Casa de Mateus, Casa de Oração (Igreja não isolada, Parte I)



E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na alfândega um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.
E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.
Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu nào vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

Mateus 9:9-13
E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na alfândega um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.
E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.
Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu nào vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

Mateus 9:9-13
E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na alfândega um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.
E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.
Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu nào vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

Mateus 9:9-13
E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na alfândega um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.
E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.
Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu nào vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

Mateus 9:9-13
E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na alfândega um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.
E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.
Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu nào vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

Mateus 9:9-13
E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na alfândega um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.
E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.
Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

Mateus 9:9-13

E, depois disto, saiu, e viu um publicano, chamado Levi, assentado na recebedoria, e disse-lhe: Segue-me.
E ele, deixando tudo, levantou-se e o seguiu.
E fez-lhe Levi um grande banquete em sua casa; e havia ali uma multidão de publicanos e outros que estavam com eles à mesa.
E os escribas deles, e os fariseus, murmuravam contra os seus discípulos, dizendo: Por que comeis e bebeis com publicanos e pecadores?
E Jesus, respondendo, disse-lhes: Não necessitam de médico os que estão sãos, mas, sim, os que estão enfermos;
Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento.

Lucas 5:27-32
  
 A foto acima deveria meio que apresentar como seria o banquete na casa de Mateus/Levi, relatada na Bíblia com detalhes principalmente em Mateus 9 e Lucas 5. Mas eu diria mais, quer uma possível real imagem de como foi o banquete naquele lar naquele momento?







Então, se transportássemos pros dias atuais, seria mais ou menos essa a cena do banquete:







Talvez tivesse isso:



Ou isso:







Ou talvez coisas piores. Quem sabe? Mas o fato é que foi assim que estava o ambiente em que Jesus entrou na casa de Mateus: um ambiente com muitos pecadores, muitas pessoas desesperadas por Deus. Muitos publicanos, meretrizes e pessoas as quais o resto da cidade onde Mateus vivia certamente tinha repúdio, até mesmo nojo, e não faziam a menor questão de participar da festa juntamente com ele.

A pergunta que fica é: como poderia ser uma casa dessas uma CASA DE ORAÇÃO, como o título sugere?

Mais do que um trocadilho com uma conhecida música gospel que não me acrescenta em nada meu conceito sobre igreja, esse artigo é uma amostra real de qual é a missão da igreja: não somos Joões Batistas, que se isolam num deserto aguardando o povo vir até nós e se converterem. NÓS é q temos que nos enfiar no meio deles. Como JESUS e os primeiros discípulos fizeram. Iam de casa em casa, independente se a casa tinha cristãos todos ou nenhum, eles iam e faziam a sua missão. E assim havia um crescimento real, em quantidade, em qualidade e em fidelidade, principalmente, uma das coisas que mais falta hoje em dia. Porque de quantidade, tem muita igreja entupida. De qualidade, um monte de igreja é lotada de teólogos e sábios na Palavra. Mas Deus preferiu as coisas loucas desse mundo pra confundir as sábias, e as loucas são capazes de, em sua fidelidade a Deus, entrarem em locais improváveis e lá transformar, mesmo em meio às algazarras e pecados, numa casa de oração. Numa casa de transformação. Onde outros loucos irão sair de lá fiéis a Deus, e se não aparecerem esses num canto, é bater a poeira no chão e glorificar a Deus por ter sido usado para plantar as sementes (o crescimento Deus dará a seu tempo) e por ser perseguidos para a glória do Deus vivo. "Retiraram-se pois da presença do conselho regozijando-se de terem sido julgados dignos de padecer afronta pelo nome de Jesus" (Atos 5:41)

Que tenhamos coragem de não só em "evangelismos", "cultos evangelísticos", "cruzadas" e similares transformar todo território que pisarmos em casa de salvação. Em Lucas 19 um outro publicano de nome Zaqueu também fez um banquete em sua casa, com Jesus como participante, e lá houve salvação (v.9). Tenhamos coragem de sofrer por amor de Cristo e até morrer por isso, mas não deixemos de proclamá-lo em nenhum lugar, por mais "endiabrado" ou "imundo" que tal lugar pareça. Não nos isolemos em templos, SEJAMOS templos de Cristo em todo lugar que enfiarmos nossos pés!

Aguardem, essa semana ainda, virá a parte II desse estudo.

Como todos conhecerão que somos discípulos de Cristo?



Há os que esperam se você fala em um monte de língua bizarra ou fica rodopiando na igreja
E os que esperam que você conheça todas as institutas de algum reformador e saiba muito
Tem gente que acha que é pelas "bençãos" que você alega ter recebido dele
Ou pela posição social impressionante que você aparenta ter chegado
Alguns dizem por aí que conhecerão pela roupa que vestimos
Outros, pela Bíblia que carregamos no sovaco
Tem aqueles que falam que seria pela carteirinha de membro ou certidão de batismo
Muitos acham que é se você se faz pobre pra caramba ou ajuda todas as ONGs do universo

Mas meu Senhor me disse que bastava eu saber amar meus irmãos de verdade, tal como Ele nos amou, e nisto todos saberiam que nós seríamos seus discípulos, se amássemos uns aos outros.

