Vou me vingar!!!


"Não vou deixar barato!" "Vou dar o troco!" "Ele vai ver só!" "Vc não perde por esperar", as frases mais clichês e mais perigosas talvez de nossas vidas. Nossas emoções ficam demasiadamente confusas quando somos traídos. A gente não consegue entender ou mesmo aceitar uma traição, e nossa reação automática seria a de se vingar, o que é até natural vindo de seres tão vingativos como nós.

Jesus poderia ter feito isso com Judas, quando Judas o entregou aos saduceus e fariseus. Poderia ter feito com Pedro, quando mesmo alertado Pedro sucumbiu na negação ao Senhor. Poderia ter feito com todos os seus apóstolos e discípulos mais próximos, quando na hora de seu maior padecimento todos praticamente o abandonaram. PODERIA ESTAR FAZENDO CONOSCO, QUANDO PECAMOS CONTRA ELE OU SOMOS FALSOS CRISTÃOS DIANTE DE OUTRAS PESSOAS. Mas incrivelmente nunca se vingou de ninguém.

Vc dirá "Ele é Deus e eu sou humano né?" E DAI? Paulo disse q devemos imitar o exemplo de Cristo EM TUDO. Inclusive NISSO.

A vingança pertence ao Senhor. Nem por isso temos direito por exemplo de orar pedindo q Deus manifeste sua vingança em seu favor, homem. Ou mesmo ficar como a Damares "Quem te viu passar na prova e ñ te ajudou qdo ver vc na benção vai se arrepender". Quem disse q vai acontecer isso? E quem disse q vc vai 'tar no palco e eles na platéia? Acaso vc agora é alguém? Ou é Jesus q é em sua vida?

Eu sei que é difícil, não é do dia pra noite que nos livramos desse sentimento. Mas só há um jeito de abandoná-lo: lutando contra ele! Mostre quem deve ser na sua vida (Jesus) e não seu eu carnal e vingativo!

Lia e Raquel, uma meditação sobre as escolhas


Nessa meditação, quero compartilhar algo sobre 3 personagens. Personagens essas que possuem uma verdade escondida em seus testemunhos de vida.

Temos Jacó, um jovem pastor, dado a se meter em grandes confusões. Fugindo da ira de seu irmão mais velho, Esaú, encontra abrigo entre sua parentela, habitantes do Oriente.
Temos Raquel, uma jovem pastora de ovelhas. Era a filha caçula. Moça formosa de porte e semblante. Nos nossos dias e contexto, seria do tipo ‘que benção de varoa, rapaz!’

E temos Lia, a irmã mais velha de Raquel. Penso que era mais afeita às atividades domésticas. Possuía certo problema em seus olhos, que traziam dificuldade para si, e contribuíam para torná-la menos atraente que sua irmã. Imagino que isso também prejudicava sua lida diária, bem como o seu relacionamento em relação à outras pessoas. Em nossos dias, seria do tipo ‘a irmã é até benção, mas não faz o meu tipo.’ Ok, a gente acredita.

Jacó fez a sua escolha. Escolheu a Raquel, a mina mais top de Harã. Detalhe: de família rica, aparentada com a sua. O sogro, Labão, deu todo o apoio. Jacó trabalhou 7 anos pelo direito de casar com Raquel. E casou. Mas na hora da alegria, descobriu que havia sido enganado. Acabou tendo a noite de núpcias com Lia. E ficou pê da vida com a situação (quem não ficaria?). Mas acabou tendo que concordar com o trâmite, aceitando trabalhar mais 7 anos para ter Raquel de fato. A Palavra mesmo fala que ele não ligava para o tempo, pois a amava muito.


E Lia?


Lia acabou sendo preterida, como (provavelmente) sempre ficava. E com certeza, sofreu muito com a situação. Mas Deus, em Sua infinita justiça e misericórdia, deu uma chance a Lia. Escutou o seu clamor e a tornou fértil (Gn 29:31). Raquel, por sua vez, mesmo tendo o desejo de seu marido todo para si, era estéril. O que para uma mulher, ainda mais naqueles tempos, era vergonhoso.
A partir daqui, já podemos traçar paralelos entre as 2 irmãs. Irmãs com o mesmo sangue, mas com objetivos totalmente dissonantes.

1. Digamos que Lia tenha tido seus filhos mais velhos em um curto espaço de tempo. 9 meses x 4 meninos = 36 meses = 3 anos. A cada filho, uma oração de gratidão ao Senhor brotava de seus lábios (Gn 29:32, 33 e 35; 30:18 e 20). Raquel, por sua vez, cobrava do marido a responsabilidade por não conceber (Gn 30:1-2).

2. Para ter o que queria, Raquel se valeu do seguinte ditado: ‘os fins justificam os meios’. Não havia problema em usar uma serva como ‘barriga de aluguel’, ou ceder a vez de ficar com Jacó para a irmã, em troca de mandrágoras (que eram tidas como a cura para a infertilidade, além dos poderes afrodisíacos). O importante era vencer a sua irmã (Gn 30:8).

3. Da mesma forma, Raquel furtou os ídolos do lar de seu pai. Ora, tais elementos eram como um testamento, que garantia de que o genro (Jacó), seria o herdeiro principal do pai (Labão). No decorrer da narrativa apresentada em Gênesis, vemos que Jacó nunca precisou receber alguma herança, pois o Senhor o abençoou grandemente em Canaã. Raquel não sabia confiar na Palavra do Senhor (ou talvez nem fazia questão), e sempre tomava decisões na base da emoção (Gn 31:19). Quando decidiu confiar no Senhor, recebeu um filho: José (Gn 30:24).

4. A vida de Raquel deve ter sido breve. Ao dar a luz ao 2º filho, acabou falecendo. Não sem antes dar nome à criança. Benoni (lit., filho da minha tristeza). Jacó mudou o nome para Benjamim (lit., filho da minha destra). Raquel viu a dor. Jacó viu a esperança.

5. A partir desse acontecimento, vemos os desdobramentos que a história toma. E nos deparamos com dados interessantes: Raquel foi sepultada junto à uma estrada (Gn 35:19-20). Lia foi sepultada na cova de Macpela, onde os antepassados de Jacó estavam descansando (Gn 49:31). Quando José sonha com o sol, a lua e as 11 estrelas se prostrando diante dele, Jacó o inquire. ‘Você acha que eu, sua mãe e seus irmãos nos prostraremos diante de você?’. Posso estar errado, mas a mãe citada em questão era Lia, já que Raquel havia falecido há anos atrás.

6. Quando vemos as genealogias, descobrimos dados interessantes. Lia, a preterida, foi a mãe de Rúben (o primogênito), Levi (o sacerdote) e Judá (o príncipe). Raquel, a favorita, foi a mãe de José, pai de Efraim. Efraim e seu irmão Manassés acabaram sendo aceitos como parte da descendência de Israel, dando origem a 2 tribos.

De Judá, temos Davi (o homem segundo o coração de Deus). E temos a profecia da vinda de Siló, o Pacificador (Gn 49:10), que é Jesus Cristo. De José, temos Efraim. A tribo que se tornou a 2ª mais forte de Israel. De Efraim, veio a divisão do Reino de Israel em dois, chefiada por Jeroboão.


Tá. E pra que tudo isso?


Não estou aqui pra dizer o que você deve falar, ouvir ou fazer. Quero apenas refletir com você: como andam as nossas escolhas?

Os critérios mais utilizados para se escolher alguém, em nossos dias, tem sido a beleza física, os gostos pessoais, o fator da ‘boa conversa’, entre outros. Mas será que isso é o suficiente? Será que nossos parâmetros estão corretos? Vendo a história de Jacó e suas esposas, acabo percebendo algo que acontecido em nossos dias. A beleza sobrepuja a simplicidade. A soberba encobre a humildade. A verdade é trocada por falácias. Existem Lias em nosso meio, pessoas verdadeiras, que estão sendo preteridas pelas Raquéis, que se revelam ‘abençoadas’ no começo. Mas que na realidade não professam uma fé verdadeira, preferindo agir de acordo com os seus interesses.

Amigo (a): quem você tem buscado? A Deus, ou ao homem? Nas mãos de quem você tem depositado sua confiança e fé? Você tem agido em fé, ou de acordo com as suas vontades?
Nossas escolhas refletem quem somos. E definem o que seremos.Vamos escolher então vivermos debaixo da benção e vontade do Senhor. Se você está interessado em alguém, ore. Mas aja também. Analise, estude, busque conhecer a pessoa de fato. Não se atenha ao ‘visual’. Se importe com o espiritual, com a Palavra de Deus revelada a você. E viva em novidade de vida. Espere pelo que Deus deseja. Por que a vontade Dele é boa, perfeita e agradável.


No mais, fiquem na Paz. Ah, se tiver alguma coisa dissonante nessa meditação, estou à disposição para trocar uma idéia. E desculpem-me pelo texto longo.

Gabriel Pedroso (via CMFreak)

Amor (e não Paixão) de Cristo


Eu não acredito nem costumo seguir os costumes desse feriado "religioso" chamado páscoa. Pra mim não passa de um momento de religiosidade insólita que apenas disfarça o comercialismo patético e capitalista e também com todo respeito aos católicos, eu como MUITA carne hoje.

