraram mercadoria

Insensível Demais

"Alegrem-se com os que se alegram e chirem com os que choram." Rm. 12.10 NTLH

Começo com esse versículo que acredito que a a maioria dos irmãos conhecem, mas quero entrar nos momentos de reflexão neste estimado blog sobre o que deixamos de praticar muitas vezes na nossa vida cristã que é compartilhar os sentimentos entre os irmãos em Cristo.
Como podem ver pelo título estamos cada vez mais insensíveis aos sentimentos do próximo, temos o domingo e tal todo mundo se confraternizando se abraçando mas e no dia-a-dia?? como fica????
será que há realmente um comparitlhamento de sentimentos??? Digo isso no sentido de que o que realemtne vemos é pessoas que muitas vezes dentro da igreja fica incomodada com a alegria de algum irmão e tal mas ainda não cheguei ao ponto que queria.
Uma pessoa transformada compartilha as alegrias e tristezas com os irmãos, é saber que sempre terá um ombro amigo pra chorar, alguém para compartilhar alegrias, e não te julgar dizendo que está passando por prova por estar em pecado, enfim precisamos agir com mais amor, e menos julgamento e legalismo.

Dança do Pingüim???????????????????????

OBS: Não tenho nada contra a Aline Barros, muito pelo contrário, gosto muito dela como intérprete e muitas canções que ela cantou (MAS NÃO COMPÔS) são uma benção até hoje na minha vida. Mas essa, definitivamente...

É assim, assim
Essa é a alegria do Senhor
Dentro de mim

É assim, assim
Eu vou te ensinar
Como é a dança do pingüim

Sabe o que inventaram agora?
Eu sei!
Tá rolando o maior buchicho!
Eu já ouvi!

Olha que esse papo é da hora!
Festa de esquimó só rola isso!

Arrasto o pezinho quase levantando vôo
Batendo as asinhas nesse balanço é que eu vou
Esquerda e direita. Assim, assim, prá lá e prá cá
Olha que maneiro ninguém vai querer parar

Quando você ouve essa música, você pensa "o que meu filho está aprendendo sobre Cristo nessa música?"  Ou "o que meu filho aprende de edificante, importante, sei lá, com essa música?" Mais parece aquelas músicas da Xuxa, como Ilariê, Tindolelê e coisas similares que ninguém entende nada. A primeira vista, eu realmente pensava que no mínimo a música falaria algo da natureza pras crianças, sei lá, mas nada, nada disso!

Que músicas cristãs para crianças devem ter uma linguagem leve e própria para crianças, isso é lógico, mas tem muito intérprete que ignora que deve-se ensinar sim a Bíblia e o Evangelho para a criança, pois é o caminho q ela deve andar, para quando crescer nunca se desviar dele. E para uma compositora como Solange de Cezar, que eu sempre considerei uma das melhores letristas do Evangelho, muito me envergonha ver uma letra como essa escrita por ela, porque não edifica ninguém, ninguém mesmo, me perdoem os fãs, mas a verdade é essa.

Aconselho aos mais fevorosos críticos que venham a ver essa postagem que leiam "Erros que os adoradores devem evitar", é um livro muito edificante, e explana inclusive sobre essa música.

Fiquem com Deus e que nossas crianças possam aprender de verdade o Evangelho ao invés de virarem futuras consumistas.

Geração Coca-Cola?

"Péssimos ídolos.
Péssimas tendências.

Acompanham a multidão.
Se contentam com pouco.
Consomem até enjoar, depois jogam fora.
Fazem qualquer coisa pra aparecer na internet.
Acham bonito fingir que é retardado.
E acabam por se tornar, realmente retardados.
Isso é o que eu chamo de BURRICE VOLUNTÁRIA."

Essa é a descrição da comunidade "Sinto PENA da nova geração", no Orkut. Não, esse não é um post zoando os emos, amantes do Justin Bieber ou do Luan Santana. Isto é uma reflexão sobre o consumismo que a mídia faz com a juventude.

Renato Russo, na música Geração Coca-Cola dizia que eles eram "os filhos da revolução... o futuro da nação, a geração coca-cola", já deixando implícito uma contradição: como poderiam ser revolucionários e o futuro da nação sendo ainda subservientes aos antigos valores (dominados pela Coca-Cola, símbolo-mor do reacionarismo e do liberalismo antirevolucionário). O dilema da geração de Renato, dos anos 80, permanece hj, só que decuplicado, quando vemos uma juventude como a que convive comigo consumindo bandas porque o cantor é LIIIIIIINDO, outros consomem por causa das dançarinas, que são "mó gostosas", enfim, pelos mais diversos e estúpidos motivos que também são os mesmos que os levam a copiar o estilo das bandas, a ponto de acharem lindo tudo o que as bandas fazem. E isso é em TODOS os estilos, embora pareça-nos mais visível nos que estão "no auge".

E no mundo "gospel", é diferente?

NÃO!

Não quando vemos todo mundo seguir a tendência de sucesso dos outros artistas, não quando vemos cantores que investem pesado na aparência, em shows e etc; mas têm letras estúpidas, idiotas e sem unção divina, mas ainda assim fazem tanto sucesso que COM CERTEZA o ministério é "de DEOZ". Mas será?

Não estou citando nomes. Estou apenas querendo que você, jovem cristão, pense bem se você está sendo um "maria vai-com-as-outras" ou se vc está buscando ir na direção DIVINA. Nosso ídolo deve ser o Cristo Filho de Deus, e ELE deve ser nosso Guia e Luz no Caminho, como ele mesmo disse "EU SOU O CAMINHO VERDADEIRO PRA VIDA, NINGUÉM CHEGA AO PAI SE NÃO PASSAR POR MIM!" Não é passar por um show de luzes e fumaça advinda de palcos iluminados e artistas "gospels", e sim passar pelo crivo da Palavra de Deus, o próprio Cristo.

Eleições 2010 e os Aproveitadores da Boa Fé e da Credulidade Evangélica

"ELEIÇÕES 2010 E OS APROVEITADORES DA BOA FÉ E DA CREDULIDADE EVANGÉLICA"

Por Rev. Sandro Amadeu Cerveira da Segunda Igreja Presbiteriana de BH

Talvez eu tenha falhado como pastor nestas eleições. Digo isso porque estou com a impressão de ter feito pouco para desconstruir ou no pelo menos problematizar a onda de boataria e os posicionamentos “ungidos” de alguns caciques evangélicos. [1]

Talvez o mais grotesco tenham sido os emails e “vídeos” afirmando que votar em Dilma e no PT seria o mesmo que apoiar uma conspiração que mataria Dilma (por meios sobrenaturais) assim que fosse eleita e logo a seguir implantaria no Brasil uma ditadura comunista-luciferiana pelas mãos do filho de Michel Temer. Em outras o próprio Temer seria o satanista mor. Confesso que não respondi publicamente esse tipo de mensagem por acreditar que tamanha absurdo seria rejeitada pelo bom senso de meus irmãos evangélicos. Para além da “viagem” do conteúdo a absoluta falta de fontes e provas para estas “notícias” deveria ter levado (acreditei) as pessoas de boa fé a pelo menos desconfiar destas graves acusações infundadas. [2]

A candidata Marina Silva, uma evangélica da Assembléia de Deus, até onde se sabe sem qualquer mancha em sua biografia, também não saiu ilesa. Várias denominações evangélicas antes fervorosas defensoras de um “candidato evangélico” a presidência da república simplesmente ignoraram esta assembleiana de longa data.

Como se não bastasse, Marina foi também acusada pelo pastor Silas Malafaia de ser “dissimulada”, “pior do que o ímpio” e defender, (segundo ele), um plebiscito sobre o aborto. Surpreende como um líder da inteligência de Malafaia declare seu apoio a Marina em um dia, mude de voto três dias depois e à apenas 6 dias das eleições desconheça as proposições de sua irmã na fé.

De fato Marina Silva afirmou (desde cedo na campanha, diga-se de passagem) que “casos de alta complexidade cultural, moral, social e espiritual como esses, (aborto e maconha) deveriam ser debatidos pela sociedade na forma de plebiscito” [3], mas de fato não disse que uma vez eleita ela convocaria esse plebiscito.

O mais surpreendentemente, porém foi o absoluto silêncio quanto ao candidato José Serra. O candidato tucano foi curiosamente poupado. Somente a campanha adversária lembrou que foi ele, Serra a trazer o aborto para dentro do Sistema Único de Saúde (SUS) [4]. Enquanto ministro da saúde o candidato do PSDB assinou em 1998 a norma técnica do SUS ordenando regras para fazer abortos previstos em lei, até o 5º mês de gravidez [5]. Fiquei intrigado que nenhum colega pastor absolutamente contra o aborto tenha se dignado a me avisar desta “barbaridade”.

