Sexo? Só depois do casamento!



If you can’t control your lust – get married!
If you really must – get married!
Find a preacher you can trust – get married!
It can be such a fuss – get married!

(Chorus)
The wedding day – puts an end to the pain
The wedding way – think of all you’ll gain
Put an end to the hex
That’s right: you get to have sex
The wedding day, the wedding night, the wedding way

It’s the answer for your life – get married!
Put away the knife – get married!
Put an end to all your strife – get married!
Get yourself a wife – get married!
Are you tired of only a date? Get married!
Who says you have to wait? Get married!
Don’t you think it’s getting late? Get married!
Gotta find yourself a mate – Get married!
(I Corinthians 7:7-8,Genesis 2:24)

Visual de modelo: precisa disso?


Todo mês é a mesma coisa. Mais uma mulher morre vítima de anorexia. A vítima da vez foi a ex-socialite e ex-condessa Ana Carolina de Oliveira, mais conhecida como Carola Scarpa, ex-mulher do playboy Chiquinho Scarpa. Sua morte aos 40 anos, depois de uma vida atribulada e cheia de polêmicas, mostra no final uma faceta que tem afetado muitas meninas: a "beleza" nos padrões das modelos. Magras, magras ao extremo. Um pouco de gordura só é o suficiente pra enlouquecer as mentes de muitas mulheres. E isso vai se tornando doentio, até descambar na anorexia ou numa bulimia.

Quero com esse post mostrar a vcs mulheres (e a alguns homens tbm, já que hj em dia homens estão passando a sofrer tbm da doença) q Deus não segue esse tipo de padrão de beleza. Deus quer ver seus filhos com saúde, não doentes apenas para satisfazerem os padrões desse mundo. Deus te ama e te acha bonito(a) como vc é, e embora possamos sim até melhorar um pouco nossa aparência se pudermos, não podemos transformar isso numa busca doentia q apenas nos machucará e até mesmo nos matará! Pense nisso!

Estudo sobre Desprezo - Parte 1


Um dos maiores casos de desprezo bíblicos foi o do Rei Davi. Lendo o livro "Lidando com a Dor do Desprezo" do pastor Jaime Kemp, pude perceber como esse homem passou por todo tipo de desprezo. Foi desprezado pelo pai (I Sm 16: 5-13), pelos irmãos (I Sm 17: 26-29), pelo rei Saul (I Sm 18: 5-11), por Nabal (I Sm 25: 16-35), pela própria cidade de Queila que ele fora protejer (I Sm 23: 1-13), pelos filisteus (I Sm 29), pela esposa Mical (II Sm 6: 16, 20-23), pelos "coxos e aleijados" de Jerusalém dos Jebuseus (II Sm 5: 6-10), pelos filhos (II Sm 13-15; I Reis 1) por Simei (II Sm 16: 1-14). Isso de certa forma o tornou por vezes um homem extremamente vingativo. Quando Nabal negou-se a oferecer ajuda a ele, ele chegou a ameaçar matar TODOS na casa dele, TODOS. Uma vez tentou matar Saul, mas desistiu ao perceber que estaria matando um "ungido do Senhor". No caso dos jebuseus, Davi negou-se a receber os coxos e aleijados no seu palácio. Desprezou o filho Amnon por não puni-lo, e ao Absalão por deixar de recebê-lo como filho. E Simei, que o havia amaldiçoado e ele prometera em II Sm 19:16-23 que não o mataria, aposteriori ele mandou que Salomão seu filho o matasse (I Rs 2:12). Muitos salmos de Davi são imprecatórios, respirando muita sede de vingança.

Mas será essa mesmo a vontade de Deus? Que deixemos nossas mágoas nos dominarem?

O desprezo é horrível, de fato. Mas quando entregamos isso nas mãos de Deus, deixamos nossas fraquezas, medos e aquilo que ficou marcado em nós como mágoas do desprezo, nosso Deus irá curar-nos na alma. As pisaduras de Cristo (Isaias 53:5) serviram também para curar nossas almas e para que possamos seguir confiantes que independente do que os homens digam ou nos façam, Deus nos ama e irá nos apoiar naquilo em que precisarmos. Não se deixe levar pelo desprezo, pois isso te fará ser igual aos que te desprezaram!

Forever Alone?


Eu até hoje morro de rir quando vejo quadrinhas do tipo "forever alone". Mas incrivelmente, eu já me senti um tremendo forever alone. Achava que ninguém me amava, que eu ia morrer sozinho, que não tinha jeito pra mim e etc e tal.

E muitos ficam assim, após diversas decepções amorosas. Começam a achar que nunca vão encontrar ninguém que as ame, que vão ser sempre sós, e isso começa a criar uma amargura tamanha que a pessoa se esquece de algo que é essencial: Jesus.

Jesus nunca nos deixará sós. Se nós deixarmos que ele nos guie e possamos depender unicamente dele, Ele prometeu que jamais nos abandonaria. E o amor de Cristo é MUITO MAIOR que o amor de uma pessoa. Nenhum namorado ou namorada, por melhor que seja, seria capaz de dar a própria vida pelo conjuge, e mesmo que assim o fizesse, não seria maior q o amor de Jesus. Jesus não deu sua vida por uma pessoa que o amasse, e sim por nós, que ainda eramos seus inimigos. Já viu amor como esse?

E ESSE AMOR ESTÁ A SUA DISPOSIÇÃO. Basta apenas quebrar seu coração de pedra que se acha autossuficiente e depender dele. Quando vc perceber que Ele está contigo e te ama incondicionalmente, não importa se vc está ou vai passar o resto da vida "solteiro", porque Ele é maior em nossas vidas. Forever alone? NUNCA MAIS!

Quer casar pra que?


Uma das músicas que mais me divirto (e clipe também) é a "Get Married" do Lust Control. Ela ilustra um casal que quer porque quer "avançar o sinal" e "fazer mômor" antes de casar, mas a banda a todo momento impede eles de pecarem. Lógico que isso não vai acontecer conosco, o Espírito Santo até está do nosso lado pra nos alertar, mas nós devemos ter na cabeça que fornicação é pecado e resistir a nossa carne até o sangue!

Entretanto, está havendo um fenômeno bizarro no mundo cristão. Muitos estão pegando I Coríntios capítulo 7 versículo 9 e levando extremamente ao pé da letra. Vi um caso recente de um casal de amigos que fazia nem 3 meses que estavam namorando e já casaram, apenas por medo de pecarem! Isso é um problema sério.