Mas apesar disso, acho interessante nós falarmos desse dia num sentido simbólico. Hj estava orando e o Espírito Santo colocou em minha boca uma palavra bastante interessante "Jesus, sei que o Senhor muitas vezes continua sendo crucifificado. E eu estou lá entre seus acusadores, dizendo 'crucifica!'" Sabe pq isso? É que nós não damos valor ao que Cristo fez naquela cruz a quase 2000 anos atrás. Permanecemos cuspindo em sua face, esmurrando-o e blasfemando dele dizendo "profetiza quem te bateu!". Permanecemos o açoitando, pondo coroas de espinhos em sua cabeça. Permanecemos mentindo, dando falso testemunho dele e gritando "crucifica-o!" Permanecemos lavando as mãos e o entregando à Via Crucis. Continuamos a lhe oferecer fel, a chicotea-lo enquanto ele leva a cruz nos ombros. Permanecemos a fincá-lo na cruz e o elevar para a morte. Permanecemos lá no chão zombando d'Ele "não és o filho de Deus? Sai daí da cruz!" Permanecemos a dar-lhe vinagre para beber e sorrir de sua morte.

Permanecemos dentro do Sinédrio e tão longe dos braços do Senhor. Mas ainda assim Ele com sua misericórdia continua a nos dar a chance de vê-lo ressurreto dizendo que tudo novo se fez nas nossas vidas.

Que TODOS os dias, e não só hoje, lembremos do amor (e não só paixão, paixão não seria suficiente pra tanto que Nosso Senhor fez) que Jesus demostrou no Calvário por um bando de trapos de imundícia como nós.

Pode um cristão crer em signos?


Lembro-me quando eu era muleke e novo na fé em meu Deus, eu acreditava ainda no Natal, na Páscoa, que viver em pecado não era problema nenhum, pq eu "já era salvo", que eu podia namorar e beijar quantas meninas eu quisesse, acreditava até em Zodíaco. Sério, eu acreditava mesmo q akelas constelações que teoricamente eram 12 regiam minha vida, em especial a de Gêmeos. Eu achava mesmo que eu era tudo akilo que dizem q um cara de Gêmeos era, e pior, achava q tava destinado a tudo q o signo dissesse q ia ser minha vida, ou seja, o horóscopo virou meu "profeta".

Mas comecei a perceber que muitas características de geminiano que eu via num horóscopo eram diferentes das de outro. Isso eu já fiquei tentando entender. Aposteriori, vi que o básico muitas vezes até batia com minha vida, mas geral não tinha NADA a ver comigo, eu que forçava a barra e ficava crendo "é, eu sou mesmo oportunista" quando na realidade eu não era nem um pouco oportunista. "Eu sou habilidoso como artesão" quando até hj não consegui fazer uma escultura que preste (eu já tentei, não é piada). Achava q eu realmente era sempre ocupado, quando eu era um preguiçoso q num fazia nada. Também não sou indeciso (muito pelo contrário, graças a Deus), nem superficial (graças a Deus tbm), então essa de signo tem algo errado.

Uma conversa que tive com o Madguitar no MSN mostra bem qual a verdade sobre signos:

[b]Jøãø Dias/Jøhnnÿ Sleazer[/b] diz:
frase clássica de um "geminiano"
"Sou o que digo e penso".
agora vê a frase clássica de alguém de outro signo
sempre é algo positivo
sempre bate algo com a pessoa
thrashmetalshredder@hotmail.com diz:
O.o
[b]Jøãø Dias/Jøhnnÿ Sleazer[/b] diz:
é akilo que chamamos de "previsão vaga"
a pessoa solta algo óbvio
algo q a pessoa vai se sentir sendo
mesmo inclusive q num seja
thrashmetalshredder@hotmail.com diz:
humm
[b]Jøãø Dias/Jøhnnÿ Sleazer[/b] diz:
vai ser inserido na mente dela q ela é determinada, mesmo ela sendo uma pamonha q não faz porcaria nenhuma
thrashmetalshredder@hotmail.com diz:

[b]Jøãø Dias/Jøhnnÿ Sleazer[/b] diz:
outra coisa
Geminiano:
Adaptabilidade e oportunismo. Afabilidade. Facilidade para se expressar. Sensibilidade, graça, amabilidade, intuição e estudiosa
só me encaixo até hj em graça, estudiosa e sensível
o resto tou bem longe
só q
vc vê 3 q batem
e pensa "eu posso chegar no resto"
ai vc chega no resto
e diz "olha ai, era meu destino"
a pessoa não enxerga q foi SEU ESFORÇO e não destino.

Eu não acredito mais em signos. Até a astronomia mostrou já que no famoso "circulo dos signos" existem TREZE e não DOZE constelações, como os astrólogos acreditam e pregam até hj.

Tenho pena de cristãos que acreditam que signos regem suas vidas. Eles pegam o Senhor que conhece nosso passado, presente e futuro e jogam no lixo. Fazem como Saul, que preferiu buscar seu destino com um demônio se passando pelo profeta Samuel, pedindo ajuda a uma necromante (ou seja, uma bruxa).

Pra finalizar esse post (que eu não acredito sequer que precisei de escrever) posto aki como anexo frases da música do DJ Alpiste, "O Futuro": "Todas as estrelas não sabem responder o que muita gente gostaria de saber, assegure seu presente com DEUS!" "Somente Deus tem o controle do mundo, passado, presente, futuro, cada segundo" "nunca sai de casa sem ler o horóscopo, sua mente é tão pequena, cabe numa caixinha de fósforo, e o que fazer então pra te convencer q isso tudo é supertição?"

Daqui uns dias os crentes q creem em horóscopo podiam criar uma igreja: "Igreja Cristã dos Cavaleiros do Zodíaco". Ia ser lindo o nome, né?

¬¬

ACORDA IGREJA! Como é q ainda nos enganamos com essas coisas? E ainda criticamos pastores ladrões, cantores "gospel" exploradores da fé e irmãos falsos, mas olha onde nos enganamos! Nas coisas mais simples...

Eu matei o filho de Deus hoje...

...é assim que começa uma das minhas músicas favoritas, chama-se "Do or die" de Dogwood, banda de punk cristão lá das bandas da Califórnia. Sempre me lembro dessa música (e do clipe abaixo) quando vem a tentação. Lembro do quanto custou nossos pecados, de todo o sofrimento do filho de Deus naquela cruz para me salvar, Ele que existia na forma de Deus antes da fundação do mundo, se rebaixou à convivência de homens como nós, sendo humilhado com a morte mais cruel e humilhante da época.
Esse é o clipe não oficial da música:

Espero que todos curtam e reflitam! Abraço e Feliz páscoa!

Pastor, DEUS te ama TANTO quanto eu, um metaleiro


Olá, caro amigo.
Tome assento.
Sim, alí naquele banco, do lado do cara dos piercings, cabelo grande, barba, tatuagem.... Sim, o cara com camisa preta com algo incompreensível escrito em vermelho. O quê? Tá com nojinho? Não é ele um ser humano? Não tem uma alma? Não é como você queria que ele fosse, não é? Ele não está no "jogo", não serve as regras que o "senso comum" e o "politicamente correto" ditam, as mesmas regras que te obrigam a usar roupa social no púlpito pois senão você não seria respeitado.
Ah, mas ele ouve esse tal de rock, que você nunca ouviu pois sempre te disseram que é do Diabo! Uuuuuu, que medo, me arrepio todinho só de pensar! Acompanha o pensamento:
Deus é o dono da música. O Diabo tenta corromper a música pra que ela não seja mais de Deus. Porquê? Porque Lúcifer era o líder do coro celestial, o mais alto entre os anjos, adorava diretamente diante de Deus. Tudo que ele quer é a música de novo pra ele. Quando você diz que ritmo A ou B é dele, ele faz a festa, pois você está dando legalidade para ele atuar nas vidas das pessoas através desse ritmo. Você, que se diz cristão, entregando algo de mão beijada pra o inimigo das nossas almas? E tudo porquê? Porque você não está acostumado a umas guitarras barulhentas, bateria com pedal duplo e outras coisas que você acha aberração? Lembra da visão de Pedro do lençol que veio do céu com os animais impuros? Olha, se não lembrar, pode esquecer que pastor você não é. Então, Pedro era um judeu, e portanto estava preso ao código de "pureza" judaico, que na prática, não lhes impedia de serem más pessoas, vide os fariseus, que cumpriam a lei à risca, mas que usavam isso para diminuir os outros, humilhar. Do mesmo jeito, em igrejas legalistas demais, como talvez a sua seja, surge uma guerra de egos inflamados, as pessoas esquecem que por mais certas que sejam ainda são pecadores, e que nada que eles façam os salva, e que dependem de Cristo. Isso faz com que elas passem a se comportar como farizeus, excluindo do meio cristão os "indesejáveis", qualquer pessoa que não se encaixe na sua visão de quem eles querem que participe da igreja. Vocês esquecem da mulher samaritana, da adúltera, do publicano, do tribuno romano.... Parecem o grupo de cristãos judeus que queriam impor a circuncisão aos gentios. Lembrem-se, nada desse legalismo salvou ou salvará alguém, se o metaleiro que está alí onde eu pedi pra você sentar aceitar a Cristo, não vejo o porque ele não iria pro céu se Jesus voltasse no minuto após a sua conversão. Mas você parece disposto a sacrificar essa alma só para manter a imagem da sua "ó, tão santa" congregação, que está no momento a morrer espiritualmente, definhando, grupo de jovens minúsculo, adolescentes desanimados, adultos acomodados....
É uma pena, essa alma Deus requer de você, você ficou de braços cruzados, ou pior, barrou as iniciativas dos que dentro do seu rebanho, tentavam alcançá-lo. Feio pra você, feio pro corpo de Cristo, se é que dá pra chamar assim gente que não tem amor pelas almas e que ignora os que não lhes é conveniente salvar....

Como REALMENTE evitar a traição!