Também foi de estranhar que nenhum pastor preocupado com a legalização das drogas tenha disparado uma enxurrada de-mails alertando os evangélicos de que o presidente de honra do PSDB, e ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso defenda a descriminalização da posse de maconha para o consumo pessoal [6].

Por fim nem Malafaia, nem os boateiros de plantão tiveram interesse em dar visibilidade a noticia veiculada pelo jornal a Folha de São Paulo (Edição eletrônica de 21/06/10) nos alertando para o fato de que “O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, afirmou nesta segunda-feira ser a favor da união civil e da adoção de crianças por casais homossexuais.” [7]

Depois de tudo isso é razoável desconfiar que o problema não esteja realmente na posição que os candidatos tenham sobre o aborto, união civil e adoção de crianças por homossexuais ou ainda a descriminalização da maconha. Se o problema fosse realmente o comprometimento dos candidatos e seus partidos com as questões acima os líderes evangélicos que abominam estas propostas não teriam alternativa.

A única postura coerente seria então pregar o voto nulo, branco ou ainda a ausência justificada. Se tivessem realmente a coragem que aparentam em suas bravatas televisivas deveriam convocar um boicote às eleições. Um gigantesco protesto a-partidário denunciando o fato de que nenhum dos candidatos com chances de ser eleitos tenha realmente se comprometido de forma clara e inequívoca com os valores evangélicos. Fazer uma denuncia seletiva de quem esta comprometido com a “iniqüidade” é, no mínimo, desonesto.

Falar mal de candidato A e beneficiar B por tabela (sendo que B está igualmente comprometido com os mesmo “problemas”) é muito fácil. Difícil é se arriscar num ato conseqüente de desobediência civil como fez Luther King quando entendeu que as leis de seu país eram iníquas.

Termino dizendo que não deixarei de votar nestas eleições.

Não o farei por ter alguma esperança de que o Estado brasileiro transforme nossos costumes e percepções morais em lei criminalizando o que consideramos pecado. Aliás tenho verdadeiro pavor de abrir esse precedente.

Não o farei porque acredite que a pessoa em quem votarei seja católica, cristã ou evangélica e isso vá “abençoar” o Brasil. Sei, como lembrou o apóstolo Paulo, que se agisse assim teria de sair do mundo.

Votarei consciente de que os temas aqui mencionados (união civil de pessoas do mesmo sexo, descriminalização do aborto, descriminalização de algumas drogas entre outras polêmicas) não serão resolvidos pelo presidente ou presidenta da república. Como qualquer pessoa informada sobre o tema, sei que assuntos assim devem ser discutidos pela sociedade civil, pelo legislativo e eventualmente pelo judiciário (como foi o caso da lei de biossegurança) [8] com serenidade e racionalidade.

Votarei na pessoa que acredito representa o melhor projeto político para o Brasil levando em conta outras questões (aparentemente esquecidas pelos lideres evangélicos presentes na mídia) tais como distribuição de renda, justiça social, direitos humanos, tratamento digno para os profissionais da educação, entre outros temas. (Ver Mateus 25: 31-46) Estas questões até podem não interessar aos líderes evangélicos e cristãos em geral que já ascenderam à classe média alta, mas certamente tem toda a relevância para nossos irmãos mais pobres.

______________________

NOTAS

[1] As afirmações que faço ao longo deste texto estão baseadas em informações públicas e amplamente divulgadas pelos meios de comunicação. Apresento os links dos jornais e documentos utilizados para verificação.

[2] http://www.hospitaldalma.com/2010/07/o-cri...e-votar-na.html

[3]http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/marina+rebate+declaracoes+de+pastor+evangelico+silas+malafaia/n1237789584105.html
Ver também http://www1.folha.uol.com.br/poder/805644-...o-a-serra.shtml

[4]http://blogdadilma.blog.br/2010/09/serra-e-o-unico-candidato-que-ja-assinou-ordens-para-fazer-abortos-quando-ministro-da-saude-2.html

[5] http://www.cfemea.org.br/pdf/normatecnicams.pdf

[6] http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidada...acao-da-maconha

[7] http://www1.folha.uol.com.br/poder/754484-...-por-gays.shtml

[8] http://www.eclesia.com.br/revistadet1.asp?cod_artigos=206

Como nossa página não oferece o recurso de postar comentário diretamente nesta parte convido aos que desejarem faze-lo a enviar um email para segundaigreja@segundaigreja.org.br em nome do Rev. Sandro que publicaremos com prazer.

Fonte: Segunda Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte



Piadinha sem graça 1

Crianças não precisam ser treinadas...

"Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele." Provérbios 22:6

Crianças não precisam ser treinadas; precisam ser guiadas. A vida não é só sobre lições intelectuais e informação. É sobre integrar a verdade no tecido das nossas vidas diárias. Deus nos chama a colocar os nossos filhos e seu treinamento para o topo da lista das nossas prioridades porque nossos fihos são eternos, enquanto a maioria das coisas nas quais investimos o nosso tempo são temporárias.

Oração: Grande e Santo Conselheiro, me ajuda enquanto procuro saber o que é melhor fazer com meus filhos para compartilhar seu amor e sua verdade com eles. Quero que eles Te conheçam e amem mais do que eu. Me dá a sabedoria e a coragem de fazer decisões sábias e que tenho o carinho necessário para implementá-las na vida da minha família. Oro em nome de Jesus. Amém.

Devocional Diário do meu amigo Hamul do CMFreak

P.S: Eu tava devendo um post do dia das crianças...

Não sei namorar

Nunca namorei. Parece assustador você ouvir isso de um cara de 22 anos. Pois é, nunca namorei. Nunca fiquei também, antes que alguém por aí diga "safadenho", hein! É triste né? Mas é a verdade. Em parte, desconfio que a culpa é minha. Nunca fui um desses caras pegadores. Sempre fui um "mamão". Tímido, lento, meio desastrado e inseguro. Mas que homem não é?

Escrevo esse post não querendo passar uma imagem de coitadinho ou querendo fazer promoção de "bom encontro". Se eu quisesse isso, iria pra alguma dessas igrejas aí que promovem esse tipo de coisa ou iria pra um desses sites de "namoro cristão". Não, não quero isso. Até quero namorar sim, tou DOIDO pra isso, admito, mas não escrevi esse post com essa intenção. Escrevi pra tentar entender algo que ainda não entendo: por que escolhemos tanto, e pior, escolhemos muito errado?

Digo isso porque muitas das "santas" que eu gostei hoje ou estão no "mundão" ou estão com uma vida sentimental completamente confusa por suas más escolhas. Isso quando não estão nas duas situações. É triste ver isso, porque eu não sou nenhum supersanto, mas sempre quis o melhor de todas as meninas que gostei... e o que ganhei em troca? O desprezo. Muitas sonham ainda com um Edward Cullen, um cara bonitão, lindo, perfeito, blá blá blá. Perceberam que a escolha desse Edward Cullen foi um belo trocadilho, já que ele é também um vampiro. E vampiros matam! Esse é o trocadilho: será que procurar por um príncipe encantado bonitão é a solução? Ou será um suicídio? E não digo isso só de mim. Vejo muitos amigos e irmãos meus, que são verdadeiros homens de Deus, creio até que bem melhores e mais ativos que eu, e que estão sendo deixados de lado por um motivo tolo: beleza exterior, temporária e mentirosa.

Há não muito tempo atrás participei de uma reunião de jovens, em que o pastor simplesmente sugeriu o seguinte: "meninos, como vcs querem namorar se não se converte nenhuma menina? E vcs tbm, meninas, como querem namorar se não se converte nenhum menino?" Ora, além do ABSURDO de reduzir a pregação do Evangelho ao desejo secular de namorar, ainda menospreza o óbvio: os solteiros e solteiras da igreja poderiam namorar entre si, mas POR SEI LÁ QUE DIABOS não namoram. E eu vou dizer: as meninas não são as únicas culpadas. Elas realmente escolhem demais, mas os meninos também são inseguros e sem coragem de chegar e dizer "eu quero namorar". Se bem que... muitos não o fazem JUSTAMENTE porque as mesmas meninas ESCOLHEM TANTO e não escolhem NINGUÉM! Pelo menos é o que vejo nessa igreja. É triste ver meninas que diziam quando alguém especulava que elas pudessem gostar de mim algo como "DEUS ME LIVRE", como se eu fosse algum demônio. Enquanto isso, um monte suspirava por atores de novela (sim, DE NOVELA. E MALHAÇÃO!) e amigos não-cristãos.