Outros casam-se apenas "por medo de ficarem 'forever alone'", como me disseram enquanto estava escrevendo esse artigo. Isso é bem errado tbm.

Casamento serve para GLÓRIA DE DEUS, como TUDO o que Deus nos concede. Se você só casar em busca de suprir necessidades físicas ou sentimentais, isso não estará na aprovação divina e pior, causará feridas profundas pro resto da vida dos dois e também dos filhos.

No momento certo Deus dará a vc, se for da vontade dele, um casamento abençoado. Não adianta ficar querendo as coisas antes da hora, quando for a hora de casar e o motivo for o de Deus, Ele concederá.

Haja paciência pra esperar por Deus!


Eu não gosto de jogar Paciência. É o típico “jogo de solitários” (inclusive esse é o nome do jogo nos EUA: Solitary). Um jogo chato é verdade. Mas virei meio um especialista nele. Sempre que a internet cai (e são raras às vezes, mas acontece), ou eu jogo meu velho Warcraft III ou corro pro Paciência. O problema do Paciência é que ele realmente exige paciência, coisa que por vezes vc, já doido pra que a internet volte e possa acessar o site que vc estava lendo, não dispõe no momento. E uma jogada errada por falta de paciência automaticamente pode te custar o jogo inteiro.
Na vida sentimental vivemos um dilema semelhante. Muitas vezes nossas “jogadas” na vida amorosa dão completamente errado. E por culpa de algo chamado “paciência”. Nós por vezes queremos “dar uma mãozinha” pra Deus, como se Deus precisasse de mão, e queremos porque queremos a “fulana de tal bonitinha”. Ai depois que nós “quebramos a cara”, ficamos como o vocalista da banda Century: “Why, lover why? Why do flowers die?”
A culpa não é do amor. Nem de Deus. A culpa é nossa que não sabemos o que significa ter paciência.
A principal jogada que devemos dar em nossas vidas sentimentais deve ser a de “entregar nas mãos do Senhor” nossos sonhos e desejos. Deus os conhece bem, mas quer ter total controle sobre eles, afinal nem sempre nossos desejos são os de Deus, como a própria Bíblia relata em Isaías “os meus pensamentos não são os vossos pensamentos”. Quando entregamos nossos pensamentos POR COMPLETO nas mãos de Deus, significa que estamos confiando integralmente nele e descansando em sua vontade, que é “boa, agradável e perfeita”.
Após isso, venha a viver primeiro para o Reino de Deus. Evangelize, ore constantemente (não com a intenção de pedir, mas de conhecer o Senhor), leia sua Palavra viva, mostre Deus em cada ponto de sua vida para as pessoas. No momento certo, Deus mostrará o que Ele tem pra você, apenas confie nele q o melhor ELE fará. E o melhor só ELE conhece.
Nunca diga “Haja paciência pra esperar por Deus!”. Isso só demonstrará que vc não confia nele, e isso te privará inclusive de ter experiências profundas com Ele. E, acredite em mim, ter experiências reais com Deus vale MUITO MAIS que um relacionamento amoroso. Por isso, faça como Jesus falou em Mateus 6: 23-34. Não sejamos ansiosos, confiemos no Rei dos Reis.

Raiz de Rejeição

O Fernando Ortega, do Não Morda a Maçã, escreveu esses belos textos pra quem se sente rejeitado. Clique aqui e confira.

A verdade sobre a masturbação



Lust Control - The Big "M" (tradução)

É natural
É uma liberação
É natural
É uma liberação

É um lançamento, é uma libertação, É uma liberação! (2X)

A liberação de quê?
Seu apetite sexual?
Esqueça! Cai na real!
É sexo artificial!

Masturbação é sexo artificial! (3x)

Alguns de vocês podem um dia encontrar um companheiro
Aguarde até então
Para desfrutarem da coisa real

O pecado sexual é um pecado contra o seu próprio corpo (2X)

Seu corpo não é para a imoralidade sexual
Mas para o Senhor!
Seu corpo é para o senhor!

Masturbação é sexo artificial! (3x)

Alguns de vocês não vai se casar nesta terra
(Mas) Não é (exatamente) para o casamento
Que você foi gerado

Gaste seu tempo se dedicar a Deus
Conheça o mestre, pois nada é ser melhor

Pense nisso cara!
Ponha seu corpo em sujeição!
Torne todo o seu pensamento cativo à obediência de Cristo!

Masturbação é "sexo artificial! (3x)

É um rasgão em sua vida!
Guie a sua mente para outras coisas
Aja como Jesus, está com você o tempo todo
Porque Ele é
Ele vê tudo que você faz
Assim, caminhar humildemente diante dele e com ele
Sobre o pecado e sobre a tentação
Em obediência

___________________________________

Masturbação não é um escape, é um pecado!

Você e eu não fomos feitos especificamente para casar, isso PODE acontecer, mas será para à GLÓRIA de DEUS, e não para nossa satisfação pessoal em si.

Próximo post falarei acerca de "Tá casando pra que?"

Bichinho feio...


O társio ganhou uma péssima fama de ser "o bicho mais feio do mundo". Toda uma espécie de animal foi classificada dessa maneira por pessoas que nada entendem de biologia e não sabem que o conceito de beleza, além de relativo, não se aplica a animais. Com certeza os társios nao procuram uma "társiazinha" menos feia pra se relacionarem. E eu, por exemplo, acho os társios animais fofos e lindos. A feiura e a beleza estão nos olhos de quem vê.

Isso acontece conosco? Sim. Só que em nós o conceito de beleza ultrapassa e muito o dos pavões, por exemplo. Enquanto as pavoas observam na vistosidade das penas da cauda dos pavões sua saúde e força, em nós isso não tem nada a ver, apenas é pra "agradar nossos olhos". Será que nossos conceitos não estão BEM errados?

Definitivamente, eu não sou um cara bonito. Não tenho medo de admitir isso, embora um cara parecido comigo chamado Lázaro Ramos seja amado por 11 em cada 10 mulheres que assistem a novela "Insensato Coração". O fato é que sofri muito desprezo de mulheres a vida inteira por não fazer o tipo "Hollywood" de beleza. Vc não imagina o que é ouvir um "DEUS ME LIVRE" de IRMÃS DA IGREJA sobre a possibilidade de namorarem comigo. Eu me sentia um társio no meio de um monte de pavões e outros seres "mais belos".

