Memorando, parte 7 - a Árvore



Domingo. Ibirapuera cheio. Você vai e tira algumas fotos a esmo. Aí você percebe que uma delas tem uma mensagem escondida. 

Preste atenção na árvore. Grande, imponente, se destacando entre as demais. Agora, veja as pessoas. Famílias, crianças, jovens, adultos... Todos aproveitando o descanso, a comunhão, a vida ao redor dessa árvore. 

Impossível não olhar pra essa imagem, e não ter um vislumbre da eternidade. Onde estaremos todos aos pés da Árvore da Vida, em comunhão com o Criador e Doador da vida, e com todos aqueles que creram no Evangelho eterno, atravessando séculos e séculos de existência. 

Obrigado, Eterno. Tenho pedido pra Te ver. E eu pude Te encontrar no meio do Parque do Ibirapuera.

Memorando, parte 6: o que fazer com Jesus Cristo?



'A idéia de um grande mestre moral dizendo o que Cristo disse está fora de cogitação. Em minha opinião, a única pessoa que pode dizer aquele tipo de coisa é ou Deus, ou um completo lunático sofrendo daquela forma de ilusão que solapa toda a mente do homem.

As coisas que Ele diz são muito diferentes das que qualquer outro mestre disse. Outros dizem: “Esta é a verdade sobre o Universo. É por este caminho que deveríeis ir”, mas Ele diz: “Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida”. Ele diz: “Nenhum homem pode alcançar a realidade absoluta, a não ser por Mim. Se tentares reter tua própria vida, serás inevitavelmente arruinado. Dá de ti mesmo, e serás salvo”.

Ele diz: “Se te envergonhas de Mim, se, quando ouves este chamado, tu te voltas para o outro lado, Eu também olharei para o outro lado quando voltar como Deus, sem disfarce. Se algo está te afastando de Deus e de Mim, o que quer que seja, lança isso fora. Se é teu olho, arranca-o. Se é tua mão, decepa-a. Se te colocares em primeiro lugar, serás o último.

Venham a Mim todos os que carregam um fardo pesado, e Eu consertarei esse problema. Teus pecados, todos eles, são apagados, Eu posso fazer isso. Eu sou Renascimento, Eu sou Vida. Come-Me, bebe-Me, Eu sou Tua comida. E, finalmente, não temas, Eu venci o Universo inteiro”. Essa é a questão.'

(extraído de 'O que fazer com Jesus Cristo?' - C. S. Lewis)

Le Penseur 10: Confiar


Confiar é descer a âncora do navio, em meio ao mar revolto.

É colocar o contrário à prova.

É se despir, para que o outro tenha o que vestir, sem se importar se ele vai rasgar a roupa depois.

Só confia aquele que nega os desastres, o suficiente para se viver uma vida livre e leve. 



Le Penseur, 9: Fé - II



Adianta ter fé, sendo que as atitudes são contrárias à crença pessoal? Pode se fazer o bem apenas por fazer?

A fé, elemento metafísico, recebe vida quando nos dedicamos a honrá-la com o melhor de nossas ações. Ter fé em Deus é mais do que uma declaração verbal. É uma ação diária, feita com mãos estendidas, pés que não vacilam, olhares de misericórdia, sorrisos que transbordam amor. Ações que permeiam nosso dia-a-dia, desafiam o impensável, colocam o racionalismo contra a parede e mostram um outro ponto de vista, uma nova forma de se olhar, de se agir, de se crer.

Não basta apenas ter fé. É preciso agir em fé. O Reino espera por isso.

Le Penseur, 8: Exéquias



Quando o último suspiro for dado, lembrarei que o seu legado é o símbolo maior da esperança.

Eu terei sua voz em minha mente. Terei suas forças em meus braços. Terei o seu amor em meu coração.

Serei o que você esperava que fosse. Serei uma extensão de você.

Até o dia em que seremos um só.