Sem amor, tudo o que eu citei acima, que tantos acreditam cegamente serem formas de mostrar que somos discípulos do Pai de Amor, não passarão de uma zoada imbecil igual à bater colheres em panelas de alumínio.

(João 13:34-35 e uma livre adaptação de I Coríntios 13:1-3)

Dez dicas para não se casar com a pessoa errada



Texto roubado de um grande amigo meu, Jefté Amorim.

Dez dicas para não se casar com a pessoa errada:

1. Você escolhe a pessoa errada porque espera que ele/ela mude depois do casamento.

O erro clássico. Nunca despose um potencial. A regra de ouro é: Se você não pode ser feliz com a pessoa como ela é agora, não se case. Como disse, muito sabiamente, um colega meu: "Na verdade, pode-se esperar que alguém mude depois de casado... para pior!"

Portanto, quando se trata da espiritualidade, caráter, higiene pessoal, habilidade de se comunicar e hábitos pessoais de outra pessoa, assegure-se de que pode viver com estes como são agora.

2. Você escolhe a pessoa errada porque se preocupa mais com a química que com o caráter.

A química acende o fogo, mas o bom caráter o mantém aceso. Esteja consciente da síndrome "Estar apaixonado". "Estou apaixonado" freqüentemente significa "Sinto atração física." A atração está lá, mas você averiguou cuidadosamente o caráter dessa pessoa?

Aqui estão quatro traços de personalidade para serem definitivamente testados:

Humildade: Esta pessoa acredita que "fazer a coisa certa" é mais importante que o conforto pessoal?

Bondade: Esta pessoa gosta de dar prazer aos outros? Como ela trata as pessoas com as quais não tem de ser agradável? Ela faz algum trabalho voluntário? Faz caridade?

Responsabilidade: Posso confiar que esta pessoa fará aquilo que diz que fará?

Felicidade: Esta pessoa gosta de si mesma? Ela aprecia a vida? É emocionalmente estável?

Pergunte-se: Eu desejo ser como esta pessoa? Quero ter um filho com esta pessoa? Gostaria que meu filho se parecesse com ela?

3. Você fica com a pessoa errada porque o homem não entende aquilo que a mulher mais precisa.

Homens e mulheres têm necessidades emocionais específicas, e quase sempre, é o homem que simplesmente "não consegue." A tradição judaica coloca sobre o homem o ônus de entender as necessidades emocionais de uma mulher, e de satisfazê-las.

Para a mulher, o mais importante é ser amada - sentir que é a pessoa mais importante na vida do marido. O marido precisa dar-lhe atenção consistente e verdadeira.

Isso fica mais evidente na atitude do judaísmo para com a intimidade sexual. A Torá obriga o marido a satisfazer as necessidades sexuais da mulher. A intimidade sexual é sempre colocada em termos femininos. Os homens são orientados para um objetivo, principalmente quando se trata desta área. Como disse certa vez uma mulher inteligente: "O homem tem duas velocidades: ligado e desligado." As mulheres são orientadas pela experiência. Quando um homem é capaz de trocar as marchas e torna-se mais orientado pela experiência, descobrirá o que faz sua esposa muito feliz. Quando o homem se esquece de suas próprias necessidades e se concentra em dar prazer à mulher, coisas fantásticas acontecem.

4. Você escolhe a pessoa errada porque vocês não partilham metas de vida em comum e prioridades.

Existem três maneiras básicas de nos conectarmos com outra pessoa:

1. Química e compatibilidade

2. Partilhar interesses em comum

3. Compartilhar o mesmo objetivo de vida

Assegure-se de que você compartilha o profundo nível de conexão que objetivos de vida em comum proporcionam. Após o casamento, os dois crescerão juntos ou crescerão separados. Para evitar crescer separado, você deve entender para que "está vivendo" enquanto é solteiro - e então encontrar alguém que tenha chegado à mesma conclusão que você.

Esta é a verdadeira definição de "alma gêmea." Uma alma gêmea tem o mesmo objetivo - duas pessoas que em última instância compartilham o mesmo entendimento ou propósito de vida, e portanto possuem as mesmas prioridades, valores e objetivos.

5. Você escolhe a pessoa errada porque logo se envolve sexualmente.

O envolvimento sexual antes do compromisso de casamento pode ser um grande problema, porque muitas vezes impede uma completa exploração honesta de aspectos importantes. O envolvimento sexual tende a nublar a mente da pessoa. E uma mente nublada não está inclinada a tomar decisões corretas.

Não é necessário fazer um "test drive" para descobrir se um casal é sexualmente compatível. Se você faz a sua parte e tem certeza que é intelectual e emocionalmente compatível, não precisa se preocupar sobre compatibilidade sexual. De todos os estudos feitos sobre o divórcio, a incompatibilidade sexual jamais foi citada como o principal motivo para as pessoas se divorciarem.