Mas hoje em dia eu sei que não sou assim. Sei que beleza não está aki, do lado de fora dessa carcaça podre que um dia irá apodrecer nesse solo que eu estou pisando nesse exato momento, mas no meu coração. Jesus me ama por dentro e não por fora. E deve ser assim que eu devo escolher alguém pra me relacionar. Ela não deve satisfazer meus anseios da carne. Se isso acontecer, glória a Deus, mas o mais importante se chama CORAÇÃO PRA DEUS. Que paremos de olhar com nossos olhos carnais e olhemos com os olhos espirituais de Deus!

Recomendo ouvirem enquanto leem esse texto Resgate - E Daí? e Resgate - Lucifeia

Os dez sintomas do LOBISMO eclesiástico.




Por Franklin Rosa

Os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam pelas mãos deles, e o meu povo assim o deseja: e que fareis no fim disto? Jeremias cap. 5 vs. 31

Aos críticos gratuitos da crítica analítica, devo-lhes dizer uma coisa: É simplismo e superficialidade dizer que não devemos julgar (criticar e apontar desvios de caráter e conduta). Se assim fosse, estaria anulado todo ministério dos profetas, juízes, apóstolos e do próprio Senhor Jesus que vieram com o dedo em riste denunciando as falcatruas da religião.

“LOBISMO”, foi a terminologia que adaptei, para caracterizar os “LOBOS”, ministros (servos e escravos, nada mais que isso), que perderam a visão de “despenseiros” do Reino, tornando-se mercenários da fé.

Assim como no post anterior “7 dicas para manipular uma Igreja”, essa catalogação é fruto de anos de observação e indignação com aquilo que chamam de “ministério” no meio evangélico.

“Ministérios” esses que na sua grande maioria, são resultado da necessidade de auto-afirmação ou, na sua face mais vil, mercenarismo puro.

Essas evidências identificam aqueles que perderam a paixão voluntária pelo ministério e tornaram-se profissionais frios e calculistas de um cargo eclesiástico em benefício de si mesmo.

Qualquer semelhança aqui exposta não é mera coincidência, são constatações factuais.


1º Gostam de poder, mas estranhamente se recusam a servir. Como amam falar em línguas estranhas, profetizar, revelar e demais peculiaridades do gênero (obs. Eu creio na contemporaneidade dos dons sobrenaturais). Mas tudo isso é canalizado para a promoção pessoal, pois não mostram o mesmo empenho na hora de dar atenção ao ser humano que precisa de um ombro humano para dividir suas mazelas.

2º Valorizam programações, mas menosprezam relacionamentos. Participam de todos os congressos, campanhas e eventos que lhe rendam marketing, mas não gostam de relacionamentos interpessoais com medo de ficarem vulneráveis e serem descobertos, ou por receio de tornarem-se meros mortais desgastando a auto-imagem. Encaram a Igreja como platéia e o culto como um show onde a performance tem de sobressair.

3º Gostam de entradas triunfais, mas a saída tem de ser à francesa. Entram com a reunião começada e saem com ela terminada. São espalhafatosos em sua apresentação pública, mas a saída tem que ser de “fininho” para não correrem o risco de atender alguém. Gostam de provocar expectativa em seus ouvintes para manter vivo o “mito” (valorização do mensageiro em detrimento da mensagem).

4º Esbanjam muito carisma, mas na mesma proporção lhes falta caráter. São de fácil comunicação e apresentação em público, mas é nos bastidores da vida onde cai a máscara e é revelado a podridão do ser. Casamentos e famílias falidas, vida financeira desregrada, politicagem eclesiática e secular à base de troca de favores, são só alguns exemplos da desfaçatez de valores éticos desses personagens.

5º Idolatram títulos eclesiásticos, não admitem serem chamados pelo nome. Sim senhor, não senhor, apóstolo, bispo, pastor, reverendo é essencial se quiser manter um bom relacionamento com “Sua Santidade”, caso contrário ficará relegado à indiferença ou serás responsável por um surto de crise de identidade na celebridade gospel.

6º Nas assembléias disputam os primeiros assentos, manter a pose é prioridade. Não lhe tome o assento de honra. Ele é capaz de te expor, envergonhar, difamar e até brigar em público para sair bem na foto.

7º Suas mensagens são sempre bombásticas, holofotes voltados pra si é questão de sobrevivência. A prédica deles mais se parece com produção “hollywoodyana”. Matrix, Jornada nas estrelas, Ghost, parecem produções de fundo de quintal perto de suas apresentações espetaculares. Não conseguem trafegar no normal (ordinário), somente no bombástico (extra-ordinário) que cause admiração (frenesi) nos seus espectadores.

8º Fazem de tudo para serem solicitados, mas o cachê tem de ser pré-combinado e pré-depositado. Aqui, vale até propaganda em rádio pirata. Tudo para a divulgação do “EUVANGELHO”. Mas nem pense em recolher uma oferta voluntária após a reunião, que você está fadado a ficar na mão.

9º Em suas preleções não faltam trilha musical, manipular emoções é fundamental. Histeria é alvo inegociável. Trilha sonora “Home Theater” manipulada por um sonoplasta com aumento de volume nas frases de efeito e diminuição nos momentos de comoção, fazem parte do show. Proporcionar uma reunião narcotizante, que mexa com as emoções, e tire o povo da realidade diminuindo a capacidade de raciocinar nem que seja por algumas horas, é sua especialidade.

10° Mostrtam zelo excessivo com as ovelhas gordas, descaso total com as ovelhas magras. Preocupam-se com o sofrimento dos irmãozinhos “empresários” que não tem quem lhes defenda, mas os irmãos mais pobres que já são experimentados na fé, esses se viram sozinhos. Como diria o “Justo Veríssimo”, personagem do Chico Anísio: “Eu quero que pobre se exploda!”.


A lista é sucinta para dar a oportunidade de interação àqueles que já observaram tais desvios e sintomas e querem colaborar com as constatações para ampliarmos as informações no combate a essa doença crônica...


Em Coneção da Graça via Genizah

Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2011/02/os-dez-sintomas-do-lobismo-eclesiastico.html#ixzz1F5CNAdiG
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

Diário da Garota Cristã

Minha amiga @garota_crista e meu amigão @garoto_cristao, que conheço do Twitter e depois fui a fundo conhecer o ministério deles. Conheçam agora "O DIÁRIO da GAROTA CRISTÃ!"

Tou carentão...


É inacreditável a quantidade de pessoas que atualmente se perdem nesse erro da "carência". A gente por vezes, por estar sozinho e não aparecer "a pessoa de Deus" ficamos arriscando com todos que passam na nossas frentes. Akele que der bola e tbm tiver com a mesma necessidade, vamos nessa. Um erro tão absurdo que nem notamos que estamos errando. Vamos na empolgação do desejo da carne e nada de perguntar a Deus se tá tudo certo. Oração ZERO!