Bom, primeiramente, leiam este texto, extraído desse link:

"Mulheres com namorados estáveis, durante a ovulação, costumam cobrir menos o corpo e flertar mais com outros homens, especialmente em baladas e festas em geral.
Nos meus breves momentos de fraqueza, quando eu penso que Deus é bonzinho e existe amor para todos no mundo, estudos como esse do vídeo me fazem acordar de novo para a realidade. Isso mesmo: aquelas preciosas, perfeitas e lindas mulheres querem mais é a p***** de desconhecidos quando elas têm mais chances de engravidar. E elas desejam com mais intensidade ainda (e fazem o que for preciso para conseguir) quando elas estão em relações estáveis e amorosas com bundões paspalhos tipo você.
Isso torna ainda mais evidente a necessidade de aplicar uma dica do Roissy, que é impor o respeito e o medo da perda na sua parceira, dentro do namoro ou do casamento. Mulheres que ficam confortáveis demais com seus parceiros tendem a desandar. Elas deixam de prestar atenção em seus namorados ou maridos betas e manginões (porque já os conquistaram) e começam a dar vazão a seus mais profundos e sórdidos instintos.

Elas se entusiasmam com um sentimento de invulnerabilidade, seguindo uma antiga regra evolucionária que as leva a buscar variedade genética para sua cria, quando há pouco risco delas perderem seus atuais namorados capachos.

A solução para o homem reinar vitorioso sobre esse impulso feminino Darwiniano e animalesco é simples: nunca, nunca deixe a mulher se sentir segura em relação ao que você sente por ela.

Quero dizer, com isso, que você precisa manter sua namorada ou esposa pianinho, sempre num estado de incerteza. Ela tem que se perguntar, todo dia, ainda que brevemente: “Ele realmente me ama?” “Ele me ama tanto quanto eu o amo?” “Ele realmente quer manter compromisso comigo?” “Ele está encontrando outra?” “O que ele está pensando?” E a minha favorita: “Por que ele vai embora rápido depois de transar comigo?”

E, acredite em mim, ela vai te amar muito mais se você a fizer se sentir desse jeito, apesar dela jamais admitir isso.

Então, cara, se você quer minimizar a chance de ser corneado, mantenha uma tabelinha para saber quando ela ovula e monitore o nível de conforto e segurança que você oferece para sua mulher em uma relação estável. Se ela está se aproximando do período de ovulação, e você vem sufocando ela com tanta afeição, elogios e louvor… pare agora com essa p**** de comportamento.

Desligue seu celular durante um dia. Desmarque um encontro com ela. Vá para uma boate ou barzinho cheio de mulheres falando alto e gargalhando feito maritacas no fundo, e ligue para ela. Se você mora com ela, apareça bem mais tarde em casa por uns dois dias. Perceba alguma falha mais trivial no visual dela, e comente. Resmungue mais. Seja lacônico. Ignore-a.

Naturalmente, quanto mais gostosa ela for, menos você terá que paparicá-la. Quanto mais opções tiver um homem, mais incerta ela estará sobre ter te domado.

Em 2011, vamos tomar atitudes para melhorar a qualidade das nossas vidas amorosas e sexuais. E vamos fazer as mulheres trabalharem pra isso, sem regalias."


E agora, com muito prazer, coloquemos a verdade de Deus, em suas maravilhosas e vivificadoras palavras, sobre a abominável mentira de satanás.

Efésios 5: 22-33

"Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;
Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.
De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.
Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,
Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,
Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.
Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.
Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja;
Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.
Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.
Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.
Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido."

O mundo, em sua massiva maioria de 95% de caracteres torpes, podres, e destituídos da glória de Deus, tentam com, pornografia constituída como normal, fornicação, e muitas iniqüidades de âmbito sexual, inverter os valores de Deus. “Trair é normal”, “o esquema, é mais de uma mina velho”, “para mano, sai dessa colerinha, namoro é pra idiota”.. Voltando ao texto referido no começo, o autor dá ênfase ao “ignorar a mulher, torna o amor melhor, a paixão mais forte, e a dependência da mulher totalmente em você” .. bom, vamos lá..

Primeiro ponto – a total dependência de um casal, tem que estar, e somente estar, em Cristo Jesus .. sem Ele, as vontades carnais de ambos vão prevalecer, e o namoro que estava proposto como um futuro casamento, esfriou, e saiu dos propósitos de Deus. Quero vir a falar da questão Caráter – o caráter de um ser humano, foi, é, e sempre será podre, sem Cristo Jesus em sua vida.. sem Jesus em um namoro, ou casamento, ou em qualquer relacionamento com o próximo, você obedecerá o caráter da sua carne, cujo qual, é podre.. logo então, podemos concluir, que a BASE do relacionamento com seu parceiro (a), é Cristo Jesus com centro, e não o próximo.. pois apenas assim, gera-se respeito, e o verdadeiro amor pelo próximo, imaculado, não fingido, paciente, e de toda maneira baseado no ser de Cristo Jesus.

Segundo ponto – Viemos agora, falar da sua parte.. depender apenas de Jesus é fácil, mas precisamos também exercer o nosso esforço.. santificar cada vez mais o relacionamento, entregar cada vez mais.. e principalmente, não deixar-se contaminar pelas idéias podres do MUNDO.

Vamos agora, analisar o que Paulo fala em Efésios..

O autor do primeiro texto referido, não fala que se a mulher sente plena segurança na fidelidade de seu parceiro, ela não vai sair traindo? Bom, para isso não acontecer, primeiro é a questão do caráter, que eu falara.. depois, a sua própria força de vontade.. e depois, seguir o que a Palavra viva de Deus fala
Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;

Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.

Mulheres, não sejais orgulhosas para com seus parceiro, mas com bom ânimo e humildade, tenham espírito de servas, e sejam conselheiras. Já indo contrapartida do primeiro texto referido, que fala que as mulheres são orgulhosas, “galinhas” e infiéis.

Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,

Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,
Homens, santificai-vos, santificai o vosso relacionamento, e amem suas parceiras como a si mesmo.. novamente, indo contrapartida ao primeiro texto referido, que fala para os homens ignorarem as mulheres, para ganharem o controle da situação.
Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.

Aí também entra a questão de que, o nosso corpo, é também Templo do Espírito Santo.. por isso, mais uma vez, santificai-vos.

E por final, que o homem tenha zelo, carinho, amor, ternura e todo cuidado para com o seu relacionamento.. ambos tornam-se uma só carne, para glorificarem o nome de Deus juntos.. o sexo no casamento, é uma forma de adoração à Deus, por isso, levem muito à sério a fidelidade, pois quem ama sua mulher, sem espírito enganoso, ama a si mesmo.. e quem gostaria de porventura, ser traído?

A paz.

Cesare Turazzi
Redator Grinding the Lie

Novo autor!!!

Dando boas-vindas ao meu amigo, irmão e companheiro do V.E.R. Tiago Souza (mais um Tiago nesse blog kkkkk), será mais um autor aki no site. Deus abençoe a vida dele e q ele possa ser usado pra abençoar todos vcs!

Apague a Luz ao Sair


Não é fácil dar um fim em algo em que acreditávamos e tinhamos certeza q daria certo. É algo definitivamente difícil. Eu estou tentando aprender a como fazer isso. Esse post eu nem sei se conseguirei terminar, é algo que ainda dói muito em mim, mas só posso dar uma dica a esse respeito: confie em Deus. Ele mostrará a você o melhor caminho.

Deus, nós precisamos de amigos ateus


Tirado de Pavablog


Achei muito interssante e muito reflexivo esse texto



Na melhor das hipóteses, o discurso de cristãos evangélicos e ateus sempre foi totalmente oposto. Seja Richard Dawkins chamando a fé de “a grande fuga”, ou inúmeros cristãos usando “ateu” como uma ofensa pejorativa, o nível sempre tende a cair. De fato, geralmente a discussão se reduz a uma torrente de argumentos de lógica própria ou simples discussão apologética. Eu abomino essas conversas com o mesmo desdém que reservo ao ver o fogo cruzado entre políticos de partidos que se atacam mutuamente em público.

Acredito que nós precisamos revolucionar o modo como interagimos. Como cristão evangélico, reconheço que a minha comunidade muitas vezes equivale o ateísmo à pedofilia, com algum buraco negro espiritual, que suga qualquer traço de compaixão ou de moralidade. Mesmo nos círculos inter-religioso, onde a paz e a tolerância deveriam estar na agenda do dia, os ateus são frequentemente vistos com desconfiança – muitas vezes sequer são convidados.

Agradeço a Deus pelos ateus. Durante meus anos de faculdade na Universidade de Nova York, tive excelentes oportunidades de travar diálogos poderosos com os ateus que me desafiaram a falar francamente sobre minha fé. Eu aprecio e valorizo como meus amigos esses ateus que encorajam a investigação. Mesmo que essa possa não ter sido a intenção deles, apenas fortaleceu minha fé. Quando eu era capaz de começar a eliminar os pontos vazios do discurso, espero que eles também tenham tido um vislumbre do amor de Cristo a partir de um evangélico que não estava pregando a condenação ou ofereceu um panfleto dobrado em três sobre como eles precisam de Jesus em sua vida.

A questão é que os cristãos precisam parar de ver os ateus, sejam seus vizinhos, colegas de trabalho, ou mesmo membros da família, como pessoas moralmente perdidas, eternamente condenadas, ou como um possível novo convertido.

A base disto é a suposição, defendida por muitos líderes cristãos, que as pessoas religiosas têm o monopólio sobre a moralidade e os valores. Ou seja, em certo sentido, você não pode ser bom sem Deus. Isto é preocupante em vários níveis. Embora à primeira vista pareça teologicamente seguro assumir isso para o conceito tradicional de salvação, a maioria ainda não se deparou com a idéia problemática que, dependendo das decisões nos seus últimos momentos de vida, Hitler poderia estar no céu e Gandhi poderia estar no inferno. Isso deveria ser preocupante para nós.