Falta do que fazer

Por momentos sinto falta do que fazer
Parece-me que o dia não me vale nada
Que tudo parece mais igual que seis e meia dúzia

Daí eu me lembro dos sorrisos belos que me encantam
Dos "bom dia" que me desejam
Dos cumprimentos e abraços sinceros
Do sol a clarear e até das nuvens de chuva
Das canções de amor e de saudade
Das crianças correndo e brincando de pique-esconde
Das notas dedilhadas num piano de cauda
Da suavidade do vento no litoral batendo em meu rosto
Toda a criação desse planeta como uma sinfonia de amor

Na minha suposta falta do que fazer
Descobri algo que vale muito a pena fazer todo o tempo
Adorar ao Criador de tudo e todos, nosso Deus
Que decidiu fazer todos nós com muito amor e carinho

Le Penseur, 7: O Amor




O Amor é a chave de tudo. Quem ama vive melhor, fala melhor, age melhor. Entender o amor é mais do que explicar sentimentos. O amor não é uma sensação, e sim uma pessoa. Uma pessoa que sente, que pensa, que age, que se importa. O Amor é atemporal, está acima das eras e aeons. Mas resolveu se encarnar e transmitir nessa esfera temporal Seus valores e princípios. Quem ama passa a fazer parte da estrutura Dele. Quem ama é chamado de filho Dele. Amar é tornar-se semelhante a Ele, a Sua essência. Ele é Amor.

(I Coríntios 13:1-13)

Le Penseur, 6: Fé



Cristo é conhecido de diversas formas ao redor do globo. Uns o conhecem pela história. Outros, pela sua sabedoria. Alguns, de ouvir falar. Outros tantos, pela religião e suas particularidades. Mas, lendo a carta de Paulo aos Romanos, no capítulo 10, vejo um incentivo do apóstolo para os leitores. Neste trecho, Paulo incentiva a dar um passo a mais na vida: um passo de fé.

E o que é a fé?

A fé é o manifestar da necessidade que o coração tem de Cristo. Conhecê-lo apenas não basta. É necessário se decidir por Ele, e não apenas de palavras. É necessário deixar que as palavras Dele tomem conta de nosso ser, e gerem uma fome que só pode ser saciada por Ele. Fé é o abandono da própria razão, para que a razão Dele inunde nossa alma e espírito. Fé é uma entrega mais que voluntária. É um passo, um salto dentro do bendito absurdo que é viver a vida do Filho de Deus.

Memorando, parte 5: Honestidade



Defino 'honestidade' como o resultado de ações e palavras, livres de desvio moral e ético. Uma pessoa honesta possui uma conduta à prova de repreensão, sob qualquer condição. Uma pessoa honesta procura ser correta no que faz e no que fala, ainda que haja algum tipo de prejuízo ou contratempo. Vivemos dias onde 'ser honesto' é algo um tanto 'fora de moda'. Pessoas mentem para 'levar vantagem.' Pessoas roubam para ter mais. Pessoas ferem outras por não haver respeito. Ser 'politicamente incorreto' é a moda vigente. Ser mais esperto que os outros é o tom da conversa. Em suma: estamos deixando a honestidade morrer.

E não somente falta a honestidade para com o próximo: estamos deixando de sermos honestos consigo mesmos. Nossas escolhas não refletem o que somos de fato. Nos tornamos reféns da opinião alheia. Isso quando temos consciência das distorções que praticamos, e mesmo assim insistimos no erro. Vejo pessoas abandonando sua integridade, em troca de um status, uma vantagem, uma promessa. Muitos 'vendem a alma' por pouco, esperando receber muito. Mal sabem eles que isso é ilusão, perda de tempo.

Mas ainda há tempo de reverter essa situação. De dar voz e vez ao ser honesto que existe dentro de todos nós. Ainda é possível calar as vozes obtusas do mundo, do sistema, e seguir a retidão de ideais e atitudes. Ainda é possível se consertar, abandonar o que é mau e corruptível, e trilhar o caminho da integridade. Ser honesto é nadar contra a maré; é encarar a tempestade de frente, ainda que lhe custe algo. Porque nem todos estão prontos para abraçar essa verdade, para praticá-la. Mas ser honesto consigo mesmo e com os outros gera consequências benditas para o hoje e para o porvir. Afinal, a honestidade é um valor divino. E eterno.

'All the sorry is gone by, a few moments I had to fight
Only one aim to strike, living life in honesty...' (Mindflow - Honesty)

Memorando, parte 4: Não fale com estranhos



'Não fale com estranhos!'