Uma vez, há uns 4 anos atrás, falei uma verdadeira pérola pro meu pastor quando ele disse pra mim "João, tem calma q um dia a pessoa de Deus virá pra vc". Eu falei algo que hj eu rio MUITO, mas que é algo que acontece com muitos: "pastor, se ele não mandou a que não é dele ainda, vai mandar a dele quando?"

Do que adianta ficar procurando benção onde não tem?

Se vc gosta de alguém e esse alguém tbm de vc, devem os dois ANTES de tudo orarem MUITO, mais muito mesmo antes de assumirem compromissos mais sérios. Empolgação no fim acaba logo, e se Deus não for o controle, o cordão não terá TRÊS DOBRAS, como Eclesiastes fala, e sim apenas duas. E duas dobras podem se romper bem mais rápido que três (e quando Deus é a terceira dobra, as chances de romper são as menores que você possa imaginar).

Cuidado com a "carência". Eu fui muito vítima dela. Sabe o que eu ganhei dando corda pra ela? Muita, mas MUITA decepção. Espero que quem ler esse post possa repensar seus relacionamentos, se eles realmente estão na aprovação divina.

Deus abençoe a todos.

Cansei de ser sério...


Muitos homens e mulheres de Deus chegam um ponto de sua caminhada na vida amorosa em que decidem "jogar tudo pro alto". Jogar todos seus valores fora, ir naquele ditado de "a/o primeira/o que aparecer eu pego", "caiu na rede é peixe" e etc.

Não duvido de que você venha até a apanhar um peixe em sua rede ao invés de sapatos ou garrafas, mas que peixe será? Será um peixe limpo, bem nutritivo, ou será um peixe venenoso?

Assim tbm é a vida sentimental. Vc acha q está abafando pq tá investindo "nakela GATA", akela "dos seus sonhos". E a vida espiritual dela? Será que ela tem comunhão com DEUS? Será que ela realmente quer viver a realidade do Evangelho? Será que ela quer realmente algo sério com vc?

Fico triste quando vejo muitos homens e mulheres de Deus abandonando seus valores de fé por causa do "amor" (ou melhor, da paixão né?) O desespero e a carência são dois monstros que tentam devorar a todos nós. Eu mesmo passo MUITO por isso, por essa carência e esse medo de ficar só, de sofrer "só". Mas não, nós não sofremos sós. Esquecemos muitas vezes que Deus está do nosso lado, em nossa busca desenfreada de satisfazer nossos sentimentos. Que possamos derramar nossa alma nas mãos de Deus e possamos aprender a esperar em Deus. Como diria o Metal Nobre: "ESPERAR EM DEUS É MUITO MAIS QUE SONHAR! VIVER NA LUZ É TER QUE SE ENTREGAR!"

Entreguemo-nos nas mãos do Nosso Deus!

Não sou perfeito, eu não esqueço

"Quando me vi tendo de viver
Comigo apenas e com o mundo
Você me veio como um sonho bom
E me assustei
Não sou perfeito
Eu não esqueço"

Essa música, "Teatro dos Vampiros" de Legião Urbana, sempre achei linda demais. E ela fala de diversos temas diferentes, mas o centro é o amor. E as vezes, no amor entre duas pessoas, o medo aparece do nada até mesmo nos melhores sonhos de romance. Vejo casais que não reconhecem a imperfeição de si próprios, nem respeitam a imperfeição do outro, e se separam por motivos por vezes até banais. Inclusive no mundo cristão. Uma coisa q me entristeço pacas é ver um relacionamento acabar pelo coração duro de um dos envolvidos no relacionamento ou do de ambos, que não aceitam as dificuldades um do outro.

Olha, falo como alguém que já sofreu pra caramba em relacionamentos frustrados por corações duros: NÃO EXISTE RELACIONAMENTO PERFEITO. Vc dirá "eu sei disso faz tempo". Se sabe, pq AINDA PROCURA RELACIONAMENTO PERFEITO?

O que me entristesse é que o relacionamento a dois foi feito pra q um ajudasse o outro, portanto ajudasse a superar os defeitos um do outro, não importa o quanto doa, nem quanto tempo tenha q sofrer junto com a pessoa. O amor TUDO ESPERA E TUDO SUPORTA! E quem ama a outra pessoa, não ama pra si, mas por ela. Que Deus nos faça entender um dia o que é amar.

Entretanto, nunca devemos esquecer tbm que um relacionamento deve começar no CONTROLE DE DEUS. Se não estiver começando nesse sentido, infelizmente de nada adiantará tentar remendar o q já começou mal.

Dedico esse post a algumas pessoas que estão sofrendo atualmente por relacionamentos desfeitos.

Carta aberta do Rei Momo às igrejas



Gostaria de expressar minha gratidão por deixarem a cidade inteiramente entregue ao meu reinado. Acho que refugiar-se num retiro foi a melhor coisa que vocês poderiam fazer durante o período carnavalesco.

Estou muito à vontade. Não se preocupem com as almas perdidas, eu cuidarei de cada uma delas pessoalmente, garantindo-lhes muita folia, seguida de tristeza sem fim. Confetes sucedidos de cinzas, fantasias em vez de vestes de louvor, espírito abatido em vez de alegria perene.

Eu deveria condecorar vocês! Seus pastores são meus heróis. O que seria do carnaval se vocês continuassem por aqui, nos importunando, com suas igrejas abertas para receber meus súditos? Prefiro vê-las com as portas fechadas... assim, pelo menos, tenho a cidade inteira ao meu dispor.

Desejo que vocês se divirtam durante o retiro. Ouço dizer que alguns de vocês aproveitam para aprontar as suas... Já até liberei alguns enviados especiais para garantir certa medida de libertinagem lá.

Meninos... comportem-se! Ou pelo menos, finjam isso.

Às vezes penso que a diferença entre meus súditos e eles é que meus súditos tiram as máscaras durante o carnaval, eles não.

Parabenizem seus líderes! Muitos deles me desdenham, mas servem ao meu primo Mamom. Ou vocês nunca pararam pra pensar que é mais barato pular carnaval do que pagar por um retiro desses?

Ah... já ia me esquecendo. Agradeço também àqueles que montaram seus próprios blocos, segundo eles, com o propósito de evangelizar durante a minha festa. Bobos esses meninos! Eles têm mais de trezentos dias do ano para isso, mas preferem colocar o bloco na rua justamente quando ninguém está disposto a ouvi-los. Muitos deles aproveitam a boa justificativa pra matar saudade do mundo...