Além disso, as ramificações culturais e sociais sempre levam a uma relação de antagonismo. A Bíblia está repleta de exemplos de pessoas que não eram religiosas (cristãos ou judeus), que fazem o bem aos olhos de Deus. Não deve nos chocar vermos ateus ensinando seus filhos a serem íntegros ou a se voluntariar para distribuir uma sopa comunitária.

Enquanto eu reservo a maior parte da minha frustração a quem abusa da minha fé, os ateus não são inocentes neste paradigma tectônico. Ao invés de escolher o caminho inclusivo de discordância respeitosa, muitas das maiores vozes do ateísmo consideram mais agradável depreciar a fé, satirizar a religião, e desconsiderar o seu valor cultural e sociológico. Na verdade, muitos consideram que é seu dever espalhar suas crenças com o mesmo fervor preconceituoso do qual fugiram em seu passado religioso. Sabendo que muitos vieram a se considerar ateus por causa de uma rígida educação religiosa, eu não julgo seu desprezo e frustração.

No entanto, como um veneno nas veias, isso nos impede de avançar para termos um discurso mais produtivo. Logo, muitas vezes em que as tradições religiosas e não religiosas lutam com a grande questão de nossa origem e destino, ou a própria natureza do homem, essas discussões acontecem separadamente, sem um envolvimento que seja frutífero e intrigante. Eu sei que muitos desses ateus teriam algo produtivo para trazer a esse debate, se decidissem parar de atirar pedras na janela e preferissem sentar à mesa conosco.

É isso que proponho aos meus amigos cristãos e ateus: Se nós, cristãos, desafiarmos a nós mesmos, nossas comunidades e congregações, a tratar os ateus como membros íntegros das nossas comunidades, na busca pela verdade, os ateus vão reconhecer o valor da fé para aqueles que acreditam, mesmo quando eles respeitosamente discordam? Com o ateísmo tornando-se rapidamente a segunda maior tradição filosófica em partes da Europa e da América, as duas comunidades têm uma maior necessidade de um entendimento mútuo, Ou seja, descobrir como podemos trabalhar coletivamente para resolver os maiores problemas que enfrentamos. O melhor começo seria reconhecer que não estamos falando sozinhos nessa conversa.

Não sabe como e onde podemos começar? Vamos juntos alimentar os famintos, vestir os nus, e proteger a dignidade humana. Ainda que o serviço à comunidade para eles pode ser algo totalmente racional, também estou certo que não teremos problema em ver Jesus junto conosco também.

Dia sem beijo


Todo mundo hj está ai, na paranóia imposta pelo sistema no dia de hj, querendo nos levar a crer que temos que sair por ai beijando as pessoas sem amor algum, tentar descolar alguém pra ficar e descolar "akele beijo de língua". Ou casais à distância que hj estão ai agoniados pq não pode dar o beijão.

Eu faz algum tempo virei adepto do namoro em corte, ou seja, nada de beijo. Hj em dia acho muito mais sensato vc esperar pra satisfazer seu desejo de beijar alguém que realmente vc tem certeza q te ama e q vc tbm a ama. Não estou com isso querendo fazer com q vc tbm vire adepto disso, isso é uma escolha minha e um propósito q Deus pôs em meu coração, e eu já beijei algumas vezes, nenhuma delas por amor, o que me demonstra que eu tinha um propósito muito errado sobre beijo e namoro. Hj em dia estou no aguardo de Deus pela minha amada, quando Deus quiser Ele fará nos encontrar, uma pessoa com essa mesma visão e mesmo propósito.

Até lá, meu dia do beijo dedicarei a meus amados amigos e familiares, um beijo de amor que é muito mais valioso que o beijo na boca. #diasembeijo com orgulho, espalhe essa ideia, se vc tbm sabe que o melhor beijo a gente dá em quem amamos de verdade.

Ebooks: Eu disse adeus ao namoro


Descricao:

Este livro apresenta uma outra proposta de relacionamento, mostrando razões e maneiras de deixar para trás o modelo de namoro ditado pelo mundo. A leitora ou leitor que estiver desanimado e decepcionado com o namoro, pode encontrar orientações e forças para reorganizar sua vida afetiva de acordo com os ensinamentos de Deus.

Fonte: Gospel Downloads

Pra baixar, CLIQUE AQUI!

Por Que interessar-se em outras religiões?


Independente de onde você vive, sem dúvida tem visto por si mesmo como a religião influi na vida de milhões de pessoas, talvez também na sua. Em países em que se professa o Hinduísmo, não raro vêem-se pessoas praticanddo puja - um ritual que pode incluir fazer oferendas a seus deuses, em forma de cocos, flores, e maçãs Um sacerdote aplica na testa dos devotos uma pinta de pigmento vermelho ou amarelo, o tilaque. Além disso, milões de pessoas, afluem anualmente ao Rio Ganges, para serem purificadas pelas suas águas.

Em países católicos, vêem-se as pessoas orando em igrejas e catedrais com um crucifixo ou um rosário na mão. As contas do rosário são usadas para contar as orações feitas em devoção a Maria. E não é difícil identificar freiras e sacerdotes, com susas distintivas vestes pretas.

Em países protestantes há muitas capelas e igrejas e, aos domingos, os paroquianos geralmente vestem as suas melhores roupas e se reúnem para entoar hinos e ouvir sermões. Não raro os do clero usam terno preto e colarinho típico.

Em países islâmicos, pode-se ouvir a voz dos muezins, os anunciadores mulçumanos que, cinco vezes por dia, fazem a convocação do alto das almádenas, chamando os fiéis para a salat, ou oração ritual. Eles encaram o Santo Qur'ãn (Alcorão) como livro islâmico de escritos sagrados. Segundo a crença islâmica ele foi revelado por Deus e dado ao profeta Maomé pelo anjo Gabriel, no sétimo século EC.

Nas ruas de muitos países budistas, os monges do budismo, usualmente trajando túnicas de cor açafrão, preta ou vermelha, são vistos como símbolo de vida devota. Templos antigos, com o sereno Buda à mostra, são evidências da antiguidade da fé budista.

Praticado especialmente no Japão, o xintoísmo entra no cotidiano com pequenos santuários familiares e oferendas a antepassados. Os japoneses se sentem a vontade para orar em prol dos mais temporais assuntos, até mesmo pelo êxito em exames escolares.

O que indica essa grande variedade mundial de religiosa? Indica que, por milhares de anos, a humanidade tem sentido necessidade e anseio espiritual. O homem tem convivido com as suas provações e cargas, suas dúvidas e indagações, incluíndo o enigma da morte. Os sentimentos religiosos tem sido expressos de muitas maneiras à medida que as pessoas se têm voltado para Deus ou para seus deuses, em busca de bençãos e refrigério. A religião tenta também resolver as grandes questões: Por que existimos? Como devemos viver? O que o futuro reserva para humanidade?

Por outro lado, há milhões de pessoas que não professam religião alguma, tampouco qualquer crença em um deus. São ateus. Outros agnósticos, crêem que Deus é desconhecido e, provavelmente desconhecível. Contudo, isso obviamente não significa que sejam pessoas sem princípios ou sem ética, assim como o professar alguém uma religião não significa necessáriamente que os tenha.
Contudo, se se aceita a religião como sendo "devoção a um princípio; estrita fidelidade ou lealdade; conscientização; pia afeição ou apego", então neste caso a maioria das pessoas incluindo ateus e agnósticos, pratica deveras algum tipo de devoção religiosa na sua vida - The Shorter English Dictionary

Havendo tantas religiões num mundo que fica cada vez menor por causa dos cada vez mais rápidos meios de locomoção e de cominicação, o impacto das diversificadas crenças é sentido mundialemten, quer gostemos disso, quer não. A ira que se acendeu em 1989 por causa do livro The satanic Verses (Versos satânicos), escrito por alguém que alguns chamam de "mulçumanos apóstata", é evidênica clara de como o sentimento religioso pode manifestar-se em escala global. Houve apelosda parte de líderes islâmicos para que esse livro fosse banido, e até mesmo que seu autor fosse morto. O que leva as pessoas a reagirem tão veentemente sobre asuntos religiosos?

Para responder a isso, temos de conhecer algo a respeito dos antecedentes das religiões do mundo. Como Geoffrey Parrinder declara em World Religions - From Ancient History to the Present ( Religiões do Mundo - Da História Antiga ao Presente): "Estudar diferentes religiões não necessáriamente implica infidelidade para com a própria fé da pessoa, ma, antes esta pode ser ampliada por se observar como outras pessoas têm ido em busca da realidade e têm enriquecido por sua busca." O conhecimento leva ao entendimento, e o entendimento à tolerância para com pessoas que tenham um ponto de vista diferente.

Extraído do livro "O HOMEM EM BUSCA DE DEUS"

"Que a igreja se EXPLODA!"


Eu não gosto da igreja institucional. Sinceramente, tem horas que eu tenho vontade de tacar fogo nas igrejas, igual aos fanáticos do Inner Circle satanistas da Noruega, só que com um sentido de começar tudo do zero. A situação do cristianismo é muito triste, muito demais...

...mas, e eu? Será que sou tão bom assim q posso tacar fogo na igreja?

E VOCÊ? SERÁ QUE TEM?

Uma vez vi um post do pastor Renato Vargens q me emocionou muito. Ele disse que ainda acreditava na igreja institucional, que nós devemos amar a igreja, mesmo com seus defeitos, e ajudar uns aos outros. E é isso mesmo. A igreja é um grande hospital, todo mundo tá doente lá, mas temos o Espírito Santo pra nos curar, e a Palavra Viva como remédio.