Confesso que todo esse desprezo me deixou por anos amargurado e sem esperança. Mas ouvindo a Banda Resgate vi algo lindo: Lucifeia. A música conta a história de uma menina linda que sabe-se lá quem começou a dizer que ela era FEIA. Ela chegou a acreditar sinceramente nisso, até que um dia ela percebeu que sua maior beleza não era o padrão desse mundo passageiro, nem mesmo vinha das mãos de cirurgiões, que tiram rugas, mas deixam os corações cegos. A verdadeira beleza que Luci e eu temos é a do coração: JESUS CRISTO. Por isso, posso até morrer solteiro, mas morrerei sabendo que sou belo e amado pelo meu Deus!

Que isso sirva de conforto a vc, que se sente desprezado na vida sentimental. Vc não precisa de Terapia do Amor vinda de homens, você precisa da maior terapia de todas: JESUS NO CORAÇÃO!

Em honra a Apodrecida!



Em "honra" a "padroeira" do Brasil, "Nossa Senhora" APODRECIDA!

[Êx 20:3-5 / Jr 10:5 / Ap 21:8]



Não terás outros deuses diante de mim
Nem farás para ti, imagem de escultura
Nem em cima no céu, nem embaixo na Terra
Só a mim servirás, só a mim prestarás culto!

Construída por homens, um deus de barro
Não fala, não ouve, muito menos responde
Ideologia, fé pagã, contra Deus
Seus fiéis lhe adoram, triste ilusão

Apodreceu, A Pobre Cida
Apodreceu, A Podre Cida!

Busque um Deus de verdade, conheça a Jesus
Ele fala, Ele ouve e te responde
Porque a outra tal senhora, só te ilude.
E na memória dos homens, desapareceu
Apodrecida, apodreceu a pobre cida, apodreceu
APODRECIDA


Antidemon - Apodrecida


OBS: Católicos que me perdoem, mas a verdade é essa: SÓ HÁ UM MEDIADOR ENTRE DEUS E OS HOMENS. E SEU NOME NÃO É MARIA! É JESUS CRISTO! Não sou eu quem disse isso... é a BÍBLIA. E a Bíblia de vocês é igual a minha e diz exatamente o mesmo!

Favelas celestiais


Você já deve ter ouvido isso antes em algum lugar. De algum pastor. Ou de algum irmão, sei lá. Talvez não com essa expressão, mas com uma bem simples: "ah, eu vou pro céu com certeza, nem que seja pra morar num barracão, num mocambo", justificando assim sua vida sem nenhuma busca pela santidade, muito pelo contrário, vivendo sua vida de qualquer jeito, achando que assim vai chegar ao céu.

O grande problema desse pensamento é que ele contraria aquilo que a própria Bíblia declara, em Hebreus 12:14 "Segui a paz com todos e a SANTIFICAÇÃO sem a qual NINGUÉM VERÁ A DEUS!"

Ou seja, um pensamento como esse, de que podemos ir "levando com a barriga" nossa vidinha sem graça e sem definição não vai levar-nos ao céu coisa nenhuma. Temos que tomar um posicionamento sério em nossas vidas como cristãos que somos (ou pelo menos declaramos ser) e buscarmos intimidade maior com Deus, porque ir atrás de entertrenimento, de emprego, de coisas pra fazer na Obra de Deus e outros, embora não esteja errado, não é o suficiente. Temos que ter intimidade com o Pai. E você não consegue isso só ouvindo música ou passando o dia a ler blogs. Vá fazer isso agora, vá orar, vá ler Bíblia, vá buscar ao Senhor enquanto se pode achar!

Escravos do sexo

O ator David Duchovny, 48 anos - que estrelou "Arquivo X", fez uma participação como o namorado maluco de Carrie em "Sex and the City" e hoje vive o escritor mulherengo Hank Moody, em "Californication" declarou que se internaria numa clínica para cuidar do seu vício em sexo.

Pois é, a sociedade a qual fazemos parte tem se caracterizado por uma frenética busca por sexo. O índice de pessoas dependentes de relações sexuais com variados parceiros é cada vez maior. Na verdade, indivíduos de todas as idades e de ambos os sexos, dedicam por parte do seu tempo pensando “somente naquilo.”

Tarados, pervertidos, ninfomaníacos, depravados. Estes são os rótulos comumente usados para definir pessoas que apresentam algum tipo de patologia do sexo. Já ouvi histórias de inúmeros indivíduos que em virtude da compulsão sexual que os escraviza, sofrem desesperadamente, lutando contra a imoralidade sexual.
De acordo com um estudo divulgado no ano passado pela UNIFESP, que ouviu 26 mil homens e mulheres, entre 40 e 80 anos, em 28 países, 75% dos brasileiros entrevistados afirmaram fazer sexo uma ou mais vezes por semana. A pesquisa também revelou que a idade média dos que sofrem de compulsão sexual é de 34 anos. A escolaridade do grupo é muito alta: 37% têm terceiro grau completo, 30% têm segundo grau completo e 15% tem terceiro grau incompleto.

Em 54% dos pacientes analisados foram apontados sintomas de transtornos psiquiátricos, como depressão ou ansiedade. Outros dados mostram que 41% dos perfilados têm parceiro fixo e que a média de parceiros sexuais de cada paciente é de 161 pessoas. Os pacientes apontaram como principal área de prejuízo a profissional (60%), a pessoal (45%) e a familiar (16%). Os dados que mais chamam a atenção - justamente por não serem tão aberrantes - apontam que, em média, cada paciente tem um parceiro por semana (que pode ser o mesmo), pensa em sexo 5 vezes por dia, tem 2,4 relações sexuais por semana, masturba-se 9,3 vezes por semana e tem uma média de 11,7 orgasmos por semana.
Diante de tempos tão difíceis como os que vivemos torna-se indispensável que a igreja evangélica se posicione audaciosamente contra a promiscuidade que tanto nos apavora. Além disso, é fundamental que anunciemos aos doentes da alma e da mente a maravilhosa noticia de que se é possível mudar de vida. Para tanto, é absolutamente necessário que proclamemos o evangelho da salvação eterna, o qual é tremendamente eficaz para libertar o ser humano de seus dramas, dilemas e sofrimentos.

Tenho plena convicção de que como cristãos, não devemos nos curvar diante da imoralidade que tem destruido parte da sociedade brasileira. Como discipulos de Senhor, temos por missão anunciar a esta geração, Cristo, o qual é unico capaz de satisfazer o vazio da alma transformando gemidos em esperança, escravidão em liberdade, doenças em saúde.



***
Renato Vargens é pastor e especialista na área de familia e aconselhamento cristão. Ele também é colunista do Púlpito Cristão

Brincadeira tem hora

Dia das crianças chegando. Já comprou seu presente? Lembre-se que existem coisas que o dinheiro não compra, para todas as outras existem milhares de cartões de crédito para estourar. Encha seu filho de carrinhos ao invés de carinhos, e encha sua filha de bonecas ao invés de beijos. Não se esqueça: Dia das Crianças é só uma vez no ano, você não pode perder esse dia!

Sentiu o peso? Isso é o que fazemos todos os anos com as crianças desse país. Muitas vezes achamos que basta dar um presente uma vez no ano, e continuamos com nossa vidinha, televisão, cama, computador, trabalho (ou trabalho de casa), faculdade, escola, sei lá, mas diálogo com os filhos, onde está? Perguntar como foi no colégio, o que os amigos do seu filho pensam e fazem com ele, o que ele tem aprendido, enfim, o básico do básico. Parece pouco né? Mas não vejo ninguém mais fazer isso. Vejo é pais chamando depois os filhos de condenados, vagabundos, vadios, prostitutos e toda sorte (ou azar) de xingamentos. E tudo na maior normalidade. Nosso conceito de família cada vez mais vem se degradando. E o que você está fazendo? Vai mudar de atitude ou vai continuar a ficar assistindo "Casos de Família" no SBT para se "inspirar" em como fazer uma boa família... se destruir por completo?

"Família ê, família ah, família..." não é tao simples de se cuidar como é simples cantar essa música...

Cotidiem

Você vai comprar pão e queijo no mercadinho. No meio do caminho tinha uma pedra e você leva um tropeção daqueles. Na sua mente vem aquele belo palavrão. Dentro do mercado, vc vê uma fila enorme na parte do queijo e decide ir até o balcão de pão. Chegando lá, do nada aparece um cara e toma sua frente. Você pensa: "filho da mãe, safado!". Pior: depois que você é atendido no pão, quem está na fila do queijo, quem, quem? O mesmo carinha. Pior: ele pede várias coisas. Você pensa "por isso tá gordo desse jeito!". Para ir ao caixa, você pensa em diblar uma menina que está na sua frente e ir mais rápido ao caixa, mas desiste. Ao pagar, percebe que o caixa te deu mais do que deveria e você teve muita vontade de passar a perna no caixa. Por fim, na volta, aparece uma menina linda e vem na sua mente: "ÔOO GOSTOSA!!!".