Tem uns chatos aqui que insistem em manter a igreja aberta, e ficam de plantão para atender aos foliões... Quem eles pensam que são? Ousam desafiar o meu reinado? Eles caminham pelas avenidas esboçando um olhar misericordioso e um sorriso discreto. Agem como se fossem agentes secretos de outro reino invadindo meu domínio. Preciso tomar cuidado com esses, pois são perigosos, subversivos e extremamente nocivos.


Publicado originalmente em 11/02/2010
Texto de autoria de Hermes C. Fernandes

___________________________________________________________

Nessas horas, eu começo a questionar MESMO o valor de um "acampamento".

Sobre produtos e marcas envolvidas com o Satanismo




Por Neiva Brum Teixeira Gomes


Antes de ir fazer missão nos E.U.A., eu acreditava em muita coisa que armavam de colagens e inventavam, a respeito da Procter&Glamber, Coca-cola, Walt Disney, e ao chegar lá descobri que tudo não passava de uma grande armação de concorrentes desonestos para vender mais. Por exemplo, me mostraram quando eu era mais nova que o dono da Procter&Glamber era satanista e até me mostraram recorte de jornal. Moral da História, o cara é de New Jersey, é cristão e sustenta muitos missionários no mundo todo. A fórmula da Coca-cola, por exemplo, foi criada por um Metodista e a sociedade de mulheres da Igreja Metodista nos Estados Unidos detêm uma parte das ações e ajudam a sustentar missionários, e quando elas descobriram que a Coca-cola do Brasil criou uma cerveja, a Kaiser, elas deram a eles meses para venderem, desfazer a marca ou passariam a representar Coca-cola no Brasil diretamente. Eles tiveram que vender rapidinho.

Walt Disney, antes de morrer, vendeu muitas ações do parque, e seus personagens, e acredite, para a Igreja Batista do Sul, a segunda maior Igreja americana, que ainda é detentora de 35 por cento das ações. No ano de 1985, os gays americanos (que fazem a maior passeata gay do mundo que duram 3 dias a cada ano), resolveram pedir para fechar o parque por 3 dias para que a passeata fosse lá na Disney da Flórida. A Igreja Batista do Sul juntou com outros acionistas, que eram católicos tradicionais, e formaram maioria e não permitiram. A partir daí, os gays começaram a avacalhar, por pura retalição a Disney, insinuando que houvesse mensagens subliminares nos desenhos da Disney com apologia à pornografia.



Em tempo, a Hello Kitty não é uma boneca sem boca que uma mulher americana que teve uma filha sem boca consagrou ao diabo, antes, trata-se de uma boneca estritamente japonesa, e os gatos lá, tanto como na China, são animais que, segundo se diz, traz saúde, paz e dinheiro, e tem uma turminha de gatos da qual a Hello Kitty faz parte.




* Trecho da resposta dada por Neiva Brum Teixeira Gomes, missionária metodista brasileira nos EUA, à uma amiga pelo orkut, depois que esta lhe enviou um vídeo que relacionava tais marcas e personagens ao Satanismo.

Do Blog do Hermes C. Fernandes

Comentários do Postador: Desde que comecei a ter consiência dos "alertas" que muito pregadores fazem a essas coisas, comecei a terum certo repúdio a isso, inclusive escrevi uma música baseada nas "nóias" desses "missionários".

Quero ser completamente teu

Frase tão falada por casais de filmes, essa frase devia na verdade representar uma entrega ainda maior, e q muitos de nós (talvez TODOS) estamos tão distantes de conseguir: ser completamente de Deus. Mergulhar na plenitude do Seu Espírito e de Sua Vontade. Desde sábado penso nisso depois da ministração do baRuque no V.E.R., depois no domingo na Igreja Batista Chama Viva q fui visitar, e hj quando estava fazendo meus primeiros testes admissionais comecei a pedir q Deus fizesse a vontade d'Ele. Q se ELE quisesse naquele emprego q Ele me guiasse nos testes e tudo mais. Esses dois primeiros eu passei. Não sei quanto aos outros, mas q DEUS faça o melhor. Quero q Ele seja MEU DEUS. Meu Deus não pq eu digo q Ele é soberano, mas sim pq Ele É soberano na minha vida e deve me guiar em tudo. Se é pra eu estar nesse emprego, se não é, se devo continuar a faculdade, tentar outra, parar, se é pra eu namorar com certo alguém, se é pra eu esperar mais, se é pra eu ser eunuco, q TUDO seja na dispensação e graça d'Ele e que Ele seja glorificado!

"Quero ser completamente Teu e entregar o coração a Ti, Senhor e Rei, não sei viver sem teu amor" Asas da Profecia - Completamente Teu

Também escrevi esse texto no CMFreak

Você se acha inútil?

Assista esse vídeo e veja que de inútil você NÃO TEM NADA!

Porque és o avesso do avesso…

Ele nos fez sacerdotes….

… Nós criamos o clero

Ele nos tornou casa de Deus…

… Nós construímos templos

Ele rasgou o véu…

… Nós tentamos remenda-lo

Ele nos mostrou o caminho estreito…

… Nós escolhemos as vias espaçosas

Ele apontou para o próximo…

… Nós olhamos para nossos umbigos

Ele nos deu a graça…

… Nós desejamos pagar por nossa redenção

Ele nos deu seu Filho…

… Nós o rejeitamos

Ele…

… Nós

Extraído de Por Ele

Maldita Religião "Cristã"

Maldito o dia em que transformaram Jesus em religião
Maldito o dia em que apagaram tua luz e acenderam a de uma placa de igreja
Maldito o dia em que mandaram te aceitar como quem aceita um cargo
Maldito o dia em que eu mesmo achei que o Senhor era só uma muleta e não Meu Deus
Maldito o dia em que eu quis me achar superior sobre quem não estava na videira
Maldito o dia em que eu olhei pra posições humanas e esqueci de que O Senhor era humilde
Malditos dias
Maldita religião

Dançando à luz do Amor


“A quem, pois, compararei os homens desta geração, e a quem são semelhantes? São semelhantes aos meninos que, assentados nas praças, clamam uns aos outros: Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamos lamentações, e não chorastes.” Lucas 7:31-32

Com estas palavras, Jesus denunciou a apatia daquela geração, que não se satisfazia com nada, mas que sempre buscava motivos para criticar, zombar, escarnecer. Ele diz mais: “Pois veio João Batista, que não comia pão nem bebia vinho, e dizeis: Tem demônio. Veio o Filho do homem, que come e bebe, e dizeis: Eis aí um homem comilão e bebedor de vinho, amigo dos cobradores de impostos e dos pecadores” (vv.33-34). Repare nisso: nem mesmo Jesus, o homem perfeito, justo, foi capaz de agradá-los.