6. Você fica com a pessoa errada porque não tem uma profunda conexão emocional com esta pessoa.

Para avaliar se você tem ou não uma profunda conexão emocional, pergunte: "Respeito e admiro esta pessoa?"

Isso não significa: "Estou impressionado por esta pessoa?" Nós ficamos impressionados por um Mercedes. Não respeitamos alguém porque tem um Mercedes. Você deveria ficar impressionado pelas qualidades de criatividade, lealdade, determinação, etc.

Pergunte também: "Confio nesta pessoa?" Isso também significa: "Ele ou ela é emocionalmente estável? Sinto que posso confiar nele/nela?"

7. Você se envolve com a pessoa errada porque escolhe alguém com quem não se sente emocionalmente seguro.

Faça a si mesmo as seguintes perguntas: Sinto-me calmo, relaxado e em paz com esta pessoa? Posso ser inteiramente eu mesmo com ela? Esta pessoa faz-me sentir bem comigo mesmo? Você tem um amigo realmente íntimo que o faz sentir assim? Assegure-se que a pessoa com quem vai se casar faz você sentir-se da mesma forma!

De alguma maneira, você tem medo desta pessoa? Você não deveria sentir que é preciso monitorar aquilo que diz porque tem medo da reação da outra pessoa. Se você tem receio de expressar abertamente seus sentimentos e opiniões, então há um problema com o relacionamento.

Um outro aspecto de sentir-se seguro é que você não sente que a outra pessoa está tentando controlá-lo. Controlar comportamentos é sinal de uma pessoa abusiva. Esteja atento para alguém que está sempre tentando modificá-lo. Há uma grande diferença entre "controlar" e "fazer sugestões." Uma sugestão é feita para seu benefício; uma declaração de controle é feita para o benefício de outra pessoa.

8. Você fica com a pessoa errada porque você não põe todas as cartas na mesa.

Tudo aquilo que o aborrece no relacionamento deve ser trazido à baila para discussão. Falar sobre aquilo que incomoda é a única forma de avaliar o quão positivamente vocês se comunicam, negociam e trabalham juntos. No decorrer de toda a vida, as dificuldades inevitavelmente surgirão. Você precisa saber agora, antes de assumir um compromisso: Vocês conseguem resolver suas diferenças e fazer concessões que sejam boas para ambas as partes?

Nunca tenha receio de deixar a pessoa saber aquilo que o incomoda. Esta é também uma maneira para você testar o quanto pode ficar vulnerável perante esta pessoa. Se você não pode ser vulnerável, então não pode ser íntimo. Os dois caminham juntos.

9. Você escolhe a pessoa errada porque usa o relacionamento para escapar de problemas pessoais e da infelicidade.

Se você é infeliz e solteiro, provavelmente será infeliz e casado, também. O casamento não conserta problemas pessoais, psicológicos e emocionais. Na melhor das hipóteses, o casamento apenas os exacerbará.

Se você não está feliz consigo mesmo e com sua vida, aceite a responsabilidade de consertá-la agora, enquanto está solteiro. Você se sentirá melhor, e seu futuro cônjuge lhe agradecerá.

10. Você escolhe a pessoa errada porque ele/ela está envolvido em um triângulo.

Estar "triangulado" significa que a pessoa é emocionalmente dependente de alguém ou de algo, ao mesmo tempo em que tenta desenvolver um outro relacionamento. Uma pessoa que não se separou de seus pais (Entenda-se aí pessoas que não assumiram um compromisso de buscar a liberdade econômica, ou seja, trabalhar e ganhar seu salário - Nota do Copiador) é o exemplo clássico de triangulação. As pessoas também podem estar trianguladas com objetos, tais como o trabalho, drogas, a Internet, passatempos, esportes ou dinheiro.

Assegure-se de que você e seu parceiro estejam livres de triângulos. A pessoa apanhada em um triângulo não pode estar emocionalmente disponível por completo para você. Você não será a prioridade número um. E isso não é base para um casamento.

Pirralhismo espiritual

"Irmãos, deixem de pensar como crianças. Com respeito ao mal, sejam crianças; mas, quanto ao modo de pensar, sejam adultos."
(1 Coríntios 14:20)

"Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino."
(1 Coríntios 13:11)

"Irmãos, não lhes pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a crianças em Cristo. Dei-lhes leite, e não alimento sólido, pois vocês não estavam em condições de recebê-lo. De fato, vocês ainda não estão em condições, porque ainda são carnais. Porque, visto que há inveja e divisão entre vocês, não estão sendo carnais e agindo como mundanos?"
(1 Coríntios 3:1-3)

No dia-a-dia de nossas vidas como cristãos é o que mais vemos, infelizmente, são exemplos de meninice como as dos coríntios. Parece que, após quase 20 séculos, não aprendemos absolutamente nada com o exemplo dos antigos e insistimos em viver ignorando o cristianismo de muitos pela roupa que ele veste, pelo som que ele escuta, por ele não ser do mesmo ministério ou até pior, por ele não ser da mesma congregação, da mesma célula, grupo familiar, ou simplesmente porque eu "não vou com a cara do indivíduo". Essa semana mesmo soube de um caso de uma irmãzinha que simplesmente passou a desprezar um certo irmão da igreja e achar que ele está desviado. O motivo? Quem sabe! Mas desconfia o irmão que seja simplesmente por ele gostar de rock. Detalhe: O próprio pastor da igreja desse irmão não tem nada contra quem gosta de rock. Pois é, é chocante, e se pensarmos que a tal irmã não é uma senhorinha de 60/70 anos, que antes mesmo de ser cristã já achava rock ruim, estamos falando de JOVENS!