Tudo isso em menos de 20 minutos.

Tudo isso dentro de minha mente.

Tudo isso não aconteceu no mundo real, apenas no meu desejo de fazer tudo isso. E o desejo muitas vezes se faz presente no nosso cotidiano. Cabe a nós vencermos esses desejos. Nem sempre conseguimos, mas é possível vencer. Não é fácil, mas podemos vencer nossa mente. O maior campo de batalha do universo está dentro de nós. Mas se o Espírito Santo também estiver, o maior vencedor também estará para nos ajudar.

Hedonismo


Por rfbarbosa1963


O Hedonismo (do grego He-dom, que significa “prazer”) é uma teoria ou doutrina filosófico-moral que afirma ser o prazer individual e imediato o bem supremo da vida humana. Surgiu na Grécia, na época pós-socrática.

O hedonismo, também conhecido como a cultura do desejo e das fantasias é uma tendência que cresce em nossa sociedade, valorizando o prazer individual como objetivo de vida. Romper com essa cultura é um desafio para a igreja atual mesmo porque muitos dos “pecados” que envolvem a sexualidade de muitos cristãos não acontecem na prática em si mas são gerados e alimentados nas deturpações de mente.

Nós vivemos em uma sociedade consumista e imediatista. Queremos tudo para “ontem” e já. Somos como que uma criança que pede algo aos pais e caso não receba imediatamente se aborrece até conseguir.

Os meios de comunicação em geral tem de certa forma contribuído para que isto aconteça.

Geralmente comento que o mundo é um “campo minado” (figuradamente falando), e só estando em Cristo e vivendo em conformidade com as escrituras sagradas poderemos caminhar neste mundo sem nos ferir ou ferir ao nosso próximo. Lembro-me de uma frase que o Bp Ubirajara citou a algum tempo(“O conhecimento intelectual da Bíblia não gera vida em nós, é preciso que a palavra entre no coração”).

Concordo plenamente com o que o Bp Walter Mc-Alister escreveu no livro “O fim de uma era”, pg. 46:

“Históricamente, o hedonismo generalizado é um dos sinais de uma civilização que está morrendo. E nossa civilização está morrendo. Não somos mais movidos por idéias ou ideais, só queremos saber do agora, do prazer.

Isso quer dizer que estamos vivendo o fim de uma era, tanto cristã quanto ocidental. O ocidente está agonizando. É extremamente importante que enxerguemos isto. Nós estamos à beira de uma mudança cataclísmica na estrutura e na face de nossa civilização. O mundo está para ser estremecido, mudando sua face, a maneira pela qual as pessoas se relacionam, as regras de convivência social, a definição do que é um “ser humano”. E, com o mundo, a Igreja como nós a conhecemos ou será reformada ou morrerá. Hedonismo não é a doença, é um sintoma de algo muito mais profundo e grave.

Cartaviva

Revista de Cultura e Informação Editada pelo Ministério Sal da Terra – Uberlândia- MG – Brasil | Ano 2010 Nº12

Ministério Sal da Terra

Você realmente é cristão?

Um grande amigo meu me mandou esse vídeo, decidi compartilhar com vocês:

Pastores São Homens: Fardos depositados nos ombros errados e a nossa grande culpa



Danilo Fernandes

Ao ouvir esta declaração corajosa do Rev. Caio Fábio sobre o episódio de “sua queda”, não tive como não olhar para o espelho e perceber em mim mesmo o erro tantas vezes cometido de descontextualizar a humanidade dos pastores com quem já convivi ou convivo hoje, seja de forma consciente ou inconsciente.

Esta declaração é um alerta para os perigos das desHUMANIZAÇÃO dos servos de Deus e a nossa tendência para nos gloriarmos em homens (1Co 3:21).

Se por um lado é importante e desejável ter no pastor um modelo humano do esforço de exercer o cristianismo de forma integral, por outro, é de uma covardia absurda exigir destes servos algo que a natureza comum e pecadora de todos nós homens nos nega por definição.

Contudo, agimos assim.

De uma forma ou de outra é minha responsabilidade, ainda que não intencional, se me permito seguir buscando modelos mais palatáveis de SER SANTO, diante da minha enorme culpa por não conseguir seguir o exemplo da Cruz, por mais que meu coração deseje, minha alma clame e o meu viver se volte para tal.

Caio e caio todos os dias de minha vida, me levanto na certeza do viver sob a Graça, mas em algum lugar o tentador me faz sentir indigno da Cruz.

Não me glorio na minha eleição. Percebo esta astúcia maligna sobre a vida de todos nós e não me deixo abater por isto, mas não nego a reincidência do erro. E pior: Estou certo de que uma das razões para a manutenção deste meu convívio sofrido com a culpa deriva do fato de, em muitas ocasiões, esta mesma culpa ser benção na minha vida, pois me faz olhar para a Cruz, quando eu insistia em olhar para mim.

Miserável eu sou com a minha culpa. Tanto mais tamanho pecador. Contudo, é justo da minha parte buscar alivio para esta culpa jogando este meu fardo nas costas de meu pastor? Ou não deveria eu jogar aos pés de QUEM realmente pode suportá-lo? (Mt 11:28-30)

Todos os dias somos surpreendidos por escândalos e mais escândalos envolvendo lideres. Crimes financeiros, falsas doutrinas, corrupção e estelionato religioso. Isto sem falar dos “crimes” comportamentais que parecem causar ainda mais embaraço entre a membresia.

Nestes momentos, somos levados a extrema decepção e alguns se desviam da igreja. Um erro causado por outro erro, do qual nós mesmos somos os maiores culpados.

E que fique claro que não falo do erro (escândalo financeiro, ético, etc.) per se, mas do NOSSO erro pessoal de: idolatrar; desHUMANIZAR; colocar em maior conta; os nossos amados líderes, esperando deles, como disse Caio Fábio, uma projeção de nosso ideal de ética, moral, fé, etc.

A responsabilidade de um pastor é imensa e este peso extra colocado pelas ovelhas é um fardo de injustiça!

Devemos lembrar que, no fim das contas, os nossos discipuladores são pecadores como nós. Estão em posição de nós ajudar e pastorear, mas são homens e falhos e, pior, são cobrados e testados em dobro.

Se isto não é nem de longe uma carta branca para que não se toque no ungido, coisa que poucos ainda acreditam, também não nos autoriza a dobrar a carga já pesada destes servos.

Um servo de Deus, que leva á sério o seu ministério e se faz presente na vida de suas ovelhas e de suas lutas e não se rende a estes modismos que fazem encher as igrejas está abraçando uma tarefa imensa, que somente a Graça e a eleição do Senhor podem justificar (e tornar possível).

Nestes meus 14 anos de Evangelho acompanhei a vida de muitos pastores, pastoras, missionários e missionárias que se levantam todos os dias para ser benção na vida de centenas, trabalham (as vezes pagam para trabalhar!) o dia todo, pau para toda obra, e quando chegam em casa e tiram os sapatos, toca-lhes o telefone por conta de um chamado para atender a um irmão doente, um enterro, um desesperado, uma abandonada, etc. Quantas vezes estes chamados urgentes não acontecem quando a presença do pastor era requerida pelos de sua própria casa necessitando de apoio, carinho, presença...

Há muito amor chegando aos líderes, mas há muita fofoca também. Muita maledicência, mesquinharia e, posso dizer, pois não sou pastor: Muitos líderes são sugados (sinto dizer isto, mas tem ovelha que é vampiro mesmo) até o tutano.

Neste processo, cansei de ver servos verdadeiros enfrentando problemas com seus filhos, esposas, parentes, reflexo da extrema cobrança, fofoca, inveja (sabe lá Deus do que, mas tem!) e disputas políticas.

Eu vi famílias desfeitas, filhos que se tornaram ateus e toda a sorte de problemas e, confesso a vocês de todo o coração: Nunca conheci pessoalmente um caso onde o pastor pudesse ser responsabilizado inteiramente por isto, a menos que lhe fosse cobrada coerência a esta capa de super-homem que suas ovelhas lhes imputaram.

Ainda não conheci um único líder que tenha se dado tal envergadura de super-herói, que na verdade não fosse um farsante destes que batemos tanto por aqui. Entrementes, conheci muitos que receberam esta capa de super-homem (ou mulher maravilha), sem pedir e sem desejar, mas a receberam de gente que nunca conseguiu SER e VIVER CRISTIANISMO na essência (no Pai e no Outro) e se projetam no HOMEM, que ainda se muito virtuoso é HOMEM e só.