Parece-me que aquela geração não é muito diferente da nossa. As pessoas nunca se contentam com o que têm, ou mesmo com o que são. Isso ocorre também no campo dos relacionamentos. É mais fácil apontar os defeitos, do que identificar as virtudes. Fulano não serve porque é muito devagar. O outro não serve porque é atirado demais. Ela é bonita, mas não é prendada. Ou ela é do tipo Amélia, mas não é bonita. A gente sempre destaca os pontos negativos, esquecendo que também não somos perfeitos. Que bom que sempre há um chileno velho para um pé torto…rs

Para que um relacionamento amoroso funcione, não é necessário que encontremos a pessoa ideal, mas que aprendamos a conviver com a pessoal real.

A vida é um salão de dança. Começar um relacionamento é como tirar alguém pra dançar. A gente passa os olhos, verifica se ainda há alguém sem par, se aproxima pra ver se a pessoa é interessante, lança um olhar pra ver se fisga… estende a mão, e a convida para a próxima dança.

Aquela dança tem tudo pra dar errado. Mas também tem tudo pra dar certo. Tudo vai depender da habilidade de ambos em acompanhar os passos um do outro.

A primeira coisa a ser considerada quando se começa a dançar é a música. Seus passos precisam estar no compasso do seu ritmo. Imagine se um dos parceiros estiver com um fone no ouvido, ouvindo outra canção. Seus passos vão acompanhar a canção do fone, enquanto os do seu companheiro acompanharão a do salão. Um acidente será inevitável. E se a música que ela estiver ouvindo no fone for lenta, e a que estiver tocando no salão for animada? Imagine o descompasso…

Assim é o relacionamento a dois. Tem que ter a mesma trilha sonora. Isto é, ambos precisam estar sentimentalmente sintonizados. Se forem dirigidos por interesses diferentes, será como se cada um dançasse sua própria música. Se a mulher é romântica, enquanto seu parceiro está pensando somente naquilo, será como se ela dançasse valsa e ele tango. É claro que de vez em quando, troca-se a música, e isso requererá que os dançarinos acertem os passos. Há momentos para valsa, e há momentos para um tango bem assanhado. Há momentos de dançarmos uma música bem animada, e há outros de dançarmos coladinhos. O que não podemos é perder a sintonia com o outro.

É sobre os diversos ritmos da vida que o escritor de Eclesiastes fala: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu (…) tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; tempo de espalhar pedras, tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar” (Ec.3:1,4-5). O problema começa quando para um é tempo de chorar, enquanto para o outro é tempo de rir. Um quer abraçar, o outro prefere ficar sozinho. Nestas horas, temos que acertar os passos, para não tropeçarmos no outro.

Veja a recomendação de Paulo:

“Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos a mesma coisa, e que não haja entre vós divisões, para que sejais unidos no mesmo sentido e no mesmo parecer” (1 Co.1:10).


Não basta dançar a mesma música, tem que acompanhar os passos de quem está guiando. As Escrituras ensinam que compete ao marido a liderança do lar. Portanto, nesta dança, ele é o guia. A mulher precisa relaxar e confiar, seguindo os passos do seu par. Se ele a conduz para um lado, mas ela o empurra para outro lado, o que deveria ser uma dança harmônica, se tornará num “samba do crioulo doido”.

Mesmo estando a cargo da liderança da família, nada impede que o marido ouça a opinião de sua amada, e atenda aos anseios do seu coração. Poderia dizer-se que o marido dá a direção, o sentido, mas a mulher dá a cadência, o ritmo. Diz-se que se o homem é o cabeça, a mulher é o coração.

Veja ainda outra recomendação do apóstolo:

“Completai a minha alegria, para que tenhais o mesmo modo de pensar, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, pensando a mesma coisa. Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade, cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus” (Fp.2:2-5).


Não se trata de uma competição pra ver quem se sai melhor no salão. Embora cada um tenha seu próprio espaço, e que deve ser respeitado pelo outro, eles estão dançando juntos. São parceiros, não adversários. Portanto, há que se ter cuidado para não pisar no pé do outro, nem fazer movimentos bruscos ou empurrar. Se um se atrapalha, o outro também sai perdendo. Por isso, em vez de competir, coopere. Em vez de criticar, encoraje. Em vez de interromper o fluxo, dê-lhe vazão.

Isaías, profetizando acerca de Cristo, diz que Ele “não clamará, não se exaltará, nem fará ouvir a sua voz na praça. A cana ferida não quebrará, e não apagará o pavio que fumega” (Is.42:2-3). Em outras palavras, Jesus não corta o barato de ninguém. Ele prefere animar, estimular, impulsionar. Que bom seria se O tomássemos como exemplo em nossos relacionamentos. Se há algum fogo, não o apague, antes, alimente-o. Se o que restou de seu casamento for água, transforme-a em vinho. Não seja um estraga-prazer.

Dançar é saber administrar o espaço. Quando um dá um passo à frente, o outro dá um passo atrás, num vai e vem interminável. O espaço do outro deve ser respeitado, jamais invadido. A privacidade deve ser um bem cultivado. Há momentos em que precisamos ficar só. É como a dança em que os corpos se afastam um do outro, para depois se reencontrar.

Dançar também é arte de promover o encontro. Não apenas o encontro de corpos, mas também de almas, de sentimento, de propósito. Para isso, o salão precisa ter alguma luz. Se as luzes estiverem todas apagadas, os dançarinos correm o risco de se colidirem. João diz em primeira epístola que “aquele que ama a seu irmão permanece na luz, e nele não há nenhum tropeço” (1 Jo.2:10). É o amor o holofote que ilumina o salão, promovendo encontros, e não colisões.

Às vezes ocorrem pequenos acidentes. Num momento de distração, pisamos no pé da pessoa amada, magoamos seu coração. Mas não é preciso parar de dançar pra consertar o erro. Basta um elegante pedido de desculpas, sussurrado no pé do ouvido, e pronto, a dança continua.

Por Hermes C. Fernandes

Deus nos livre de um Brasil evangélico

Começo este texto com uns 15 anos de atraso. Eu explico. Nos tempos em que outdoors eram permitidos em São Paulo, alguém pagou uma fortuna para espalhar vários deles, em avenidas, com a mensagem: “São Paulo é do Senhor Jesus. Povo de Deus, declare isso”.