Isso é o de menos. Eu já vi coisas piores. Eu VIVO vendo cristãos de outras congregações que passam por mim como se eu não existisse. Como se ao invés de uma Bíblia Sagrada na mão eu estivesse com uma bíblia satânica, com um Alcorão ou com o "evangelho" segundo Allan Kardec, ou talvez com uma espingarda pra matar eles... só pode, porque eles ao invés de dar "paz do Senhor", sua atitude é olhar dos pés à cabeça do indivíduo, como se tivessem uma visão de raio-X para tentar detectar satã no corpo da pessoa. Isso é uma balburdia!

Dentro de igrejas, vejo isso. Vejo irmãos disputando se o calvinismo ou o arminianismo é o certo. Vejo irmãos querendo que sua célula dê mais pessoas que a do outro, que seu grupo familiar ou seu culto nos lares seja o mais "fervoroso", que o culto ou evento que pretende promover dê mais público que o que outro fez ou faz, que ele ganhe muitos elogios do pastor diante da reunião de líderes. Eu vejo, e meus olhos enchem-se de lágrimas quando vejo.


"Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: 'Todo reino dividido contra si mesmo será arruinado, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá.'" (Mateus 12:25)

É chocante quando vemos que as Palavras do Bom Mestre parecem que se perdem no vento quando analisamos nossas próprias atitudes.

Paulo, em I Coríntios teve muito trabalho com a igreja de lá. Eles viviam disputando lideranças ("eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas", capítulos 1, 3 e 11), se achavam autossuficientes e ricos (cap 4), favoreciam os "melhores" membros em detrimento dos menos influentes (cap 4), ignoravam a imoralidade dentro da congregação (cap 5 e 6), apresentavam queixas de outros irmãos a ímpios ao invés de resolverem entre si mesmos (cap 6), não tinham cuidado com os novos na fé no que tange a dar exemplo (cap 8), não ajudavam o apóstolo no seu ministério (cap 9 - em II Coríntios vemos q essa atitude mudou completamente), eram negligentes quanto a ceia e criticavam os que não seguiam suas tradições (cap 11), viviam em busca de dons só para se vangloriarem (caps 12, 13 e 14) e alguns até ignoravam o motivo real de sua conversão: JESUS e não bençãos materiais (cap 15). É uma carta carregada de repreensões, mas todas sem dúvidas por um motivo central: meninice (a não muito tempo atrás escrevi um artigo inteiro sobre esse livro). 


A maior meninice é a que nos leva a tentar viver o Evangelho "do meu jeito". É um erro fatal, pois nos leva a tentarmos ser tudo que se mostra acima: melhores que os outros, mais "santos" que os outros, vivendo de aparências, entre outros erros absurdos tais quais os apresentados ao longo do texto e tantos outros, como fofocas, dissenções, disputas internas, disputas interministeriais, calúnias, difamações, achismos, orgulho, ganância, e tudo o mais que em NADA reflete o Espírito Santo, pelo contrario, como diz o mesmo Paulo em outra carta, aos Gálatas, são OBRAS DA CARNE:

Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem;
idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções
e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.
(Gálatas 5:19-21)

Que tenhamos o discernimento do Espírito Santo e a humildade de reconhecermos onde caímos e nos arrependamos enquanto há tempo, pois o Grande Dia está próximo (Apocalipse 2:5).

Jesus, o satã dos crentes atuais?

"Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos."
(Isaías 53:2)

"E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz."
(2 Coríntios 11:14)


Dois textos, duas realidades. Em um deles, mostra a realidade do meu Senhor, Salvador e Redentor, crucificado, considerado como maldito e lixo dos homens, desprezado e caluniado durante todo o seu ministério na terra, chamado até de BELZEBU pelos fariseus. No outro texto, a realidade de um adversário maldito, malicioso, que não se utiliza de recursos aparentemente "feios" para nos enganar, MUITO PELO CONTRÁRIO, só usa aparência de coisas maravilhosas, principalmente para nossa sociedade falida.

Qual você prefere: O Cristo maltrapilho e "feio", mas que salva; ou o belíssimo, doce, porém destruidor satanás?

Acredite: pelo preconceito imbecil de muitos religiosos de um lado, e pela preferência por riquezas e boa aparência dos seguidores da teologia da prosperidade do outro lado, Jesus hoje em dia seria cuspido fora novamente pela sociedade "cristã", que novamente iria abraçar o "grande amigo" satã.