A gente se esquece de que esse mesmo remédio diz bem claro "não deixemos de nos congregar juntos, como muitos estão fazendo". E usando esse pretexto completamente IDIOTA de que "a igreja está corrompida, todos pregam um evangelho falso". Ué, vc conhece o caminho do verdadeiro Evangelho? Então VIVA ele, e mostre em sua vida a Luz do Senhor pr'aqueles que não vivem na Verdade, ao invés de simplesmente deixar a igreja e depois ficar metendo o pau em todas as igrejas.

Pq por exemplo, Deus nos deixou nesse mundo, pra q sejamos a luz DO MUNDO. Ou seja, Ele não nos tirou do mundo, Ele quer q continuemos enquanto há vida pra mostrar às outras pessoas a glória descrita de Deus. Como dizia o Katsbarnea na música "Fariseu", "Criticar e falar mal novamente é fácil". Difícil é saber se vc ORA por quem está vivendo no erro. Vc está?

Deixemos de continuar em mais uma hipocrisia. Não ir à igreja e meter o pau em todo mundo, viver do seu jeito e com suas verdades é fácil. Difícil é amar e aconselhar o próximo de maneira certa. Como diz minha amiga e irmã Marcia Gizella, nós as vezes falamos demais e fazemos BEM de menos!

E acrescentando algo q minha irmã e amiga @Rosah777 disse pra mim, q no site Mosaico Cristão tem um áudio que diz que achar q a igreja num presta é igual a moça q diz q todos homens são cafajestes: julgamento sem sentido, tolo, fariseu!

Os Nostradamus Gospels


Quando eu "nasci de novo", há quase 13 anos atrás, tinha uma enorme perseguição a tudo e todos com algo que chamam de "mensagens subliminares". Eu sei, realmente existem algumas coisas q são mesmo mensagens subliminares, mas a GRANDE MAIORIA é uma tolice sem tamanho. Mas eu acreditava nisso cegamente, que nem um manezão.

Tempos depois veio a história de que todo código de barras vinha com o "666" disfarçado entre as barrinhas. Vc acredita que eu comecei a crer nisso tbm?

Do mesmo jeito que acreditei na história de que meus brinquedos eram consagrados ao demônio, q a Xuxa era uma satanista, q já tão instalando um chip no corpo das pessoas, etc.

Hj em dia eu percebo o quanto a maioria dessas coisas são infundadas. Por exemplo, quem tiver O MÍNIMO de conhecimento de história sabe q tem um monte de coisas mal explicadas ou completamente erradas num famoso documentário sobre "A VERDADE", que diz q os Illuminatis (que ninguém nem sabe se existiram de fato) dominam esse planeta, e q tudo que existe desse mundo é dominado por eles, ou akela de q "A Bíblia tá mal traduzida", que o "Nome de Jesus" nunca devia ter sido "Jesus" (detalhe: qualquer VERDADEIRO estudante de grego e hebraico sabe q Jesus é a forma grega de Yeshua, o nome hebreu). Ou pior, recentemente um maluco apareceu por ai dizendo q o mundo vai acabar dia 21 de maio de 2011, e que isso é BÍBLICO! ¬¬

Sites como esse: http://www.espada.eti.br/ são a prova máxima de que o Evangelho tem sido trocado por um bando de Nostradamus idiotas q ficam ai fazendo suas teoriazinhas babacas e deixando um monte de crentes se iludindo. Q que vai adiantar se por exemplo o nome de Jesus não for Jesus? Que que muda nisso? Por acaso Deus não nos ouviu esse tempo todo pq usamos o nome "errado"?

Ou pior, q q muda quando perdemos tempo vendo quem domina o mundo, QUALQUER IDIOTA sabe que é o diabo, e NÓS como LUZ DO MUNDO E SAL DA TERRA temos que mostrar o Evangelho, não ficar julgando os outros, como vejo muito crente fazendo com a Lady Gaga por exemplo.

Mas me envergonho mais ainda por cristãos que acreditam em profetadas do fim do mundo. Parece até que voltamos à igreja Adventista ou aos Testemunhas de Jeová, que ficam dizendo q Jesus já voltou (OK, e pq num levou ninguém com Ele?)

A Bíblia diz "o Dia e a Hora NINGUÉM SABE, nenhum homem, nenhum anjo, nem o Filho de Deus sabe, só o Pai". Então pq ficarmos procurando "revelamentos" de fim do mundo? A gente quer tanto q o mundo acabe, mas não quer fazer o inverso: ajudar esse mundo a sobreviver. Não digo o sistema mundano, mas o planeta terra e as pessoas desse planeta. Elas merecem saber q Jesus vai voltar pra salvá-las desse sistema maldito, mas tbm merecem q nós como cristãos "sigamos a paz com todos" e "ajudemos a todos" "não devendo a ninguém nada, exceto o amor".

As 5 Linguagens do Amor


Há algumas semanas postei sobre “o tanque do amor” e a Fran me lembrou das 5 linguagens do amor. Onde aprendemos isso? Em um livro chamado “as 5 linguagens do amor” (tadaaaaa). É um livro q recomendo a todos q qerem aprender a se comunicar segundo a linguagem do seu cônjuge!

O autor deste livro identificou que todas as pessoas possuem uma forma específica de amar e se sentirem amadas. Quando você descobre como seus pais, irmãos, tios, avós, se sentem mais amados e a forma como eles demonstram que te amam, fica bem mais fácil perceber as diferenças, de reconhecer o amor dos outros e de demonstrar todo o seu carinho da forma que as pessoas gostariam de receber.

comunique

As vezes, vc acaba tendo pequenas discussões com sua/seu namorada/o pq não sabe a linguagem de amor dela/e. As vezes a linguagem de vcs é diferente! Por isso, assim como em um idioma, é preciso dedicação e treino para aprender! As vezes vc “falará com sotaque” e a pessoa vai perceber mas, isso fará com q ela note q vc está se esforçando para mostrar seu amor por ela. Com o treino, vc se tornará fluente!

As Cinco Linguagens do Amor são: toque físico, palavras de afirmação, tempo de qualidade, atos de serviço e presentes.

Bom, agora vamos a previa de cada linguagem:

79754913TOQUE FÍSICO: O toque físico é uma das formas mais fáceis de perceber o amor. Você abraça quem é importante para você? Você gosta de andar de mãos dadas com aqueles que você ama? Você fica feliz ao ver receber um carinho na cabeça, nos cabelos ou nas mãos? Geralmente esta é uma das primeiras formas de comunicar amor que aprendemos. Você já reparou que as crianças amam dar beijos e abraços? Ao fazer isso elas estão dizendo que amam mesmo sem falar nenhuma palavra. Se você respondeu sim às perguntas acima, provavelmente esta é a sua primeira linguagem: a forma como você demonstra que ama e como gosta que as pessoas demonstrem que te amam. Pare e pense: você conhece alguém que sempre procura te abraçar, que conversa encostando, tocando em você? Se a resposta é sim, provavelmente esta é a forma que essa pessoa está dizendo que você é importante para ela, mesmo que ela nunca use as palavras para isso.

tempoTEMPO DE QUALIDADE: O tempo de qualidade significa o tempo que você dedica exclusivamente a alguém, sem ter outras distrações por perto. Por exemplo, o tempo que vocês se dedicam à conversa, a assistir um filme juntos, a ver fotografias, a tomar um café, etc. Se você se sente importante, amado, quando alguém abre mão de fazer outra coisa simplesmente para passar tempo com você, provavelmente essa é a sua primeira linguagem. Ao mesmo tempo, se alguém exige sempre a sua presença, e de forma até exclusiva, essa é a principal forma que essa pessoa encontrou para dizer que te ama. Na Bíblia podemos achar um exemplo de alguém que tinha essa como primeira linguagem. Maria, irmã de Madalena, amava ficar aos pés de Jesus. O prazer dela estava em simplesmente ficar ali. Era dessa forma que ela dizia ao Mestre que o amava.

servicoATOS DE SERVIÇO: Sabe aquelas pessoas que se empenham em fazer tudo para agradar? Que chegam a sua casa e lavam a louça, se alegram em ajudar a arrumar o armário e sempre estão prontas a oferecer aquela mãozinha? Essas são as pessoas que têm como primeira linguagem de amor atos de serviço. Ou seja, para elas, o amor está relacionado ao fazer. Há um bom exemplo sobre isso na Bíblia. Você se lembra de Marta, irmã de Maria e Lázaro? Ao saber que Jesus se aproximava, ela sempre se preparava para servi-lo. Fazia comida, organizava a casa e estava sempre envolvida com alguma atividade. Essa é uma linguagem muito bonita, porém é preciso compreender que as pessoas devem amar e ser amadas não pelo que elas fazem, mas sim por quem elas são.

afirmacaoPALAVRAS DE AFIRMAÇÃO: Muitas pessoas precisam ouvir que são importantes, que são lindas, que são inteligentes, que são competentes e divertidas. Isso significa palavras de afirmação, ou seja, a manifestação verbal de sentimentos. Da mesma forma, existem pessoas que sentem a necessidade de dizer sempre o quanto amam seus amigos, o quanto eles são importantes, o quanto são legais. Ao fazer isso, está se demonstrando que palavras de afirmação é a forma de comunicar seu amor. E existem pessoas que precisam dessas palavras para se sentir importantes. Para elas não basta alguém passar tempo, dar presentes ou abraços, elas precisam ouvir o que os outros pensam. Se este é o seu caso, palavras de afirmação provavelmente é a sua primeira linguagem.

presentePRESENTES: Quem gosta de ganhar presentes? Todo mundo. Quem gosta de dar presentes? Nem todos. Presentes é uma linguagem peculiar e não está necessariamente ligada ao valor. Por exemplo, muitas crianças fazem desenhos lindos para os pais, irmãos e tios. Para elas, esses papéis coloridos são preciosos presentes, uma forma de dizer que amam e se importam. Muitas meninas adoram gastar tempo pensando em coisas criativas para presentear: surpresas, cartazes, fotografias, entre outras coisas. Se você é do tipo que sempre que viaja pensa em trazer lembranças para seus amigos, que nunca se esquece de comprar um presente nos aniversários, e que até mesmo se desaponta quando as pessoas se esquecem de te presentear, provavelmente esta é a sua linguagem.