Rumino o recado desde então. Represei qualquer reação, mas hoje, por algum motivo, abriu-se uma fresta em uma comporta de minha alma. Preciso escrever sobre o meu pavor de ver o Brasil tornar-se evangélico. A mensagem subliminar da grande placa, para quem conhece a cultura do movimento, era de que os evangélicos sonham com o dia quando a cidade, o estado, o país se converterem em massa e a terra dos tupiniquins virar num país legitimamente evangélico.

Quando afirmo que o sonho é que impere o movimento evangélico, não me refiro ao cristianismo, mas a esse subgrupo do cristianismo e do protestantismo conhecido como Movimento Evangélico. E a esse movimento não interessa que haja um veloz crescimento entre católicos ou que ortodoxos se alastrem. Para “ser do Senhor Jesus”, o Brasil tem que virar "crente", com a cara dos evangélicos. (acabo de bater três vezes na madeira).

Avanços numéricos de evangélicos em algumas áreas já dão uma boa ideia de como seria desastroso se acontecesse essa tal levedação radical do Brasil.

Imagino uma Genebra brasileira e tremo. Sei de grupos que anseiam por um puritanismo moreno. Mas, como os novos puritanos tratariam Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Maria Gadu? Não gosto de pensar no destino de poesias sensuais como “Carinhoso” do Pixinguinha ou “Tatuagem” do Chico. Será que prevaleceriam as paupérrimas poesias do cancioneiro gospel? As rádios tocariam sem parar “Vou buscar o que é meu”, “Rompendo em Fé”?

Uma história minimamente parecida com a dos puritanos provocaria, estou certo, um cerco aos boêmios. Novos Torquemadas seriam implacáveis e perderíamos todo o acervo do Vinicius de Moraes. Quem, entre puritanos, carimbaria a poesia de um ateu como Carlos Drummond de Andrade?

Como ficaria a Universidade em um Brasil dominado por evangélicos? Os chanceleres denominacionais cresceriam, como verdadeiros fiscais, para que se desqualificasse o alucinado Charles Darwin. Facilmente se restabeleceria o criacionismo como disciplina obrigatória em faculdades de medicina, biologia, veterinária. Nietzsche jazeria na categoria dos hereges loucos e Derridá nunca teria uma tradução para o português.

Mozart, Gauguin, Michelangelo, Picasso? No máximo, pesquisados como desajustados para ganharem o rótulo de loucos, pederastas, hereges.

Um Brasil evangélico não teria folclore. Acabaria o Bumba-meu-boi, o Frevo, o Vatapá. As churrascarias não seriam barulhentas. O futebol morreria. Todos seriam proibidos de ir ao estádio ou de ligar a televisão no domingo. E o racha, a famosa pelada, de várzea aconteceria quando?

Um Brasil evangélico significaria que o fisiologismo político prevaleceu; basta uma espiada no histórico de Suas Excelências nas Câmaras, Assembleias e Gabinetes para saber que isso aconteceria.

Um Brasil evangélico significaria o triunfo do “american way of life”, já que muito do que se entende por espiritualidade e moralidade não passa de cópia malfeita da cultura do Norte. Um Brasil evangélico acirraria o preconceito contra a Igreja Católica e viria a criar uma elite religiosa, os ungidos, mais perversa que a dos aiatolás iranianos.

Cada vez que um evangélico critica a Rede Globo eu me flagro a perguntar: Como seria uma emissora liderada por eles? Adianto a resposta: insípida, brega, chata, horrorosa, irritante.

Prefiro, sem pestanejar, textos do Gabriel Garcia Márquez, do Mia Couto, do Victor Hugo, do Fernando Moraes, do João Ubaldo Ribeiro, do Jorge Amado a qualquer livro da série “Deixados para Trás” ou do Max Lucado.

Toda a teocracia se tornará totalitária, toda a tentativa de homogeneizar a cultura, obscurantista e todo o esforço de higienizar os costumes, moralista.

O projeto cristão visa preparar para a vida. Cristo não pretendeu anular os costumes dos povos não-judeus. Daí ele dizer que a fé de um centurião adorador de ídolos era singular; e entre seus criteriosos pares ninguém tinha uma espiritualidade digna de elogio como aquele soldado que cuidou do escravo.

Levar a boa notícia não significa exportar uma cultura, criar um dialeto, forçar uma ética. Evangelizar é anunciar que todos podem continuar a costurar, compor, escrever, brincar, encenar, praticar a justiça e criar meios de solidariedade; Deus não é rival da liberdade humana, mas seu maior incentivador.

Portanto, Deus nos livre de um Brasil evangélico.