Qualquer um de nós já ouviu isso de alguém. É uma daquelas 'recomendações máximas' de um pai, mãe, avô, avó (saudades da minha...), ou de qualquer pessoa mais velha. Você era ensinado a não se reportar a ninguém desconhecido. As pessoas do lado de fora do portão eram estranhas. Lugar seguro era a nossa casa. Ou a companhia de pessoas do círculo familiar.

Aí você cresce, e percebe que existe mais 'gente estranha' do que você imaginava. E que com muitos você bate um papo, sai pra almoçar, vai ao cinema, ao parque. Com muitos você confidencia sonhos, revela desejos, abre o coração. Julgamos a muitos como pessoas importantes para nós, mas acaba que estes passam como um vento por nossas vidas e levam tudo aquilo que entregamos, sem deixar nada no lugar. Existem pessoas com quem falamos diariamente, mas não as conhecemos de fato. Queremos ser íntimos de desconhecidos, de pessoas que não se revelam. Causamos mal a nós mesmos por não sermos cautelosos em nossas palavras e ações, e por falarmos mais do que devemos.

Seja sensato. Seja prudente. Observe o mundo ao seu redor. Analise melhor seus relacionamentos. Veja quem realmente contribui para a sua felicidade, e quem apenas existe por existir. O valor das pessoas se prova pelas atitudes, e não apenas pelas palavras. Guarde seus sonhos e metas. Não gaste sua vida levianamente, com qualquer um.


Lembre-se: não fale com estranhos.

Memorando, parte 3: Felicidade

FELICIDADE s.f. Característica ou condição de feliz; sensação real de satisfação plena; estado de contentamento; satisfação. Estado de quem se encontra afortunado; Circunstância ou situação que demonstra sucesso, êxito. (Etm. do latim: felicitas.atis)

Felicidade. Resultado visível da bem-aventurança. O rosto denuncia o que o coração sente. Alma que se percebe exultante e não se contém.

Felicidade. A verdade que a alma não pode calar. Em meio as agruras, um sopro de vida que renova o interno e o externo.

Felicidade. Um desafio. Se manter leve em meio a um peso existencial. Esquecer da problemática e focar na solucionática. Seguir em frente, ignorando as reversões que a vida insiste em impor.

Felicidade. Um dom. Prêmio para os que perseveram. Dádiva para os que entendem a verdade. O fruto da Graça imerecida e abundante, vicejante sob a Luz do mundo.

Felicidade: o resultado de querer ser feliz. Prova da liberdade conquistada naquele madeiro. O Reino traduzido.



Felicidade: a Verdade e a Vida para se viver. 

Le Penseur, 5


Somos testados o tempo inteiro. Somos provados em ações e palavras.
Falhamos.
Não medimos o teor de nossos atos. Não calculamos o peso de nossas atitudes.
Ferimos.
Achamos que que temos tempo, que o relógio está ao nosso favor.
Desvanecemos.
O fim e o começo são um só. Os dados estão lançados.
Viveremos ou pereceremos?

Le Penseur, 4



É em meio a tristeza e solitude que entendemos os porquês da vida. E um expurgo da alma se faz necessário nesses momentos.

 Pois a oportunidade de voar sempre se faz presente. Mas só se alça vôo quando não existem mais amarras.

Vida

Vida que nasce
Vida que cresce
Vida que morre
Vida

Vida vivida
Vida sentida
Vida compreendida
Vida

Vida banida
Vida bandida
Vida maldita
Vida

Vida que se perdeu
Vida que não se encontrou
Vida que não entendeu o que é
Vida

Vida aberta
Vida fechada
Vida reclusa
Vida

Vida antiga
Vida velha
Vida passada
Vida

Vida que nasceu
Vida que morreu
Vida que se deu

Vida que ressurgiu
Vida que ascendeu
Vida que reina

Vida nova
Vida eterna

Vida

Memorando, parte 2



A gente passa tanto tempo no 'funcionalismo público cristão' e esquece que o amor do Senhor é algo com que não podemos nos acostumar.

A gente quer dançar, bailar, fazer de tudo com Ele. Mas tudo o que Ele pede pra gente é: 'caminhe comigo!'