Me maravilho em ver pessoas que ignoram outros cristãos pela aparência, pelo estilo, pelo modo de pensar, pelos gostos. Me maravilho em ver pessoas que ignoram outros cristãos pela pobreza, pela "falta de influências", pelo seu falar ou pela educação que ele tem. Me maravilho em ainda ter quem ME despreze, até mesmo dentro do meu suposto lar. Me maravilho que ao invés de me ouvirem, preferem me julgar e condenar por antecipação. Me maravilho com a imbecilidade que ainda reina nos templos, onde pensar é pecado e alienar-se é dogma. Me maravilho de ser obrigado a escrever um texto tão triste e envergonhado como esse. Me maravilho que com certeza as próximas imagens que irei postar mais causarão pânico nas pessoas do que reflexão:

 





"E, abrindo Pedro a boca, disse: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas;" (Atos 10:34)
"Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redarguidos pela lei como transgressores." (Tiago 2:9)
"Por isso também eu vos fiz desprezíveis, e indignos diante de todo o povo, visto que não guardastes os meus caminhos, mas fizestes acepção de pessoas na lei." (Malaquias 2:9)
"Meus irmãos, não tenhais a fé de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor da glória, em acepção de pessoas." (Tiago 2:1)
"Dar importância à aparência das pessoas não é bom, porque até por um bocado de pão um homem prevaricará." (Provérbios 28:21)
"Certamente vos repreenderá, se em oculto fizerdes acepção de pessoas." (Jó 13:10)
"E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, nós sabemos que falas e ensinas bem e retamente, e que não consideras a aparência da pessoa, mas ensinas com verdade o caminho de Deus." (Lucas 20:21)
"E sucedeu que, entrando eles, viu a Eliabe, e disse: Certamente está perante o Senhor o seu ungido.
Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração." (1 Samuel 16:6-7)
Reflitam sobre TODOS esses textos e percebam O QUANTO NÓS como igreja não só temos falhado, como temos sido um bando de LAMBÕES HIPÓCRITAS que olham para aparência e não coração!
Se Jesus aparecesse hoje pra você como ele era no seu ministério, de acordo com Isaias 53, você iria chamá-lo de "Filho de Deus" ou, como os fariseus, de "Belzebu"?

Mídia da desgraça

Kamyla Simioni. Se esse nome, e a pessoa ao lado te é estranha, parabéns, você não está perdendo absolutamente nada em desconhecê-la. Já eu perdi muito por conhecer ser humano tão baixo. Se dizendo uma empresária de sucesso, que não precisa de ninguém para conseguir notoriedade, a criatura entretanto está explorando até a última gota de sangue um caso amoroso dela com o cantor Tony Sales (marido de Scheila Carvalho).

Como ela, diversas pessoas hoje em dia correm atrás do poder da mídia. Alguns eram dela e depois que somem, começam a criar formas de tentar voltar aos holofotes: pagam de crentes, fazem escândalos em festas, adulteram ou pegam o cônjuge de outro, posam pelados, viram atores pornôs, viram gays - e ainda dizem que sempre foram, só que "não conseguiam dizer isso antes" - entram num Reality Show de quinta categoria, aparecem em programas de TV de caráter questionável, enfim, o que mais tem é métodos para conseguir voltar pra mídia. Mas o fenômeno das celebridades instantâneas é o que mais espanta. O que mais me impressiona é que tais pessoas geralmente só são conhecidas graças a algum fato absurdo e aberrante, ou por uma coisa completamente estúpida, como as subcelebridades de virais e de Youtube. Kamyla Simioni é só uma das muitas, como ex-BBBs, Geisy Arruda e outros tantos que cavalgaram na fama graças não a si mesmos, mas ao interesse estúpido da mídia por lixos como esses.

Agora... já perceberam que pessoas que mostraram honestidade em devolver um dinheiro grande ou em salvar pessoas e/ou animais geralmente aparecem por poucos segundos e depois se dissolvem para a mídia?

Como disse meu amigo Fernando Fernandes, um produto só existe porque tem quem consuma, e sempre tem quem consuma qualquer tipo de produto do universo. Com esse tipo de "produto" não é diferente. Vi hoje na Record News a Fabiola Reipert comentando que a Kamyla, por mais que diga que não quer chamar a atenção, é só isso que ela quer (óbvio). E ela, bem como grande parte da mídia, contribui pra isso, e mais que ambos, o consumidor, ou seja, o espectador, é o maior culpado, pois somos nós que sustentamos a mídia e também nós que sustentamos a existência de programas imbecis como "Você na TV" e "Teste de Fidelidade" (ambos do patético João Kléber), "Superpop", as novelas (independente de onde venham: Globo, SBT, Record) e diversas outras coisas insanas que só estão ai na sociedade porque DE FATO é a SOCIEDADE QUEM GOSTA e é ELA QUEM SUSTENTA A MÍDIA DA DESGRAÇA!

Por isso a Bíblia fala que:

"mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom.
Afastem-se de toda forma de mal."

1 Tessalonicenses 5:21-22


Isso é o que devemos perceber. Sermos vigilantes, pois se dermos bola para o que não acrescenta nada de bom e na verdade destrói, seremos destruídos, e mais, CÚMPLICES da destruição de outros, pois quanto mais se alimenta a mídia da desgraça, mais ela cresce e se torna mais influente ainda, destruindo mais e mais e mais...