De Site do Ricardo Godim

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Palavras da Verdade

2014 (1) Aborto (4) acepção de pessoas (2) adoração (7) adversidade (1) África (1) amizade (1) amor (15) amor de Deus (11) aniversário (1) ano novo (2) anorexia (1) ansiedade (4) anticristo (1) antropocentrismo (1) Apologética (9) Apologética - Ekklésia (2) Apologia (1) arado (1) Argumento Cosmológico (1) arte (1) artes marciais (1) árvore da vida (1) Assembléia de Deus (1) astrologia (1) ateismo (1) ateísmo (4) atitude (3) ato profético (2) auto-estima (2) banda (1) Banda Envoy (1) batalha espiritual (1) batalhas (1) Beijo (2) bençãos (1) Bíblia (10) bíblico (1) blasfêmia (4) blog (3) boatos (2) brasil (2) C. S. Lewis (1) caminho (2) capitalismo (1) Carnaval (3) Cartas (2) cartas de Paulo (1) casamento (6) casamento homossexual (1) cds (1) Céu (1) chavões (1) Ciência e Fé (1) citações (1) CMFreak (1) coisas da alma (1) Comportamento (5) Confiança em Deus (5) confiar (1) confissão (1) conflitos (2) conforto (1) conhecimento (1) consumismo (4) contenda (3) contexto (1) controle de Deus (5) convicção (1) cordeiro (1) corrupção (1) Cosmovisão (1) Cotidiano (13) crente raimundo (2) crer (1) Criação do mundo (1) crianças (5) crime (1) cristão (8) cristianismo (5) Cristo (6) critica (1) críticas (5) Crônicas Eclesiásticas (1) cruz (4) cultura (1) cura espiritual (1) Davi (1) decepção (1) declarações falsas (1) degradação dos lares (1) democracia (1) Denúncias - Falsas doutrinas (4) dependência de Deus (4) depressão (1) desabafo (2) desafios (1) Desciclopédia (1) desejos carnais (1) desperdício (1) desprezo (2) Destaque (1) Destaques (1) destinos (2) Destruíndo a mentira (4) desviados (1) Deus (16) Devocionais (2) devocional (1) Dia das Crianças (2) diabo (1) dicotomias (1) dinheiro (1) direito animal (1) discussões (1) distorção (1) divisão (3) divórcio (1) dízimo (1) dízimos (1) doutrinas (2) download (6) droga (1) Ebooks (7) Edir Macedo (3) egoísmo (1) Eleições 2010 (2) Eliel Vieira (2) elogios (1) erros (4) escarnecedor (1) escolhas (1) Espírito (1) espiritualidade (6) estilo musical (3) estudos (4) eternidade (1) eu (3) evangelho (13) Evangelicalismo (2) Evangelismo (7) Eventos (2) exegese (1) exéquias (1) Existência de Deus (1) experiências (1) Expiação (1) expressões idiotas (1) extremismo (1) falatório (1) falsa (1) falsos apóstolos (2) Falsos profetas (6) fama e fortuna (1) família (2) fanatismo (2) farisaísmo (9) (9) feiura (2) felicidade (1) feminismo (1) festa (2) Ficha Limpa (1) fidelidade (1) filhos (1) Filosofia (2) Fofoca (7) fogueira santa (1) fome (1) forever alone (4) frases (1) fundamentalismo (6) futuro (2) Garota Cristã (1) Genizah (5) glória apenas a DEUS (4) Gospel (18) graça (5) guerra (1) Hardcore cristão (1) hebraismo (1) hedonismo (2) Heresias (10) Hermes Fernandes (2) hino (1) Hipocrisia (3) Homem (3) Homossexualidade (3) homossexualismo (1) honestidade (1) honra (1) humor (10) idéias (1) Idolatria (3) Igreja (20) igreja adormecida (11) Igreja Batista Westboro (1) Igreja não-institucional (1) Igreja Universal (1) imagens (6) imoralidade (1) ímpio (1) Internet (1) interpretações (2) intervenção (1) Intimidade (2) ironia (2) Jesus (20) João Batista (1) jornada (1) José Wellington (1) jugo desigual (1) Juízo Final (1) justiça (2) juventude (1) le penseur (5) legalismo (1) lembranças (1) letras (32) liberdade religiosa (1) LIBRAS (1) Liderança. Missões (1) líderes evangélicos (3) links (1) liturgia (1) Livre Pensamento (1) lixo (3) Lobos (1) logos (1) loucura (1) louvor (4) louvorzão (1) lutas (2) luz (1) Macumba (1) mandinga (1) manifesto (2) manipuladores (1) Marco Feliciano (2) Marketing da Fé (1) Martin Luther King (1) masturbação (2) meditação (4) meditações (7) Melhor de Deus (1) memorando (5) meninas (1) mensagem (1) Mensagens (1) mentiras (2) mercantilismo (2) metal (9) mídia (2) milha (1) ministério (1) Ministérios Jovens (1) missionários (2) missões (7) missões urbanas (4) misticismo (1) Modas (1) momentos (1) moral (1) Morte por amor (1) Movimento Underground (6) mulher (1) mundanismo (2) mundo (1) musica (1) música (40) Música para crianças (1) música ruim (4) Música secular (4) namoro (5) Não Morda a Maçã (1) natal (1) natureza (2) Necessidades Espirituais (1) Negar a fé (2) neopentecostalismo (2) neutralidade (1) Nostradamus (1) notícias (2) nova era (1) Nova geração (1) obra de Deus (2) obrigação (1) ocidente (1) ódio (1) ofertas (1) óleo santo (2) Opinião (1) oração (3) orgulho (1) paciência (1) padrão de beleza (3) pagão (1) paixão (3) palavra (2) palavras (1) para pensar (1) parábolas (1) parcialidade (1) partidarismo (1) Pascoa (1) pastor (3) pastores ladrões (4) Paulo (1) paz (1) pecado (12) pedofilia (1) pensamentos (14) pentecostalismo (1) perfeito (1) perguntas (1) perversão sexual (3) pessoas (1) planeta (1) planos (1) pobreza (1) Podcast (1) poder de Deus (1) poema (1) Poeminhas (2) Poesia (10) politica (4) política (7) ponto eletrônico (1) Pornografia (3) portas abertas (1) práticas humanas (4) preconceito (4) pregação (2) prostituição (1) protesto (1) Provérbios (1) Púlpito (1) Púlpito Cristão (3) púlpito político (6) R.R. Soares (1) rapidinha (1) razão (1) realidade (1) rebelde (1) reflexão (24) reflexões (36) Rei (1) Reino (2) rejeição (1) relacionamento amoroso (3) Relacionamentos (4) religião (2) religiões (2) religiosidade (12) Renascer em Cristo (1) Renato Vargens (2) respeito (2) Resposta dos hereges (2) reviews (1) Ricardo Gondim (2) ritmo (1) rock (2) romanos (1) rosa ungida (1) sabedoria (3) sacrifício (3) Salmos (1) salvação (2) Samuel Câmara (1) Sandro Baggio (1) santidade (7) Santificação (3) Santo (1) Sarah Sheeva (1) satanismo (4) Satanologia da Prosperidade (19) saudade (1) Secular (1) segredos (1) sentimentos (6) ser completo (1) sexo (8) Shows (3) signos (1) Silas Malafaia (8) símbolos (1) sinais (2) soberania (2) Sociedade (4) sofrimento (2) solidão (1) solteiros (1) sonhos (1) Steve Jobs (1) stress (1) subversão (1) sujeira (2) talentos (1) televangelismo (1) tempo (1) Tempo pra Deus (1) teocracia (1) Teologia (3) Teologia da Prosperidade (15) teologia relacional (1) Teoria da Conspiração (2) terapia do amor (24) terrorismo (1) Testemunhos (2) texto fora de contexto (1) trabalho (3) tradução (3) traição (3) tribos urbanas (1) tribulação (1) Twitter (1) UFC (1) unção (1) V.E.R. (2) Valdomiro Santiago (1) valores (3) ventre (1) verdade (10) verdades (5) Vício (1) vida (6) vida cristã (10) vida sentimental (34) vidas (1) Vídeo (9) Vídeos (12) vingança (1) violencia (1) vitória (1) volta de Cristo (1) vontade de Deus (5) voto consciente (2) William Lane Craig (1)