Não é fácil se livrar desta armadilha. O servo (a) deve, a todo momento, se policiar. Se deixa correr solto, o “manto do sagrado” vira esconderijo até mesmo para a sua família.

Um amigo pastor me disse: Danilo, eu só vivo bem e seguro em minha casa e com minha família, porque o Senhor nos sustenta e porque dou conta da minha vida a algumas pessoas que me servem de conselheiros em Cristo. Sem isto, caímos todos.

Pastores levam muito “trabalho para casa” e quando o fazem, levam também o “pastor” e o “espiritual” e deixam o “homem”, o “pai” e o “marido” na porta. Eu já ouvi algumas vezes declarações deste tipo: “quantas vezes me vi sendo pastor de minha mulher, presbítero de meus filhos, quando tudo o que eles queriam era o homem e o pai deles.”

Meus irmãos: Ser pastor não é fácil não. Eu não sou pastor, mas sou amigo de uma dezena ou mais. O que eu vejo é exercício constante de humildade no vigiar das atitudes e escolhas. É muito fácil ser dominado pelo orgulho e a soberba destrutiva após um belo sermão. É muito fácil se sentir acima da crítica e das tentações.

A Igreja brasileira enfrenta muitos problemas, mas é impossível viver sem Igreja. A congregação deve assumir a sua parcela de responsabilidade. Devemos ser bereianos e vigilantes, como fazemos por aqui (blogosfera), mas também devemos assumir a nossa parcela de responsabilidade na vida de nosso líderes.

Devemos orar pelos nossos pastores, motivá-los, ajudá-los, nos fazer presentes no bom e no ruim. Propondo servir, ao invés de sempre querer ser servido. E aos mais velhos da igreja, que assumam o seu papel de apoiar e ouvir o pastor em suas angústias. O pastor é gente também!

Vamos olhar para CRISTO e para a CRUZ, sempre. E diante dos erros, que todos nós cometemos, devemos ter apenas a Cruz no foco, lembrando que aquele a quem o Senhor confiou a tarefa de nós pastorear é HOMEM.

http://www.youtube.com/watch?v=qEINQ_oOCfA&feature=player_embedded

Este testemunho é apenas um, entre milhares. Apenas ilustra a matéria pela grande relevância do autor. O artigo é dedicado a todos os meus amigos pastores (as), missionários (as) e servos (as) em geral que nos prestigiam aqui no Genizah

Danilo Fernandes mostrando outra face no Genizah


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2010/04/pastores-sao-homens-fardos-depositados.html#ixzz11PDoWXgv

Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2010/04/pastores-sao-homens-fardos-depositados.html

Estado de Conforto

Pensando no que escrever hoje, lembrei da reunião do C3, que eu fui ontem, e um dos membros estava exortando ao povo lá para evitar acomodação, dizendo que estavam recebendo coisas maravilhosas de Deus lá, mas também compartilhar com outras pessoas que não fazem parte da família de Deus, em outras palavras fazer com que pessoas não-crentes queiram ter aquilo que nós temos.
Quando foi formado o Hating Evil, queríamos falar do que acreditamos, mesmo que seja em inglês, falamos em não pregar no palco, em vez disso demosntrar em nós mesmos a diferença que existe quando a pessoa tem o Espírito Santo habitando nela e que essa diferença cause tanto impacto que a pessoa tenha vontade de ter o que nós temos.
Hoje em dia aquela sede de pregar as boas novas aos 4 cantos se esfriou, nos preocupamos em apenas adquirir bençãos, ou em sermos religiosos, o amor tem se esfriado cada vez mais e por consequência estamos vivendo numa sociedade cada vez mais descrente, e pior criando pessoas descrentes, produto desse evangelicalismo barato, que não vive a graça realmente, mas é egoísta e hipócrita, e rejeita ajudar aos pequeninos.
Voltemos a realmente ser o devemos ser, imitadores de Cristo.

Aqui tem fim as palavras tortas de um louco e imperfeito, que procura realmente viver o que prega

Música Cristã X Cristãos

Escrito por Isma-El Kavallera

Vira e mexe esse assunto aparece por aki, né?
Normalmente costumo não me posicionar nas discussões da galera do blog porque realmente acho que, na vida, ninguém está 100% certo, nem errado.
O aprendizado está, realmente, na discussão de alto nível e respeito pela opinião alheia, mesmo entre partes que pensam de maneira oposta. Porém, até quando as pessoas vão se julgar donas da verdade e usar a Bíblia para justificar a sua própria intolerância? Se formos reparar, até bem pouco tempo, artistas que hoje consideramos “certinhos” também foram apedrejados por esses mesmos intolerantes: na década de 80, quando Amy Grant fez um disco que falava de temas desconcertantes como fidelidade conjugal e holocausto (Lead Me On) a galera intolerante “torceu o nariz”… (Atualmente o disco Lead Me On foi votado como o disco mais importante da música cristã de todos os tempos pela Revista CCM)!!!
Quando escreveu “Baby Baby”, teve que se apresentar no Grammy cantando para o filho para provar que o “baby” em questão era ele e não um namorado… Nesse mesmo CD, ousou falar de abuso sexual numa letra contundente “Ask me if I think there’s a God up in the heavens. Where did He go in the middle of her shame?”.
A galera “horrorizada” achou que a coitada tinha “se desviado” de Deus porque foi honesta consigo mesma; quase baniram o Petra quando os caras “ousaram” fazer um cover de “God Gave Rock’n'Roll to you” (Deus deu o Rock’n'roll para você) no disco Beat the System. Galera intolerante ficava horas rodando o discão ao contrário pra ver se descobria alguma “mensagem subliminar”!!

E no Brasil? Até o grupo “Vencedores por Cristo” passou maus bocados nos anos 70 pq gravou bossa-nova no disco “De Vento em Popa” (clássico!)e ainda usou termos da moda como “pileque” (o que??? não pode!!!) – diziam os intolerantes…
No disco Louvor II, quase tiveram que recolher uma tiragem inteira por que o Sérgio Pimenta escreveu que “Deus mandou Jesus pra consertar a sua história”… É isso!!! Enquanto encararmos as diferenças que existem entre cada um de nós com intolerância, sempre haverá “caça às bruxas”.
Fica sempre mais fácil criticar do que conviver com a diversidade que devia, isso sim, ser encarada como um presente de Deus para as nossas vidas.(Paulokpc)

Alguns cristãos" (sim, entre aspas!) pensam ditar "regras" para um evangelho que é livre e prega, além do amor de Deus, sobre a exortação do pecado e das atitudes mesquinhas do ser humano.

Muitos pensam que usar roupa social, lamber o cabelo pra trás e ir todo domingo na igreja significa "diferença". Bem, sim eu concordo, se querem ser um bando de retardados "diferentes". Muitas pessoas falam de heresias, mas são tão heréticas que até o diabo tem inveja. Distorcem a Palavra que elas alegam amar e cumprir, complicando o óbvio, adaptando palavras ao seu bel prazer, conforme lhes convém. E algo que elas "adoram" (sim, ADORAM) fazer é julgar e condenar. Pior de tudo, sem terem noção do que estão falando. E adivinha qual é a principal vítima: Sim, a MÚSICA!

Para muitos, se a música não falar de "chuva, chuva e mais chuva", não tem unção e não é de Deus! (credo, parecem até que são índios e tão invocando espíritos!) Ou se a música não tiver um embalo sertanejo, não merece ser ouvida. E ainda aqueles que acham que a Harpa Cristã, com suas músicas pobres (me refiro ao instrumental), é o que conta e pronto. Não se pode falar nada que não tenha "chuva, Zaqueu, sabor de mel, advogado, Jesus e Espírito Santo", senão a música não é de Deus(!)

Bem, eu poderia concordar, SE nos altares, os pastores pregassem somente salvação, apocalipse e amor, mas como falam mais de dinheiro e prosperidade, e até do demônio, do que do proprio Jesus, então nem vamos dar crédito para mais mesquices!

A música sempre foi uma forma de alegrar o coração do homem (já ouviu falar do Rei Saul?), contar histórias através dela, além de servir como arma (ou ferramenta cultural) para alertar a sociedade. Se você, cristão, vê um garoto se chapando, não irá alertá-lo do perigo da droga? Se ver uma jovem se prostituindo, não irá avisar-lhe sobre o risco da AIDS? Falar de Deus para estas pessoas é algo certo e obrigatório de nossa parte, mas se ninguém explicar-lhes também as coisas deste mundo, quem irá? Já pensou uma prostituta líder de louvor da igreja ou um pastor chapadão? Não foram totalmente libertos? Errado. Não foram devidamente alertados.

Esse assunto já é debatido há tempos em comunidades do orkut, fóruns, blogs, etc. Contudo, eu reparei que aqui no nosso blog não havia isso ainda, e como acabei lendo algo muito interessante tempos atrás, resolvi trazer até vocês agora!