Terminando esse artigo com essa música dos Militantes que dá título a esse artigo. Que Deus ilumine nossos olhos para o bem e para fugir do mal!

Compra aquele carro, compra aquela casa
Compra aquele carro, compra aquela casa
Vista aquela roupa ela está na moda
Vista aquela roupa ela está na moda
Fique informado, fique assustado
Fique informado, fique assustado
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Assista mais novela, perca o seu tempo
Assista mais novela, perca o seu tempo
Tenha mais cartão , gaste seu dinheiro
Tenha mais cartão , gaste seu dinheiro
Ouça esta noticia cala a boca e fica quieto
Ouça esta noticia cala a boca e fica quieto
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Espere mais um pouco, veja esse programa
Espere mais um pouco, veja esse programa
Fuma mais cigarro, consuma mais bebida
Fuma mais cigarro, consuma mais bebida
Mídia do dinheiro, mídia da mentira
Mídia do dinheiro, mídia da mentira
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
(Midia da Desgraça aahhhhhh)
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada a mídia da desgraça
Arranca da tomada essa mídia da desgraça
Arranca da tomada essa mídia da desgraçaaaaaaaaaa

Cuspindo em Lutero

Martinho Lutero, o primeiro a promover o movimento conhecido como Reforma Protestante, procurou em todos os pontos de suas 95 Teses de 1517 e em seus escritos e ensinos uma mudança, de maneira CRÍTICA e SEVERA, dentro da Igreja Romana, e vendo que o diálogo não existia, o total desligamento da mesma e de todas as práticas de veneração à santos (traduzindo: idolatria disfarçada), exploração financeira e opulência, indulgências e relíquias, simonias e multiplicação de cargos, e toda e qualquer tentativa de alguém se auto-proclamar "vigário de Deus" e único representante autorizado no interpretar as Escrituras.

E nós? Nós estamos dando marcha à ré!


Idolatria à santos: Ao menos nisso os católicos, nos primórdios, faziam com uma certa coerência na escolha de quem venerar, pois em geral escolhiam pessoas que na Bíblia ou na história da igreja realmente foram pessoas puras e santas em Cristo Jesus (isso, claro, não justifica a veneração deles, pois Salmos 115 proíbe essa prática, bem como outras passagens das Escrituras). Já os protestantes atuais vivem numa paranoia causada por dois fenômenos: os super-televangelistas e os astros do movimento pseudo-gospel. Dos primeiros já falei numa postagem anterior aqui mesmo. Já quanto os astros "go$pel", só basta você dar um pulinho num "Festival Promessas" ou num "Canta Seiláonde" da vida e o que mais veremos é gritos como "fulano, cadê você? Eu vim aqui só pra te ver!" e similares, artistas caçando cachês exorbitantes e nego besta pra pagar esses mesmos cachês com a desculpa que é "para levar a Palavra de Deus", entre outras aberrações. E AI de quem critica viu... eu mesmo tou mais ferrado com essa turma que tenho até medo...

Um cantor já falecido, Keith Green, que fez parte do Jesus Moviment nos EUA, odiava que pessoas em suas apresentações tirassem fotos ou filmassem. Não por modismo de artista que não gosta por pura etiqueta social, mas por temer que pessoas o idolatrassem. Hoje em dia, uma foto autografada e até BONECOS DE PELÚCIA são comercializados por ai igual os tempos de Elvis Presley ou dos Beatles...

Exploração financeira e opulência: "OU DÁ OU DESCE!" Essa frase já seria o suficiente para entender qual é o negócio hoje em dia. Igrejas gigantescas, como o templo de "Salomão" da Universal ou a "Cidade do Centenário" da Assembleia de Deus; Teologia da Prosperidade comendo solta, ensinando soluções de problemas através de miraculosas campanhas de arrecadação, é por esse caminho que o Vaticano corria nos tempos de Lutero.

Indulgências e relíquias: Mais uma vez nisso a ICAR era QUASE melhor do que nossa atual realidade. Nos tempos deles, comprar indulgências e relíquias seria uma forma de pagar o tempo no Purgatório (e isso existe?) rumo ao céu. Johann Tetzel, o vendedor de indulgências nos tempos de Lutero, dizia na cara dura "ao tilintar de suas moedinhas, as almas de seus parentes saem do purgatório rumo ao céu". Noutras palavras, eles vendiam o céu (ou achavam que vendiam). Já nós? Nós voltamos ao feudalismo!

Pra quem faltou essa aula na escola, vai lá: o feudalismo era um sistema que existia predominantemente na Europa na maior parte da Idade Média e Moderna e em outros lugares de certo modo nesse ou em outros períodos. Nele, existiam os suseranos, donos de terras enormes, e os vassalos, que adquiriam com aqueles lotes dessas terras. Exatamente: Nós vendemos a terra. Cada um vai pegar seu lote, basta apenas participar da Fogueira Impura do Inferno ou pegar uma Rosa Mijada ou outro Esterco Ungido e você será rico, próspero, aqui mesmo na terra. A coisa é tão séria que até os convites para a igreja mudaram o foco por completo: ao invés de "venha conhecer aquele que te redime dos pecados e te conduz à salvação, Jesus", passou a ser "venha pra igreja para você ser abençoado, pro seu casamento ser restaurado, pra você conquistar todos seus sonhos, blá blá blá".