Conseguiu identificar a sua principal linguagem? Conseguiu identificar à das pessoas que moram com você? Aprender a se conhecer e conhecer as pessoas é muito importante. É importante também você comunicar às pessoas como você gostaria de ser amado, qual a sua primeira linguagem, aquilo que o faz se sentir único. Para isso é importante desenvolver também a comunicação com a sua família.
Pense nisso e comece hoje mesmo a amar seus familiares da forma como eles se sentem amados!

São 3 as sugestões p/ se descobrir a primeira linguagem do amor:
1. O q seu namorado(a) faz, ou deixa de realizar, q mais te magoa? O oposto a isso é, provavelmente, sua linguagem do amor.
2. O q vc mais solicita dele(a)? Aquilo q mais requisita dele(a), é provavelmente o q faz vc sentir-se mais amado.
3. Qual a forma mais frequente de vc expressar amor a seu parceiro? Essa pode ser uma indicação de q através da mesma, tbm se sentiria amado.

Faça um “ranking” das linguagens. É possível tb q mais de uma linguagem seja a sua.

É isso ae! Um feliz dia dos namorados pra vcs! Q o SENHOR abençoe poderosamente vcs como casal separado para ELE!

Fernando Ortega em "Não Morda a Maçã"

As lutas SÓ acabam na SEPULTURA!

Sabemos que quando nos convertemos a Cristo e O conhecemos, nós passamos a buscar a verdade em Sua palavra. Então começamos a “levar uma vida Cristã”. (Perceba o detalhe que) nem sempre começamos a “viver uma vida Cristã”, mas começamos sim, a “levar a nossa vida” de uma nova maneira, numa nova condição, sendo agora então, conhecedores da verdade de Cristo. Começamos a passar por um processo de santificação e mudança do nosso caráter, tendo o caráter de Cristo como modelo, e isso tudo em busca de “vivermos verdadeiramente uma vida Cristã”. A partir daí, muitas coisas acontecem, muitas mudanças ocorrem em nós e em toda a nossa vida. E nós então, despertamos para a realidade do mundo espiritual. Despertamos para a realidade da guerra espiritual constante, a qual testemunhamos, queiramos ou não, tenhamos consciência dela ou não. Por causa disso (de admitirmos a existência dessa guerra espiritual) passamos a observar e perceber (como nunca antes) as lutas que enfrentamos, e também as lutas ao nosso redor. Começamos a analisar as nossas lutas pessoais e a observá-las de forma diferente, de forma que nunca havíamos observado antes.
Por incrível que pareça, muitas vezes nós nem percebemos como a conversão mudou a nossa percepção, a nossa maneira de ver a vida, e a partir daí (de não percebermos que nossa percepção mudou), nós (erroneamente) passamos a pensar que, depois de aceitarmos a Cristo e depois de começarmos a nossa caminhada Cristã, as coisas começaram a “piorar” muito em nossas vidas, mas isso não é verdade. A verdade é que fomos nós que finalmente despertamos do “sono” do sistema, e do “sono” da “morte” espiritual. Na verdade, fomos nós que mudamos, não as circunstâncias. As lutas sempre existiram, mas antes, nós não as percebíamos como percebemos agora. Antes, nós éramos escravos, e a nossa vida não pertencia a Deus, mas pertencia ao príncipe do sistema, por isso ele (o diabo) não fazia o menor esforço para percebermos a sua existência ou o seu agir, e nós, por causa da cegueira espiritual, não conseguíamos ver as batalhas espirituais que eram travadas diariamente diante de nós.
Agora é diferente, agora, depois de “despertos” para a realidade, o inimigo não consegue (e não faz questão) de se esconder de nós. Isso porque nós recebemos o poder da oração, recebemos o poder para desmascará-lo e expulsá-lo, e dependendo da situação e do nível de “guerra” que estamos enfrentando, chega a parecer que ele “faz questão” de se revelar a nós, e de nos afrontar.
Então, quando passamos a pensar que nossa vida está “piorando” por causa da nossa conversão a Cristo, estamos na verdade em meio a mesma “guerra” espiritual “de sempre”, mas agora a diferença é que estamos sendo “atacados” pelo inimigo (diabo) de outra forma: com o intuito de nos levar a desistir de “lutar”. Somos repetidamente levados a pensar que, agora que estamos com Cristo, a nossa vida piorou, e as coisas estão ainda mais difíceis… A nossa alma se abate, e ficamos CANSADOS de tanta “guerra”…
Mas porque ficamos cansados?
É porque agora nós somos diferentes de antes. Antes nós éramos ignorantes, não enxergávamos a “guerra”, e por isso tínhamos a IMPRESSÃO que ela não nos atingia… Mas era só impressão.
Porém, agora que nós sabemos (aprendemos) a interagir com ela, agora, o dia-a-dia em meio a “guerra” espiritual nos cansa… Terminamos os dias fisicamente e emocionalmente mais cansados… Porque?
Logicamente é porque ao deixaRmos de ser ignorantes nas “batalhas” espirituais do dia-a-dia, deixamos de ser indiferentes e “passivos”, deixamos de ser inativos, deixamos de ser vítimas fáceis do inimigo, e passamos a ser “ativos” e valentes guerreiros de Deus, conscientes do poder e das promessas… Passamos a nos esforçar para tomar posse do Reino dos céus. O problema é que toda essa “ação” (que exige de nós mais esforço no dia-a-dia) conseqüentemente nos cansa. Porque? Porque todo esforço cansa. Não que isso nos cause mal, mas todo esse “movimento” espiritual nos deixa mais ligados, atentos, menos relaxados, e conseqüentemente mais cansados no final de um longo dia de trabalho.
Por causa desse cansaço (normal para qualquer valente guerreiro) a nossa alma enganosa e corrupta tende a se abater, e começar a buscar “fugas”. Ela busca “fugas” nos entretenimentos desta vida, nas diversões que existem por aí, no lazer, nas distrações, e em tudo o que o mundo puder lhe oferecer… Não que não devamos ter momentos de lazer, não é isso. É que a alma foge das lutas (que precisa enfrentar) através de tudo o que ela consegue. A alma tenta resolver os problemas dela sozinha, sem a ajuda de Deus, e por não conseguir, ela começa a pensar em desistir. A alma quer viver sem lutas e ao mesmo tempo quer levar uma vida “sossegada”. Ela esquece das palavras de Jesus em Mateus 6.33:

“buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

Ou seja, não há outro meio de obtermos vitórias, e de sermos supridos em todas as nossas necessidades, se não buscarmos a Deus em primeiro lugar.
A alma é preguiçosa, ela não quer se esforçar.
Mas a Palavra diz que o Reino é conquistado por esforço (e em algumas traduções diz “por violência”):

Mateus 11.12: “Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele.”

É por isso que a alma não pode estar no governo da nossa vida Cristã, porque ela se abate com muita facilidade. Mas o Espírito Santo precisa nos governar, porque Ele nunca se abate… Ele é inabalável!

A Palavra diz que o Senhor nos dá a vitória nas lutas e nas batalhas…
O problema é que, a partir do momento que vencemos as lutas de hoje, as lutas deste ano, as lutas do momento… simplesmente não queremos mais ter lutas! A nossa alma-enganosa é assim!
E é justamente isso que muitos Crentes não percebem.
Muitos não percebem como o mundo (sistema) influencia sua alma, e por isso não “deixam” o mundo (sistema), não se guardam de certas “ministrações” que o mundo possui, oferece, de certos movimentos (BigBroth… ou melhor, BigMorte) que existem no sistema, entre outras coisas.
E é por isso que muitos Crentes tem uma expectativa totalmente errada sobre a vida Cristã, esses irmãos esperam: NÃO TER MAIS LUTAS.
Pode uma coisa dessas?
Onde estamos com a cabeça meu Deus? Como pode um Crente (eu mesma já pensei assim viu…) pensar que, após ele vir para o Senhor…ele não terá mais lutas… Como assim?
Isso não é bíblico.
Jesus nunca nos disse que não teríamos lutas neste mundo, pelo contrário, muitas vezes Ele nos alertou para que estivéssemos atentos às lutas e às tentações que enfrentaríamos.
Veja as palavras de Jesus em João 16:

1. Tenho-vos dito estas coisas para que não vos escandalizeis.
2. Eles vos expulsarão das sinagogas; mas vem a hora em que todo o que vos matar julgará com isso tributar culto a Deus.
3. Isto farão porque não conhecem o Pai, nem a mim.
4. Ora, estas coisas vos tenho dito para que, quando a hora chegar, vos recordeis de que eu vo-las disse. Não vo-las disse desde o princípio, porque eu estava convosco.
5. Mas, agora, vou para junto daquele que me enviou, e nenhum de vós me pergunta: Para onde vais?
6. Pelo contrário, porque vos tenho dito estas coisas, a tristeza encheu o vosso coração…
(E o capítulo 16 termina com Jesus dizendo assim):
33. Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.

Mas Jesus também nos disse que receberíamos dEle poder para pisar “serpentes e escorpiões” (Lucas 10.19: “Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano.”)

E Paulo também afirmou que seríamos mais que vencedores em todas as coisas: (Romanos 8.37: “Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.”)