MÚSICA SECULAR NA BÍBLIA?

Existe um certo dilema - "Ouvir musica secular ou não?" - entre alguns cristãos (e isso independe do estilo musical), já vi diferentes pontos de vista. Contudo, poucos deles - e aqui eu falo de ambos os lados: tanto dos que não veem nada demais como de quem condena - conseguiram realmente me convencer de algo.

Então, fui procurar na Bíblia a resposta, afinal, todo bom cristão considera-a como a palavra de Deus, inspirada e feita por ele. Infelizmente, não há nenhum versículo super literal e óbvio do tipo "Entendeu-ou-quer-que-eu-desenhe?", contudo há algumas coisas do AT que me chamaram bastante atenção. Prefiro não entrar em detalhes e ir direto aos versículos.

Davi CANTOU este lamento sobre Saul e seu filho Jônatas, e ordenou que se ensinasse aos homens de Judá; é o Lamento do Arco, que foi registrado no Livro de Jasar:

"O se esplendor Israel,
está morto sobre os seus montes.
Como caíram os guerreiros!

Não conte isso em Gate,
não o proclame nas ruas de Ascalom,
para que não se alegrem
as filhas dos filisteus
nem exultem as filhas dos
incircuncisos

[...]

Como estou triste por você, Jônatas, meu irmão!
Como eu lhe queria bem! Sua amizade era, para mim, mais
preciosa que o amor das mulheres!

Caíram os guerreiros!
As armas de guerra foram destruídas! (2SAMUEL 1:17-27)

Ou até mesmo:

Então o rei CANTOU este lamento por Abner:

"Porque morreu Abner
como morrem os insensatos?
Suas mãos não estavam algemadas,
nem seus pés acorrentados,
Você caiu como quem cai
perante homens perversos (2SAMUEL 3:33-34)

E também...

[...]Não é aquele acerca de quem CANTAVAM em suas danças:

"Saul abateu milhares,
E Davi suas dezenas de milhares?"1SAMUEL 21:11


Façamos uma análise dessas canções:

-Elas não foram feitas com o propósito de adorar a Deus.
-Elas não foram feitas com o propósito de divulgar o judaímo/cristianismo
-Elas foram feitas apenas com o propósito de mostrar os sentimentos de seus autores.

POrtanto, a única conclusão a que consigo chegar é que são canções SECULARES! O que vocês acham?

Aliás, no livro de Cantares, os cânticos são até bem eróticos! E que diga-se de passagem nada tem a ver com Cristo e a Igreja, ou algo parecido com isso! É um livro dedicado ao romance de um homem e uma mulher, comum, igual a qualquer um de nós!

Confesso nunca ter dado a devida atenção a este livro, mas "Cantares" é realmente muito interessante (e, acredite, tem muitos "cristãos" que JULGAM o livro!).
A razão porque ele é tão pouco lido nada tem a ver com sua profundidade ou complexidade, pois, como em toda genuína sabedoria, o que é verdadeiro se faz entender com simplicidade. Portanto, não são as dificuldades de compreensão que impedem a Leitura, a aceitação e vivência proposta por Deus em Sua Palavra no livro atribuído a Salomão. O que dificulta é justamente o poder esmagador de sua simplicidade baseada na observação da História, tal qual ela se mostra aos olhos, sentidos e percepções humanos. E entre essas observações, aparece de modo esmagador o desmantelamento de todas as fabricações de causa e efeito criadas pelos amigos de Jó. No Eclesiastes a vida é como ela é: sem tentativa de abençoar a inegabilidade da Queda dos Humanos no Planeta Terra. A outra razão da não apreciação do Eclesiastes é que ele não fala abertamente da eternidade—no máximo diz que o espírito volta a Deus, que o deu—, não fala nem do céu e nem do inferno; e seca a vida aqui, na arena das competições, dos julgamentos, dos esforços inúteis, das jactâncias idiotas, dos sucessos imerecidos, dos insucessos injustos, dos poderosos insensatos, dos sábios desprezados, dos ricos sem apetite, dos ricos estéreis, dos justos esquecidos, dos esnobes afamados, dos governadores cercados de puxa-sacos incompetentes, dos bens materiais que não promovem nem paz nem sono, das vitórias logo esquecidas, das alegrias alienantes, das tristezas que melhoram a alma, dos afazeres que nada mais são que vaidade e correr atrás do vento. Por esta razão o livro de Eclesiastes é insuportável, ele é histórico demais e realista demais. Nele não há milagres. Seu grande milagre é o discernimento de como a vida é, sem os auto-enganos aos quais nos entregamos a fim de diminuir a nossa dor acerca dos esmagadores fatos da existência humana na Terra. Precisamos, todavia, le-lo, pois sem a percepção de como a vida é, jamais “cai a fixa” e, enquanto a fixa não cair, não mergulhamos jamais no mundo da Graça e da Providência de Deus.

Em outras palavras, as passagens e livros acima citados, nada tinham a ver com exaltação e louvor a Deus, mas abordavam outros assuntos e temas, alguns de muito interesse e importância para nossa vida carnal, social, secular e, em alguns pontos, até espiritual.

Julgar alguém, uma música ou um texto porque tal cor, tal estilo, tal mensagem não lhe agrada, não tira o mérito e a contribuição de tal pessoa ou coisa para uma vida mais sábia Seria o mesmo que viver na época de Jesus e julgá-lo por ser pobre, vestir roupa surrada e quebrar todos os stigmas e costumes da igreja. Você certamente o chamaria de louco e herege. O mesmo acontece hoje. As pessoas deturparam Jesus e a sua mensagem e a transformaram numa concha de retalhos de pura conveniência.

Por que as pessoas complicam o óbvio e o simples? Porque é demasiado intelectual e certo demais para a mente primitiva delas.

Entrevista reveladora do Genizah com Marco Feliciano



ASSISTA A SEGUNDA PARTE NO PORTAL CREIO

Marina rebate declarações de Silas Malafaia

Em Renato Vargens

O portal IG publicou ontem que a candidata do PV, Marina Silva, rebateu nesta sexta-feira as declarações do pastor Silas Malafaia, que a acusa de “jogar para a torcida” e se “omitir” em assuntos considerados importantes pela comunidade evangélica, como o aborto e o casamento gay.
Malafaia, que havia declarado voto em Marina no final da semana passada, mudou o voto menos de cinco dias depois. O argumento do pastor é que a candidata verde não se compromete de fato com os assuntos de interesse dos evangélicos.

Marina se defende das críticas e diz que ela tem tido uma atitude coerente sobre esses temas desde o início da campanha, mesmo que essas opiniões tenham lhe “tirado votos”. A candidata do PV argumenta que o pastor Malafaia sabia das posições dela antes de declarar seu voto.

“As posições que eu assumi estão há mais de um ano sendo explicitadas. O pastor Silas Malafaia é um homem bem informado. Quando ele manifestou o seu posicionamento favorável, com certeza conhecia essas posições. Mas, estamos na democracia e as pessoas podem mudar de opinião”, disse Marina Silva.

A presidenciável do PV lembrou que jamais se comprometeu em convocar um plebiscito sobre os assuntos mencionados pelo pastor Malafaia. “Quem convoca um plebiscito é o Congresso. E quem aprova as leis também é o Congresso. Eu disse que casos de alta complexidade cultural, moral, social e espiritual como esses, deveriam ser debatido pela sociedade na forma de plebiscito. Mas eu nunca disse que convocaria um plebiscito”, afirmou a candidata.

Marina também lamentou os boatos que surgiram nos últimos dias de campanha envolvendo os principais candidatos à Presidência da República, especialmente a candidata Dilma Rousseff. A presidenciável disse, porém, que os próprio candidatos criaram “centrais de boatos” nos núcleos oficiais de campanha para atingir os adversários.

A própria Marina disse que foi alvo desses boatos, que tentavam potencializar sua posições sobre temas polêmicos, tentando tachá-la de “conservadora” e “fundamentalista religiosa”.

“Existiam máquinas poderosas de boatos que atacavam uns aos outros, e, no 'balzeiro', vinham também pra cima de mim. Nós não potencializamos absolutamente nada dessas coisas e discutimos propostas. Fizemos um processo limpo na internet. Quem criou centrais de boatos, máquinas poderosas de boatos foram as duas candidaturas. A oficial de posição e a oficial de situação”, justificou Marina.

Frases do Twitter [1]

"Acreditar ou não em Deus é uma questão de Fé. Quando se deseja provar a existência de Deus, significa que não existe fé o suficiente nEle".