Simonias e multiplicação de cargos: Papa, cardeal, monsenhor, arcebispo, bispo, frei, padre, sacristão, madre, freira, irmã, bota ai mais um monte de outros cargos, e você terá o panorama dos tempos de Lutero. Cargos vendidos, as vezes para crianças (Leão X, papa de quando Lutero começou a reforma, recebeu o cargo de cardeal-diácono comprado pelo pai quando ele tinha APENAS 7 anos), multiplicados à exaustão para encher o Vaticano de grana.

Hoje em dia, talvez nem seja mais tanto grana (mas ela também está incluída), mas pelo status, dentro da igreja protestante o que mais se vê são pessoas DISPUTANDO cargos, as vezes até pecando para adquirir, conspirando, fofocando, tentando passar uma posição de bondade pros líderes deles (puxa-saquismo). Tudo para achar que é ALGO ou alguém, quando Jesus disse "O maior dentre vós será vosso servo." (Mateus 23:11). Mas nós invertemos a ordem do Senhor, ao considerar os cargos como forma de poder. E daí vem outra ousadia: a de criar cargos, a de criar títulos eclesiásticos. Já vi igreja que o líder se autodenomina "Apóstolo Professor Doutor PhD Pastor fulano de tal Bispo Primaz". Fora gente que se diz "apóstolo, apóstola, paipóstolo (esse nem no dicionário existe), patriarca". Um ai disse que daqui a pouco vai ter unção de ARCANJO logo logo... ai Deus... não sei como não criaram ainda os cargos de "Papa Gospel", "Semideus" e "Quarta Pessoa da Trindade"...

Infalibilidade de interpretação: A mais fatal de todas. As vezes até passa despercebida por muitos a mania de uns líderes de fazerem exatamente como o papa Pio IX em 1870 ao criar o dogma da Infalibilidade Papal, em que "o Papa em comunhão com o Sagrado Magistério, quando delibera e define (clarifica) solenemente algo em matéria de fé ou moral (os costumes), ex cathedra, está sempre correto. Isto porque, na clarificação solene e definitiva destas matérias, o Papa goza de assistência sobrenatural do Espírito Santo, que o preserva de todo o erro."

Basta ver Silas Malafaia, como um exemplo. Ele detesta que qualquer um tenha a ousadia de criticá-lo, considerando que os críticos não tem moral pra falar dele. Disse ele no programa de hoje, 17/08/13, que ele tinha mais de 30 anos de TV e NENHUM DE NÓS teria moral para criticá-lo, porque somos desconhecidos ralês que não possuem nem a metade do que ele já tem... pobre diabo... como se eu tivesse inveja de um cara que vendeu seus ensinamentos corretos em nome do dinheiro e é um tremendo IGNORANTE com tudo e todos que achou ruim porque não quiseram que ele fosse condecorado cidadão de uma cidade (humildade ZERO).

Outro bom (ou melhor, MAU) exemplo é Benny Hinn. Imagine que esse "pastor" tão querido por livros como "Bom Dia Espírito Santo" (cheio de mantras e heresias), foi capaz de LANÇAR UMA MALDIÇÃO contra quem o criticar. Parece brincadeira né... mas é disso pra pior... esses dois são apenas DOIS de MUITOS que sujam nossa igreja, e vivem hoje em dia numa maldita esquizofrenia cristã, tornando as ovelhas um povo perdido e sem direção correta do Senhor. Vergonha total, só isso.

Que Deus tenha misericórdia de todos nós e que paremos de cuspir em Lutero. Que voltemos a criticar todos os erros que outrora o líder da Reforma criticou dentro da Igreja Católica, sem temer represálias ou aqueles que venham tentar nos calar.

"O despertador toca... só desperta quem quer!"
- Pastor Zé Bruno, Igreja Casa da Rocha e Banda Resgate.

P.S.: Desculpo-me aos meus antigos leitores pelo tempo enorme de silêncio nesse blog, mas foi necessário, para que Deus reorganizasse minha vida em vários pontos, prometo que vou sempre que possível aparecer por aqui novamente. Graça e Paz da parte do Senhor Jesus Cristo!

O Adorador Sem Nome



O Adorador sem nome 

Por Tito Cruz 





Este título pode parecer um tanto curioso. Mas o que descobriremos a seguir 

é que o nome deste homem não tem a menor importância diante de sua atitude 

de adoração, diante do fato de que ele era um adorador genuíno. Estamos 

falando do servo de Abraão, mais precisamente no livro de Gênesis, capítulo 

24. 



Assim nos dizem as Escrituras Sagradas: "Era Abraão já idoso, bem avançado 

em anos; e o Senhor em tudo o havia abençoado. Disse Abraão ao seu mais 

antigo servo da casa, que governava tudo o que possuía: põe a mão por 

debaixo da minha coxa..." (Gênesis 24.1,2.) 