A gente se prende a dogmas, doutrinas, filosofias, templos, métricas, estruturas, espaços, idiossincrasias, pré-conceitos e preconceitos, placas, nomes, cargos, funções, passado, presente, futuro... E esquece que a Verdade liberta, que o Amor é maior que a vida. Que tudo foi vencido, pago, cancelado - fecha a conta e passa a régua! - lá na Cruz.

Olhamos para o mundo, para as circunstâncias, olhamos para o sistema vigente. Não olhamos para a Cruz, para a importância da salvação. Não olhamos nos olhos Dele. Falta coragem, é verdade. Mas falta vontade também.

Vontade de se despojar, de se reconhecer como fraco, sujo, vil, perdido. De ser honesto consigo mesmo e com o Divino. E dizer a plenos pulmões: 'Sem Você, eu não sou ninguém! Não sei viver, não sei existir sem Você!'

É tempo de mudar isso. De tornar tudo novo. De viver de novo. Viver o novo. Ele disse: Tudo se faz novo, se você estiver comigo. Eu quero caminhar com você. Você topa?

Sim, Senhor. Eu topo. Até o fim da eternidade, e depois.


'Só quero dizer que eu te amo e não posso mais olhar a vida e não Te ver.'  

Memorando



No final das contas, ele tinha razão. Mas - por Deus! - como ele não queria ter razão!

Cada dia se revela como um campo de batalha. Um coliseu. Onde os fortes subjugam os fracos. Onde uma escolha separa a vida da morte. Onde os louros são destinados para o mais determinado, e não para o mais forte.

Porque a força física não vale para coisa alguma, quando a ferida é feita na alma. E suturar a alma demanda vontade, lucidez. Para se costurar o âmago do ser, é necessário se humilhar, engolir o orgulho e as pretensões a seco, subjugar o ódio, a raiva, as vontades... É preciso esquecer que existe o prejuízo e lembrar que há um horizonte de eventos à frente. Lembrar que ainda existe um desbravador, um bandeirante dentro de si.

Ele quis não ter razão. Ele quis voltar atrás uma vez. Duas vezes. Tantas vezes. Mas ele percebeu que havia uma escolha melhor. Que ele podia ser honesto consigo mesmo. Ele podia ainda ser o mesmo, como podia ser alguém melhor. Alguém são. Alguém livre.

A cura vem aos poucos. Viver ajuda a melhorar. Um dia de cada vez. Um leão sendo derrotado. Um pecado sendo lavado. Um fantasma sendo exorcizado. Uma alma livre. E ele caminha. Olhos no horizonte. O passado existe, mas não importa mais.

Ele visa o futuro dos sonhos. Essa é a sua razão agora.

Manifesto 2014



Espero que 2014 seja diferente de fato. Que não seja apenas um ano de muitos votos e promessas, sob a luz dos fogos de artifício e brindes tilintantes. Mas que seja um ano de muito trabalho e 'mão na massa.' Que sejamos menos falaciosos em nossos discursos, e mais simples e verdadeiros.

Que seja um ano com menos disputas tolas e mais colaborações. Um ano com menos tapetões, e mais honestidade. Que a hipocrisia passe longe de nós, e a sinceridade nos domine. Espero ver mais humildade, e menos ostentação. Quero ver mais trabalho, e menos 'pão e circo.' Quero ver um país vitorioso fora das quatro linhas, e não um país derrotado erguendo a taça.

Quero mais sabedoria, e menos intelectualóides. Quero menos 'crentelhos x neo-ateus-hipsters-modinha' e mais respeito entre opiniões díspares. Quero ver homens sendo homens e mulheres sendo mulheres, independente de suas escolhas pessoais. Quero ver menos 'piriguetes' e 'mulekes-piranhas' e mais jovens de respeito. Menos 'rolêzinhos' e mais consciência no andar, no agir e no 'se agrupar'.

Quero menos cultura gospel, e mais Evangelho. Quero ver menos púlpito, e mais rua. Quero ver mais ação e menos letargia. Quero que vejam o Deus encarnado, o Deus que sangrou, o Deus ressurreto nas ações e nos atos de amor e salvação, e parem de O procurarem nos bancos, nos púlpitos, no sepulcro, na mídia, nos homens que dizem ser, mas não são. Você pode não crer Nele (tudo bem!), mas pode fazer o bem que Ele ensinou.