Por isso, sabemos que teremos vitórias… e mais vitórias em Cristo! Porém…
A cada vitória que Deus nos dá (sobre cada luta que temos) a nossa alma enganosa e corrupta tem a tendência a se acomodar, a “descansar”…
Digo descansar, não no sentido positivo de ter as forças reparadas por uma boa noite de descanso, ou por um tempo de descanso específico, mas no sentido negativo, no sentido de “descansar” das batalhas, esmorecer, PARAR.

Tem horas que realmente dá VONTADE de parar, de largar tudo… Porque?
É porque a nossa alma (que é a sede das nossas vontades) ACREDITA que SE pararmos será “mais fácil” viver.
A alma (coração, mente) é enganosa… Não devemos confiar nela de jeito nenhum… Ela acredita que sabe das coisas, e fica nos dizendo que, se pararmos, a vida ficará mais fácil. Mas isso não é a verdade.
A verdade é que NÃO ADIANTA pararmos, não adianta largarmos tudo, pelo contrário, é nessa hora que a gente precisa lutar!
A alma acredita que parando de obedecer ao Espírito, e obedecendo aos sentidos/vontades (dela), as coisas vão melhorar… Mas é mentira.
A (nossa) alma mente para nós, porque ela quer estar no controle das nossas vidas, ela não quer obedecer a Deus. E o diabo sabendo disso, se aproveita dessa nossa fraqueza, e vem nos atacar bem aí na hora que estamos cansados de obedecer, na hora que estamos cansados de negar o nosso querer… Mas é nessa hora que a gente precisa lutar! Justamente nessa hora é o momento de se humilhar e buscar a face de Deus!

Não devemos parar nunca. E também não devemos nos queixar das lutas que temos (eu que o diga!). E porque não devemos murmurar?
Porque, por mais incrível que pareça, as lutas nos ensinam algo muito precioso, algo que nada mais pode nos ensinar, elas nos ensinam a manter nossos olhos “fixos” firmemente no Reino dos céus, na eternidade, e não no sistema (mundo). São as lutas que não nos deixam “descansar”, esmorecer, parar… São as lutas que nos mantém fora da “zona de conforto” do “atraente mundão”, do sistema (deste século).
As lutas nos mantém despertos! Elas nos ajudam a “odiar o sistema”.
Disse Jesus:

João 12.25: “Quem ama a sua vida perde-a; mas aquele que odeia a sua vida neste mundo preservá-la-á para a vida eterna.”

As lutas nos ajudam a não “amarmos” a vida no sistema, a não nos acomodarmos com os entretenimentos desta vida.
Mas não é fácil… a nossa alma reluta em aceitar ou viver isso…
Por exemplo, por um lado, queremos as vitórias do Senhor sobre todas as nossas lutas, queremos um pouco de sossego… mas por outro, quando recebemos a vitória, nos ACOMODAMOS no sossego e “baixamos as armas de guerra” que nunca deveríamos baixar.
Esse é o motivo pelo qual Deus muitas vezes não pode nos dar certas “vitórias”, porque Ele sabe que “aquela” determinada “vitória” que buscamos vai nos tornar tão acomodados, tão sossegados, tão distraídos com este mundo, que possivelmente pode até nos desviar do caminho e da vontade dEle para nós.
Porque?
Porque enganoso e desesperadamente corrupto é o nosso coração (alma). (Jeremias

17.9: Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?”)

Lembro sempre de uma frase do Pr. Eber Rodrigues:
“Muitas vezes, a tua aparente derrota é na verdade, a vitória de Deus na tua vida!”
Temos sempre que perguntar a nós mesmos o seguinte:

“Será que sempre terei de estar na MESMA luta para não me deixar desviar nem para a direita nem para a esquerda, e continuar firme na vontade de Deus? Será?”
“Ou será que vou aprender a me submeter e obedecer a vontade de Deus, mesmo que minha alma relute, e vou crucificá-la com Cristo, para experimentar qual seja a boa, agradável e perfeita vontade dEle para mim?”

Há muitas verdades sobre as lutas, e uma delas é que: as lutas não acabam, MAS elas com certeza MUDAM.
Cada vez que Deus “encontra” condições (em nós) de nos dar uma determinada vitória, novas lutas surgirão (na mesma ou em uma nova batalha).
Não que essa seja a vontade de Deus, mas faz parte desta vida.
Judas disse que teríamos que batalhar até pela Fé que nos foi entregue:

Judas 1.3: “Amados, quando empregava toda a diligência em escrever-vos acerca da nossa comum salvação, foi que me senti obrigado a corresponder-me convosco, exortando-vos a batalhardes, diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos.”

Portanto, as lutas não vão acabar, Mas…
Mas nós podemos mudar nossa maneira de encarar as lutas!
Nós podemos aprender a lidar com elas! E o primeiro passo é parar de ter medo delas, e enfrentá-las:

Isaías 41.10: “não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.”

Deuteronômio 31.8: “O SENHOR é quem vai adiante de ti; ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te atemorizes.”

Josué 1.9: “Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.”

Jeremias 1.8: “Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o SENHOR.”

Não temas! Enfrente as lutas no poder e na força do Senhor!

É como diz um ditado muito usado no futebol: “A melhor defesa é o ataque…”
E a cada luta que vencermos, precisamos estar “preparados” para as novas lutas que surgirão, ao invés de esperarmos que as lutas simplesmente acabem, ou “desapareçam” das nossas vidas.
Se viemos buscar a Deus em busca de não ter lutas, precisamos encarar que isso não existe!
Só existe um lugar onde as lutas acabam: no cemitério… Lá não tem luta nenhuma!
As lutas acabam na sepultura… E apesar de termos convicção da nossa salvação em Cristo Jesus, ninguém quer ir pra sepultura!

Mais uma vez eu friso: devemos buscar a vitória em cada luta sim! Mas não devemos buscar NÃO TER mais lutas.
Esta vida no mundo/sistema é assim: cheia de lutas e batalhas… Mas para os santos a vida também é cheia de vitórias!
Esse é o equilíbrio da alma de um valente guerreiro de Deus.

Vai chegar um momento em que vamos poder dizer: “As lutas que tínhamos há cinco anos atrás não temos mais hoje…” ou então “Não tenho mais ESSAS lutas, hoje em dia minhas lutas são OUTRAS…”
Elas mudaram…
Enquanto estivermos vivos “ainda existe uma cruz”, a porta é estreita e o caminho apertado…
Viver é desafiador! Mas é um presente que recebemos do Pai Celeste! Ele nos deu a chance de viver e de escolher se “um dia” vamos querer viver eternamente com Ele!
Eu tenho feito a minha escolha por Ele todos os dias desde Outubro de 1997,
e você?
Está consciente do presente, da grande oportunidade de escolha que é a tua vida?

Eclesiastes 9:

4. Para aquele que está entre os vivos há esperança; porque mais vale um cão vivo do que um leão morto.
5. Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, porque a sua memória jaz no esquecimento.
6. Amor, ódio e inveja para eles já pereceram; para sempre não têm eles parte em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.
7. Vai, pois, come com alegria o teu pão e bebe gostosamente o teu vinho, pois Deus já de antemão se agrada das tuas obras.
8. Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes, e jamais falte o óleo sobre a tua cabeça.
9. Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias de tua vida fugaz, os quais Deus te deu debaixo do sol; porque esta é a tua porção nesta vida pelo trabalho com que te afadigaste debaixo do sol.
10. Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além (ou sepultura), para onde tu vais, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.

Faça da tua vida um instrumento nas mãos de Deus!
Faça a obra dEle com dedicação e amor!
Tudo que te vier a mão para fazer, faça por Ele!
Valorize a tua vida! E valorize (enxergue o valor de) cada luta que você tem!
Enxergue a sabedoria de Deus nas lutas!
Enxergue a oportunidade de crescimento em cada luta!
Deus está no controle da vida de seus servos!

Que Deus te abençoe!



Sarah Sheeva
24.02.2011

Chuta que eu gosto!


Pior que uma pessoa grudenta dizem que não há. Mas há sim. Coloquei recentemente no Orkut uma frase "o silêncio é o pior desprezo". Pois é, nada pior que um indiferente, uma pessoa que finge gostar de vc, dar o maior valor a seus sonhos, seus objetivos, que diz que tbm te quer e tudo mais, maaaaaaaaaas no final a gente descobre que a pessoa em nenhum momento quis realmente algo conosco.

Se vc é assim, vc tá com problemas.

Será que vc gostaria q Deus fizesse isso com vc?

Tudo bem, tem vezes que é melhor vc calar-se que falar. Ou mesmo ser ríspido, infelizmente há horas que vc tem q assumir uma posição pesada, mas exagerar é burrice. E tem vezes que tudo bem, vc não vai estar todo tempo com bom humor ou disponível pra outra pessoa, mas daí a destratar, ou falar por trás ou simplesmente ignorar é no mínimo uma... sacanagem. Pra num dizer o que o povo do mundo diz por aí.

Se não gostamos da outra pessoa, se ela não é o Melhor de Deus na sua vida de namoro, pq então insistes em ficar com ela e só dar "patada" feito bicho? É doloroso, mas é melhor ser sincero e dizer "desculpa, não dá mais" q ficar enrolando algo q vc sabe q não vai dar certo, e pior, ainda menosprezando.

Ah, uma dica pra quem é chutado: páre de masoquismo e saia dessa tortura. Se essa pessoa te ama, vai te tratar bem, não mal. E veja se realmente é uma pessoa q chuta ou uma pessoa que tá apenas mostrar um erro seu, só que sem saber se expressar, pra não perder de crescer com essa pessoa e continuar sempre culpando a outra por tudo.

Grude dos infernos!!!