@xClaptonx

Sintomas do absurdo: O Lixo Eleitoral

Postado por João Pedro (TDWP) no Vidas em Revolução

Pra vocês, vivemos verdadeiramente em um país democrático?
Bom, espero estar errado mas a realidade é que vivemos uma democrácia teórica, vocês já devem ter visto milhões e milhões de planfetos nas ruas, placas enormes e milhões e milhões de reais jogados no lixo, só para satisfazerem partidos que pedem socorro as grandes empresas para que elas banquem suas campanhas, e o retrato disso tudo é uma poluíção visual tremenda, trazendo mais confusão do que facilitação e entendimento nas grandes cidades brasileiras, utilizam os próprios eleitores para fazerem suas campanhas sujas, paga-se mal aos mesmos que trabalham para os candidatos, e, depois as mesmas pessoas são jogadas no lixo igual aos planfetos sem nenhum reaproveitamento. Mas onde está a verdadeira democrácia?

Sinceramente ela não está aí na poluíção visual, ou onde os partidos que pedem ajuda as empresas para sustentarem as suas campanhas milionárias, não mesmo. Perdemos o foco, ficamos a mercê dos grandões e sem nenhum argumento engolimos tudo e aceitamos passivamente aquilo que eles vão colocando na nossa frente.

O que falta neste país é uma educação não só para se formar pessoas para o mercado de trabalho, mas principalmente cidadãos conscientes, pessoas que pensem e que vivam a verdadeira democracia!

Portanto meu querido eleitor faça valer o seu voto, você é o patrão, não disperdice.

Ficha Limpa nos Céus

Eleições chegando, amanhã iremos decidir o futuro do Brasil, ou não. Mas tem algo que pertuba (ou devia pertubar) a mente de muitos cristãos eleitores: a lei do ficha limpa. Até agora, nossa querida justiça brasileira não decidiu o que fazer a respeito dessa lei. Com isso, perdemos nós, eleitores, que podemos votar em pessoas sujas, sem o menor compromisso com o país, apenas em lucrar e nos usurpar cada vez mais.

Mas... no céu, será que funciona assim?

Uma música que eu curtia e continuo curtindo muito no meio evangélico é a que dá título à banda Juízo Final. Vejam a letra:

Vivemos num mundo cheio de corrupção
Para comprar um tribunal
Basta ter grana na mão
Homens em destaque na sociedade
Mas em seus corações mora a crueldade
Sem nenhuma compaixão pelo seu semelhante
Pois a ganância pelo dinheiro domina suas mentes
Sem nenhum temor do criador do universo
Prejudica a todos e se acha muito esperto

Mal sabe ele que está sendo filmado
Que todos os seus atos estão sendo registrados
E um dia terá que dar conta de tudo
E o dinheiro dessa vez não poderá ser seu escudo
E aí qual será sua explicação
Diante de Jesus, o juiz sem corrupção

Refrão(4 vezes)
Dia do juízo final
Qual será sua ficha?
De um justo?
Ou de um marginal?

Você humilha quem está abaixo de você

E o orgulho não deixa seus erros reconhecer
Com sua esposa é infiel
E aí doutor ainda quer morar no céu?

Quando pregam sobre Jesus você se recusa a ouvir
Pois se julga muito culto e diz:
Nesse assunto não preciso me instruir
Sempre guiado pelos pensamentos
Comete vários pecados sem arrependimento
Diante dos homens mostra personalidade
Mas aos olhos de Deus está uma calamidade

Refrão(4 vezes)
Dia do juízo final
Justo? (2 vezes)
Marginal?

Diante de Deus, a lei Ficha Limpa funciona sim. E muito bem. Nós, como cristãos que somos, devemos jamais nos esquecer disso, pois a justiça de Deus não é igual à justiça dos homens! A dos homens falha, enrola, passa, mente, é cega. A de Deus é perfeita, pura, eterna, verdadeira e enxerga tudo e todos iguais e sem chance de argumentação. Ou buscamos a santidade, ou seremos condenados!

Ateus por aqui?

Alguns poderiam me questionar "por que diabos vc colocou o blog 'Heresia Loira' entre os blogs recomendados pelo seu?"

Sabe por quê?

Porque as vezes os ateus têm uma fé bem mais concreta no que seguem do que os que dizem crer em Deus. Digo isso porque já fui um. E tinha EXTREMA CONVICÇÃO DA MINHA POSIÇÃO.

Atualmente, como um deísta declarado, cristão convicto e "protestante" por opção, nem por isso acho que a Ju Dacoregio não deva ser ouvida pelo público evangélico. Eu acho até que nós, que nos dizemos cristãos, temos que conhecer pessoas que abdicaram da fé cristã para entender o que os levou a isso. Muitas vezes, os culpados fomos nós, com nossos malditos juízos e doutrinas tolas.

P.S: Não se preocupem, se algum dia eu ver algo muito estranho demais da conta no blog dela, eu serei o primeiro a pedir desculpas e tirar, tá?

P.S 2: Amo vcs, críticos do meu coração! Vcs são o motivo de eu escrever.

Sobre um tal de “jugo desigual”

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano, conta uma experiência interessante: Certa vez, em um congresso de jovens, em um estudo sobre afetividade, um rapaz encaminhou a seguinte pergunta: “O que o senhor acha de se namorar uma moça do mundo?” A minha resposta foi: “Parabéns por sua normalidade. Estaria preocupado se você estivesse namorando uma ET”.

No meio “protestante” ainda não aprendemos a lidar com o mundo, seja ele em que dimensão for. O próprio bispo Robinson colocou isso de uma forma bem ampla: Deus criou o mundo, o universo (kosmos), e ama a sua criação. No universo da criação Ele incluiu o nosso mundo particular, a terra (geo), e também o ama. A terra, a natureza e as criaturas (oikumene) caíram, mas Deus não as desprezou. Ele havia planejado um estado de coisas perfeito, diferente do atual (aion), com o qual devemos nos inconformar, esperando um mundo novo (aiones), quando, por fim, viveremos em um mundo pleno (aionios). Assim, a questão não é espacial — a rejeição do planeta, da vida, da história, da sociedade, das pessoas, do Estado, do corpo —, mas ontológica e moral — as formas de pensar, de agir, de organizar, que são contrárias ao projeto de Deus.

Ainda agimos com o complexo de gueto. Não sabemos em quais áreas atuar com desenvoltura plena, afinal, na mentalidade fetichista evangélica, sempre há um complô diabólico pelas esquinas da vida. Uma palavra precisa ser resgatada por nós com urgência: equilíbrio! Saber quem sou e com quem me relaciono na normalidade da vida. Sem extremismos nem cabrestos, sem religiosidade asfixiante nem teologias neurotizantes.

A pergunta que fica é: como dominar meus impulsos sexuais com alguém que não considera esse domínio prioridade? O tal “jugo desigual” é o conflito de valores, a visão de mundo completamente outra. Numa sociedade altamente erotizada fica muito difícil para um jovem cristão que namora uma jovem não cristã (ou vice-versa) “segurar a barra”.

Não acredito na postura ditatorial do proibido, contudo, preciso estar ciente de que cada ato gera uma consequência. Se possível, seria excelente que nossos jovens só se envolvessem com jovens “do nosso meio”, contudo, vivemos na ambiência dos diferentes e isso implica, muitas vezes, no arriscado jogo da mistura. E quando trata-se de mistura, todo cuidado é pouco.

A oração de Jesus por seus discípulos ainda ecoa: “Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal” (Jo. 17. 15).

Extraído de Genizah

Holy Soldier - See No Evil

I float inside her womb
Oh mother, I am coming soon
Suddenly, fear and dread
When mother says she wants me dead

Oh how can you do this to me?

Thousands come
Please don't kill me
Thousands go
I want to live
Day by day
Can anyone hear me
The numbers grow
I want to live

God hears them cry
We hear the lie
And we simply look the other way

See no evil
Hear no evil
Speak no evil

From a pail with open eyes
I see the man that I desire
He looks at me and turns his back
As my life fades, it fades to black
And there's no turning back

(Mommy, can you hear me?)
Mommy, mommy, I'm afraid)

See no evil
Hear no evil
Speak no evil
________________________________________________
See No Evil (tradução) Holy Soldier

Não vemos o mal

Eu flutuo dentro do útero dela
Oh, mãe, logo eu estou chegando
De repente, medo e temor
Quando mamãe diz que quer me matar

Oh, como você pode fazer isso comigo?

Milhares vêm
Por favor não me mate
Milhares vão
Eu quero viver
Dia após dia
Alguém pode me ouvir?
Os números crescem
Eu quero viver!