Que 2014 seja um ano de pouco falar e muito fazer. Seja mais conciso, mais concreto, mais honesto consigo mesmo. Se for complicado fazer isso sozinho, vamos fazer juntos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Palavras da Verdade

2014 (1) Aborto (4) acepção de pessoas (2) adoração (7) adversidade (1) África (1) amizade (1) amor (15) amor de Deus (11) aniversário (1) ano novo (2) anorexia (1) ansiedade (4) anticristo (1) antropocentrismo (1) Apologética (9) Apologética - Ekklésia (2) Apologia (1) arado (1) Argumento Cosmológico (1) arte (1) artes marciais (1) árvore da vida (1) Assembléia de Deus (1) astrologia (1) ateismo (1) ateísmo (4) atitude (3) ato profético (2) auto-estima (2) banda (1) Banda Envoy (1) batalha espiritual (1) batalhas (1) Beijo (2) bençãos (1) Bíblia (10) bíblico (1) blasfêmia (4) blog (3) boatos (2) brasil (2) C. S. Lewis (1) caminho (2) capitalismo (1) Carnaval (3) Cartas (2) cartas de Paulo (1) casamento (6) casamento homossexual (1) cds (1) Céu (1) chavões (1) Ciência e Fé (1) citações (1) CMFreak (1) coisas da alma (1) Comportamento (5) Confiança em Deus (5) confiar (1) confissão (1) conflitos (2) conforto (1) conhecimento (1) consumismo (4) contenda (3) contexto (1) controle de Deus (5) convicção (1) cordeiro (1) corrupção (1) Cosmovisão (1) Cotidiano (13) crente raimundo (2) crer (1) Criação do mundo (1) crianças (5) crime (1) cristão (8) cristianismo (5) Cristo (6) critica (1) críticas (5) Crônicas Eclesiásticas (1) cruz (4) cultura (1) cura espiritual (1) Davi (1) decepção (1) declarações falsas (1) degradação dos lares (1) democracia (1) Denúncias - Falsas doutrinas (4) dependência de Deus (4) depressão (1) desabafo (2) desafios (1) Desciclopédia (1) desejos carnais (1) desperdício (1) desprezo (2) Destaque (1) Destaques (1) destinos (2) Destruíndo a mentira (4) desviados (1) Deus (16) Devocionais (2) devocional (1) Dia das Crianças (2) diabo (1) dicotomias (1) dinheiro (1) direito animal (1) discussões (1) distorção (1) divisão (3) divórcio (1) dízimo (1) dízimos (1) doutrinas (2) download (6) droga (1) Ebooks (7) Edir Macedo (3) egoísmo (1) Eleições 2010 (2) Eliel Vieira (2) elogios (1) erros (4) escarnecedor (1) escolhas (1) Espírito (1) espiritualidade (6) estilo musical (3) estudos (4) eternidade (1) eu (3) evangelho (13) Evangelicalismo (2) Evangelismo (7) Eventos (2) exegese (1) exéquias (1) Existência de Deus (1) experiências (1) Expiação (1) expressões idiotas (1) extremismo (1) falatório (1) falsa (1) falsos apóstolos (2) Falsos profetas (6) fama e fortuna (1) família (2) fanatismo (2) farisaísmo (9) (9) feiura (2) felicidade (1) feminismo (1) festa (2) Ficha Limpa (1) fidelidade (1) filhos (1) Filosofia (2) Fofoca (7) fogueira santa (1) fome (1) forever alone (4) frases (1) fundamentalismo (6) futuro (2) Garota Cristã (1) Genizah (5) glória apenas a DEUS (4) Gospel (18) graça (5) guerra (1) Hardcore cristão (1) hebraismo (1) hedonismo (2) Heresias (10) Hermes Fernandes (2) hino (1) Hipocrisia (3) Homem (3) Homossexualidade (3) homossexualismo (1) honestidade (1) honra (1) humor (10) idéias (1) Idolatria (3) Igreja (20) igreja adormecida (11) Igreja Batista Westboro (1) Igreja não-institucional (1) Igreja Universal (1) imagens (6) imoralidade (1) ímpio (1) Internet (1) interpretações (2) intervenção (1) Intimidade (2) ironia (2) Jesus (20) João Batista (1) jornada (1) José