Tem gente que se pudesse, usaria uma Superbonder pra nunca desgrudar da(o) fulana(o) que ama, gosta, é apaixonado, sei lá, o fato é que tem muita gente GRUDENTA nesse mundo.

Ser grudento é algo comum de pessoas que normalmente ou nunca receberam muita atenção na vida ou acham que nunca receberam. Costumam essas pessoas ficarem muito, muito carentes. E essa carência se manifesta no excesso de elogios, no procurar demais a pessoa, querer q ela esteja sempre do seu lado, ou entre todo santo dia no MSN, ou atenda o telefone sempre que você ligar, ou seja lá o que.

Eu sei o que é isso. Eu era um cara MUITO carente. Quase todos os meus relacionamentos faliram por isso: eu queria atenção demais e não conseguia entender que o outro não é obrigado a me fornecer sempre atenção, ou mesmo tem condições de o tempo todo servir de babá pra mim. Nem enxergava aquilo que era mais óbvio: eu dependo de Deus, não se a pessoa vai estar comigo hj e amanhã me dará um pé. Eu dependo única e exclusivamente de Deus, Ele me faz ser um #NEVERALONE (espalhem essa hashtag se puderem) e é d'Ele que eu tenho q ter carência. É Ele que eu tenho q estar ansioso por encontrar, Ele que eu tenho q pensar mais que tudo.

Tenham carinho, queiram carinho das pessoas que vc ama, mas não faça disso seu objetivo de vida. Seu objetivo se chama Yeshua!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Palavras da Verdade

2014 (1) Aborto (4) acepção de pessoas (2) adoração (7) adversidade (1) África (1) amizade (1) amor (15) amor de Deus (11) aniversário (1) ano novo (2) anorexia (1) ansiedade (4) anticristo (1) antropocentrismo (1) Apologética (9) Apologética - Ekklésia (2) Apologia (1) arado (1) Argumento Cosmológico (1) arte (1) artes marciais (1) árvore da vida (1) Assembléia de Deus (1) astrologia (1) ateismo (1) ateísmo (4) atitude (3) ato profético (2) auto-estima (2) banda (1) Banda Envoy (1) batalha espiritual (1) batalhas (1) Beijo (2) bençãos (1) Bíblia (10) bíblico (1) blasfêmia (4) blog (3) boatos (2) brasil (2) C. S. Lewis (1) caminho (2) capitalismo (1) Carnaval (3) Cartas (2) cartas de Paulo (1) casamento (6) casamento homossexual (1) cds (1) Céu (1) chavões (1) Ciência e Fé (1) citações (1) CMFreak (1) coisas da alma (1) Comportamento (5) Confiança em Deus (5) confiar (1) confissão (1) conflitos (2) conforto (1) conhecimento (1) consumismo (4) contenda (3) contexto (1) controle de Deus (5) convicção (1) cordeiro (1) corrupção (1) Cosmovisão (1) Cotidiano (13) crente raimundo (2) crer (1) Criação do mundo (1) crianças (5) crime (1) cristão (8) cristianismo (5) Cristo (6) critica (1) críticas (5) Crônicas Eclesiásticas (1) cruz (4) cultura (1) cura espiritual (1) Davi (1) decepção (1) declarações falsas (1) degradação dos lares (1) democracia (1) Denúncias - Falsas doutrinas (4) dependência de Deus (4) depressão (1) desabafo (2) desafios (1) Desciclopédia (1) desejos carnais (1) desperdício (1) desprezo (2) Destaque (1) Destaques (1) destinos (2) Destruíndo a mentira (4) desviados (1) Deus (16) Devocionais (2) devocional (1) Dia das Crianças (2) diabo (1) dicotomias (1) dinheiro (1) direito animal (1) discussões (1) distorção (1) divisão (3) divórcio (1) dízimo (1) dízimos (1) doutrinas (2) download (6) droga (1) Ebooks (7) Edir Macedo (3) egoísmo (1) Eleições 2010 (2) Eliel Vieira (2) elogios (1) erros (4) escarnecedor (1) escolhas (1) Espírito (1) espiritualidade (6) estilo musical (3) estudos (4) eternidade (1) eu (3) evangelho (13) Evangelicalismo (2) Evangelismo (7) Eventos (2) exegese (1) exéquias (1) Existência de Deus (1) experiências (1) Expiação (1) expressões idiotas (1) extremismo (1) falatório (1) falsa (1) falsos apóstolos (2) Falsos profetas (6) fama e fortuna (1) família (2) fanatismo (2) farisaísmo (9) (9) feiura (2) felicidade (1) feminismo (1) festa (2) Ficha Limpa (1) fidelidade (1) filhos (1) Filosofia (2) Fofoca (7) fogueira santa (1) fome (1) forever alone (4) frases (1) fundamentalismo (6) futuro (2) Garota Cristã (1) Genizah (5) glória apenas a DEUS (4) Gospel (18) graça (5) guerra (1) Hardcore cristão (1) hebraismo (1) hedonismo (2) Heresias (10) Hermes Fernandes (2) hino (1) Hipocrisia (3) Homem (3) Homossexualidade (3) homossexualismo (1) honestidade (1) honra (1) humor (10) idéias (1) Idolatria (3) Igreja (20) igreja adormecida (11) Igreja Batista Westboro (1) Igreja não-institucional (1) Igreja Universal (1) imagens (6) imoralidade (1) ímpio (1) Internet (1) interpretações (2) intervenção (1) Intimidade (2) ironia (2) Jesus (20) João Batista (1) jornada (1) José Wellington (1) jugo desigual (1) Juízo Final (1) justiça (2) juventude (1) le penseur (5) legalismo (1) lembranças (1) letras (32) liberdade religiosa (1) LIBRAS (1) Liderança. Missões (1) líderes evangélicos (3) links (1) liturgia (1) Livre Pensamento (1) lixo (3) Lobos (1) logos (1) loucura (1) louvor (4) louvorzão (1) lutas (2) luz (1) Macumba (1) mandinga (1) manifesto (2) manipuladores (1) Marco Feliciano (2) Marketing da Fé (1) Martin Luther King (1) masturbação (2) meditação (4) meditações (7) Melhor de Deus (1) memorando (5) meninas (1) mensagem (1) Mensagens (1) mentiras (2) mercantilismo (2) metal (9) mídia (2) milha (1) ministério (1) Ministérios Jovens (1) missionários (2) missões (7) missões urbanas (4) misticismo (1) Modas (1) momentos (1) moral (1) Morte por amor (1) Movimento Underground (6) mulher (1) mundanismo (2) mundo (1) musica (1) música (40) Música para crianças (1) música ruim (4) Música secular (4) namoro (5) Não Morda a Maçã (1) natal (1) natureza (2) Necessidades Espirituais (1) Negar a fé (2) neopentecostalismo (2) neutralidade (1) Nostradamus (1) notícias (2) nova era (1) Nova geração (1) obra de Deus (2) obrigação (1) ocidente (1) ódio (1) ofertas (1) óleo santo (2) Opinião (1) oração (3) orgulho (1) paciência (1) padrão de beleza (3) pagão (1) paixão (3) palavra (2) palavras (1) para pensar (1) parábolas (1) parcialidade (1) partidarismo (1) Pascoa (1) pastor (3) pastores ladrões (4) Paulo (1) paz (1) pecado (12) pedofilia (1) pensamentos (14) pentecostalismo (1) perfeito (1) perguntas (1) perversão sexual (3) pessoas (1) planeta (1) planos (1) pobreza (1) Podcast (1) poder de Deus (1) poema (1) Poeminhas (2) Poesia (10) politica (4) política (7) ponto eletrônico (1) Pornografia (3) portas abertas (1) práticas humanas (4) preconceito (4) pregação (2) prostituição (1) protesto (1) Provérbios (1) Púlpito (1) Púlpito Cristão (3) púlpito político (6) R.R. Soares (1) rapidinha (1) razão (1) realidade (1) rebelde (1) reflexão (24) reflexões (36) Rei (1) Reino (2) rejeição (1) relacionamento amoroso (3) Relacionamentos (4) religião (2) religiões (2) religiosidade (12) Renascer em Cristo (1) Renato Vargens (2) respeito (2) Resposta dos hereges (2) reviews (1) Ricardo Gondim (2) ritmo (1) rock (2) romanos (1) rosa ungida (1) sabedoria (3) sacrifício (3) Salmos (1) salvação (2) Samuel Câmara (1) Sandro Baggio (1) santidade (7) Santificação (3) Santo (1) Sarah Sheeva (1) satanismo (4) Satanologia da Prosperidade (19) saudade (1) Secular (1) segredos (1) sentimentos (6) ser completo (1) sexo (8) Shows (3) signos (1) Silas Malafaia (8) símbolos (1) sinais (2) soberania (2) Sociedade (4) sofrimento (2) solidão (1) solteiros (1) sonhos (1) Steve Jobs (1) stress (1) subversão (1) sujeira (2) talentos (1) televangelismo (1) tempo (1) Tempo pra Deus (1) teocracia (1) Teologia (3) Teologia da Prosperidade (15) teologia relacional (1) Teoria da Conspiração (2) terapia do amor (24) terrorismo (1) Testemunhos (2) texto fora de contexto (1) trabalho (3) tradução (3) traição (3) tribos urbanas (1) tribulação (1) Twitter (1) UFC (1) unção (1) V.E.R. (2) Valdomiro Santiago (1) valores (3) ventre (1) verdade (10) verdades (5) Vício (1) vida (6) vida cristã (10) vida sentimental (34) vidas (1) Vídeo (9) Vídeos (12) vingança (1) violencia (1) vitória (1) volta de Cristo (1) vontade de Deus (5) voto consciente (2) William Lane Craig (1)