Deus ouve o choro deles
Nós ouvimos a mentira
E simplesmente olhamos para o outro lado

Não vemos o mal
Não ouvimos o mal
Não falamos do mal

De um balde, com os olhos abertos
Eu vejo o homem que eu desprezo
Ele olha para mim e vira as costas
Minha vida acaba, se transforma em escuridão
E não há como voltar

(mamãe, você pode me ouvir?
Mamãe, mamãe, eu estou com medo)

Não vemos o mal
Não ouvimos o mal
Não falamos do mal


Fonte: Vagalume
_______________________________________________________________

Para todos que acreditam cegamente que aborto é uma opção. ABORTO É ASSASSINATO!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Palavras da Verdade

2014 (1) Aborto (4) acepção de pessoas (2) adoração (7) adversidade (1) África (1) amizade (1) amor (15) amor de Deus (11) aniversário (1) ano novo (2) anorexia (1) ansiedade (4) anticristo (1) antropocentrismo (1) Apologética (9) Apologética - Ekklésia (2) Apologia (1) arado (1) Argumento Cosmológico (1) arte (1) artes marciais (1) árvore da vida (1) Assembléia de Deus (1) astrologia (1) ateismo (1) ateísmo (4) atitude (3) ato profético (2) auto-estima (2) banda (1) Banda Envoy (1) batalha espiritual (1) batalhas (1) Beijo (2) bençãos (1) Bíblia (10) bíblico (1) blasfêmia (4) blog (3) boatos (2) brasil (2) C. S. Lewis (1) caminho (2) capitalismo (1) Carnaval (3) Cartas (2) cartas de Paulo (1) casamento (6) casamento homossexual (1) cds (1) Céu (1) chavões (1) Ciência e Fé (1) citações (1) CMFreak (1) coisas da alma (1) Comportamento (5) Confiança em Deus (5) confiar (1) confissão (1) conflitos (2) conforto (1) conhecimento (1) consumismo (4) contenda (3) contexto (1) controle de Deus (5) convicção (1) cordeiro (1) corrupção (1) Cosmovisão (1) Cotidiano (13) crente raimundo (2) crer (1) Criação do mundo (1) crianças (5) crime (1) cristão (8) cristianismo (5) Cristo (6) critica (1) críticas (5) Crônicas Eclesiásticas (1) cruz (4) cultura (1) cura espiritual (1) Davi (1) decepção (1) declarações falsas (1) degradação dos lares (1) democracia (1) Denúncias - Falsas doutrinas (4) dependência de Deus (4) depressão (1) desabafo (2) desafios (1) Desciclopédia (1) desejos carnais (1) desperdício (1) desprezo (2) Destaque (1) Destaques (1) destinos (2) Destruíndo a mentira (4) desviados (1) Deus (16) Devocionais (2) devocional (1) Dia das Crianças (2) diabo (1) dicotomias (1) dinheiro (1) direito animal (1) discussões (1) distorção (1) divisão (3) divórcio (1) dízimo (1) dízimos (1) doutrinas (2) download (6) droga (1) Ebooks (7) Edir Macedo (3) egoísmo (1) Eleições 2010 (2) Eliel Vieira (2) elogios (1) erros (4) escarnecedor (1) escolhas (1) Espírito (1) espiritualidade (6) estilo musical (3) estudos (4) eternidade (1) eu (3) evangelho (13) Evangelicalismo (2) Evangelismo (7) Eventos (2) exegese (1) exéquias (1) Existência de Deus (1) experiências (1) Expiação (1) expressões idiotas (1) extremismo (1) falatório (1) falsa (1) falsos apóstolos (2) Falsos profetas (6) fama e fortuna (1) família (2) fanatismo (2) farisaísmo (9) (9) feiura (2) felicidade (1) feminismo (1) festa (2) Ficha Limpa (1) fidelidade (1) filhos (1) Filosofia (2) Fofoca (7) fogueira santa (1) fome (1) forever alone (4) frases (1) fundamentalismo (6) futuro (2) Garota Cristã (1) Genizah (5) glória apenas a DEUS (4) Gospel (18) graça (5) guerra (1) Hardcore cristão (1) hebraismo (1) hedonismo (2) Heresias (10) Hermes Fernandes (2) hino (1) Hipocrisia (3) Homem (3) Homossexualidade (3) homossexualismo (1) honestidade (1) honra (1) humor (10) idéias (1) Idolatria (3) Igreja (20) igreja adormecida (11) Igreja Batista Westboro (1) Igreja não-institucional (1) Igreja Universal (1) imagens (6) imoralidade (1) ímpio (1) Internet (1) interpretações (2) intervenção (1) Intimidade (2) ironia (2) Jesus (20) João Batista (1) jornada (1) José Wellington (1) jugo desigual (1) Juízo Final (1) justiça (2) juventude (1) le penseur (5) legalismo (1) lembranças (1) letras (32) liberdade religiosa (1) LIBRAS (1) Liderança. Missões (1) líderes evangélicos (3) links (1) liturgia (1) Livre Pensamento (1) lixo (3) Lobos (1) logos (1) loucura (1) louvor (4) louvorzão (1) lutas (2) luz (1) Macumba (1) mandinga (1) manifesto (2) manipuladores (1) Marco Feliciano (2) Marketing da Fé (1) Martin Luther King (1) masturbação (2) meditação (4) meditações (7) Melhor de Deus (1) memorando (5) meninas (1) mensagem (1) Mensagens (1) mentiras (2) mercantilismo (2) metal (9) mídia (2) milha (1) ministério (1) Ministérios Jovens (1) missionários (2) missões (7) missões urbanas (4) misticismo (1) Modas (1) momentos (1) moral (1) Morte por amor (1) Movimento Underground (6) mulher (1) mundanismo (2) mundo (1) musica (1) música (40) Música para crianças (1) música ruim (4) Música secular (4) namoro (5) Não Morda a Maçã (1) natal (1) natureza (2) Necessidades Espirituais (1) Negar a fé (2) neopentecostalismo (2) neutralidade (1) Nostradamus (1) notícias (2) nova era (1) Nova geração (1) obra de Deus (2) obrigação (1) ocidente (1) ódio (1) ofertas (1) óleo santo (2) Opinião (1) oração (3) orgulho (1) paciência (1) padrão de beleza (3) pagão (1) paixão (3) palavra (2) palavras (1) para pensar (1) parábolas (1) parcialidade (1) partidarismo (1) Pascoa (1) pastor (3) pastores ladrões (4) Paulo (1) paz (1) pecado (12) pedofilia (1) pensamentos (14) pentecostalismo (1) perfeito (1) perguntas (1) perversão sexual (3) pessoas (1) planeta (1) planos (1) pobreza (1) Podcast (1) poder de Deus (1) poema (1) Poeminhas (2) Poesia (10) politica (4) política (7) ponto eletrônico (1) Pornografia (3) portas abertas (1) práticas humanas (4) preconceito (4) pregação (2) prostituição (1) protesto (1) Provérbios (1) Púlpito (1) Púlpito Cristão (3) púlpito político (6) R.R. Soares (1) rapidinha (1) razão (1) realidade (1) rebelde (1) reflexão (24) reflexões (36) Rei (1) Reino (2) rejeição (1) relacionamento amoroso (3) Relacionamentos (4) religião (2) religiões (2) religiosidade (12) Renascer em Cristo (1) Renato Vargens (2) respeito (2) Resposta dos hereges (2) reviews (1) Ricardo Gondim (2) ritmo (1) rock (2) romanos (1) rosa ungida (1) sabedoria (3) sacrifício (3) Salmos (1) salvação (2) Samuel Câmara (1) Sandro Baggio (1) santidade (7) Santificação (3) Santo (1) Sarah Sheeva (1) satanismo (4) Satanologia da Prosperidade (19) saudade (1) Secular (1) segredos (1) sentimentos (6) ser completo (1) sexo (8) Shows (3) signos (1) Silas Malafaia (8) símbolos (1) sinais (2) soberania (2) Sociedade (4) sofrimento (2) solidão (1) solteiros (1) sonhos (1) Steve Jobs (1) stress (1) subversão (1) sujeira (2) talentos (1) televangelismo (1) tempo (1) Tempo pra Deus (1) teocracia (1) Teologia (3) Teologia da Prosperidade (15) teologia relacional (1) Teoria da Conspiração (2) terapia do amor (24) terrorismo (1) Testemunhos (2) texto fora de contexto (1) trabalho (3) tradução (3) traição (3) tribos urbanas (1) tribulação (1) Twitter (1) UFC (1) unção (1) V.E.R. (2) Valdomiro Santiago (1) valores (3) ventre (1) verdade (10) verdades (5) Vício (1) vida (6) vida cristã (10) vida sentimental (34) vidas (1) Vídeo (9) Vídeos (12) vingança (1) violencia (1) vitória (1) volta de Cristo (1) vontade de Deus (5) voto consciente (2) William Lane Craig (1)