Wellington (1) jugo desigual (1) Juízo Final (1) justiça (2) juventude (1) le penseur (5) legalismo (1) lembranças (1) letras (32) liberdade religiosa (1) LIBRAS (1) Liderança. Missões (1) líderes evangélicos (3) links (1) liturgia (1) Livre Pensamento (1) lixo (3) Lobos (1) logos (1) loucura (1) louvor (4) louvorzão (1) lutas (2) luz (1) Macumba (1) mandinga (1) manifesto (2) manipuladores (1) Marco Feliciano (2) Marketing da Fé (1) Martin Luther King (1) masturbação (2) meditação (4) meditações (7) Melhor de Deus (1) memorando (5) meninas (1) mensagem (1) Mensagens (1) mentiras (2) mercantilismo (2) metal (9) mídia (2) milha (1) ministério (1) Ministérios Jovens (1) missionários (2) missões (7) missões urbanas (4) misticismo (1) Modas (1) momentos (1) moral (1) Morte por amor (1) Movimento Underground (6) mulher (1) mundanismo (2) mundo (1) musica (1) música (40) Música para crianças (1) música ruim (4) Música secular (4) namoro (5) Não Morda a Maçã (1) natal (1) natureza (2) Necessidades Espirituais (1) Negar a fé (2) neopentecostalismo (2) neutralidade (1) Nostradamus (1) notícias (2) nova era (1) Nova geração (1) obra de Deus (2) obrigação (1) ocidente (1) ódio (1) ofertas (1) óleo santo (2) Opinião (1) oração (3) orgulho (1) paciência (1) padrão de beleza (3) pagão (1) paixão (3) palavra (2) palavras (1) para pensar (1) parábolas (1) parcialidade (1) partidarismo (1) Pascoa (1) pastor (3) pastores ladrões (4) Paulo (1) paz (1) pecado (12) pedofilia (1) pensamentos (14) pentecostalismo (1) perfeito (1) perguntas (1) perversão sexual (3) pessoas (1) planeta (1) planos (1) pobreza (1) Podcast (1) poder de Deus (1) poema (1) Poeminhas (2) Poesia (10) politica (4) política (7) ponto eletrônico (1) Pornografia (3) portas abertas (1) práticas humanas (4) preconceito (4) pregação (2) prostituição (1) protesto (1) Provérbios (1) Púlpito (1) Púlpito Cristão (3) púlpito político (6) R.R. Soares (1) rapidinha (1) razão (1) realidade (1) rebelde (1) reflexão (24) reflexões (36) Rei (1) Reino (2) rejeição (1) relacionamento amoroso (3) Relacionamentos (4) religião (2) religiões (2) religiosidade (12) Renascer em Cristo (1) Renato Vargens (2) respeito (2) Resposta dos hereges (2) reviews (1) Ricardo Gondim (2) ritmo (1) rock (2) romanos (1) rosa ungida (1) sabedoria (3) sacrifício (3) Salmos (1) salvação (2) Samuel Câmara (1) Sandro Baggio (1) santidade (7) Santificação (3) Santo (1) Sarah Sheeva (1) satanismo (4) Satanologia da Prosperidade (19) saudade (1) Secular (1) segredos (1) sentimentos (6) ser completo (1) sexo (8) Shows (3) signos (1) Silas Malafaia (8) símbolos (1) sinais (2) soberania (2) Sociedade (4) sofrimento (2) solidão (1) solteiros (1) sonhos (1) Steve Jobs (1) stress (1) subversão (1) sujeira (2) talentos (1) televangelismo (1) tempo (1) Tempo pra Deus (1) teocracia (1) Teologia (3) Teologia da Prosperidade (15) teologia relacional (1) Teoria da Conspiração (2) terapia do amor (24) terrorismo (1) Testemunhos (2) texto fora de contexto (1) trabalho (3) tradução (3) traição (3) tribos urbanas (1) tribulação (1) Twitter (1) UFC (1) unção (1) V.E.R. (2) Valdomiro Santiago (1) valores (3) ventre (1) verdade (10) verdades (5) Vício (1) vida (6) vida cristã (10) vida sentimental (34) vidas (1) Vídeo (9) Vídeos (12) vingança (1) violencia (1) vitória (1) volta de Cristo (1) vontade de Deus (5) voto consciente (2) William Lane Craig (1)