Encontramos aqui ninguém mais ninguém menos do que o mais antigo servo de 

Abraão, homem de muitas responsabilidades. Provavelmente, ele cuidava de 

vários afazeres domésticos e também verificava o serviço dos demais servos 

da casa do principal líder do povo hebreu naqueles dias. Era ele quem dizia 

se a comida estava boa, se o chão estava bem limpo, se a casa estava 

arrumada, se os animais estavam bem tratados etc. Gosto de saber que Deus 

usa as pessoas menos importantes e das formas mais inesperadas para realizar 

grandes coisas (I Coríntios 1.26-29). Pois foi através daquele humilde servo 

que Abraão pode dar continuidade à sua linhagem, da qual veio a nascer o 

Messias - Jesus - o nosso Senhor. 



Quero ressaltar alguns pontos interessantes desse adorador, que 

acrescentaram muito à minha vida com Deus. 





1. Ele era um bom servo, mas desconhecido 



Como servo, sua posição trazia esta marca: "Servos não têm nome". Servos são 

somente servos, preocupados única e exclusivamente em cumprir bem os 

desígnios de seus senhores. Para um bom servo, basta a ordem ou a decisão de 

seu senhor para que se sinta bem. Por conseguinte, deveríamos trazer esse 

mesmo sentimento em nós, pois isso é o que nos ensina o próprio Senhor 

Jesus, quando afirma: "... o maior entre vós, seja como o menor; e aquele 

que dirige seja como o que serve..." (Lucas 22.26-27.) 



Outra característica de um servo eficaz é que ele é totalmente dependente 

das decisões do seu senhor e sabe esperar por elas. Diante disso, nós 

devemos estar sempre na dependência do nosso Senhor, à espera do Seu mover. 

Um bom servo compreende com clareza a frase "...sem Ele nada podemos fazer" 

(João 15.5). Somos constantemente testados em nossa soberba e em nosso ego, 

porque sentimos prazer em dizer "eu fiz, eu resolvi, eu consegui", (você 

pode terminar a lista)... 



Vivemos em um mundo regido por tais regras e cobranças. A humanidade, 

afastada de Deus pelo pecado, tenta sempre e de todas as formas possíveis se 

firmar como auto-suficiente e independente de qualquer coisa ou Pessoa. Como 

servos do único Senhor dos Senhores, creio que nossa atitude como cristãos 

deve ser a de nos humilhar, perder essa vontade de ser alguém importante, 

cujo nome conste em algum jornalzinho ou revista de notícias evangélicas 

dominicais... É preciso buscar ardentemente ser encontrados como bons 

servos, declarando sempre a nossa total dependência de Deus. 





2. Ele era responsável pelas coisas do seu senhor 



"... o seu mais antigo servo da casa, que governava tudo quanto possuía..." 

(v. 1.) 



Ora, Abraão era um homem muito experimentado, já com muitos anos de vida e, 

provavelmente, esse não era o seu primeiro servo, embora fosse o mais 

antigo. Abraão sabia reconhecer muito bem o bom servo do mau servo. Este 

servo, diz a Palavra, governava a casa e os bens de Abraão, que com certeza 

eram muitos. Tamanha responsabilidade tem de ter como base e como elo: 

confiança, sinceridade, fidelidade, enfim, quesitos fundamentais que também 

podemos encontrar em um grande amigo. Sendo assim, podemos perceber que ser 

encontrado como um servo bom e fiel significa também ser encontrado como um 

grande amigo com quem Deus poderá contar. Este é o relacionamento que aquele 

servo tinha com Abraão, o mesmo que Deus mantinha com Abraão, e também o 

tipo de relacionamento que Deus deseja ter conosco. Foi através destas 

qualidades que esse desconhecido não só foi o governante de tudo o que 

possuía um dos homens mais importantes da História, mas também o "pivô" da 

vontade de Deus para a humanidade, na genealogia de Jesus. "Muito bem servo 

bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo 

do Teu Senhor." (Mateus 25.21.) 



3. Ele amava o seu senhor 



"E disse consigo: Ó Senhor, Deus de meu senhor Abraão, rogo-te que me acudas 

hoje e uses de bondade para com meu senhor Abraão" (v. 12) 



Vemos aqui que além de cuidar de tudo o que possuía Abraão, sendo 

responsável e preocupado com os interesses do seu senhor, ele desejava muito 

vê-lo feliz e satisfeito com os seus serviços. 



Na cultura oriental, um servo vive para o seu senhor e não para si mesmo. 

Cria-se um relacionamento às vezes mais forte do que o próprio laço 

familiar! 



Diante de um serviço que estava além de seu alcance e recursos - trazer a 

esposa para o filho do seu senhor - ele faz esta oração a Deus, e intercede 

por Abraão. Ele talvez tenha aprendido a buscar ao Senhor Deus com o próprio 

Abraão. E a lição sobre buscar o Senhor na nossa impossibilidade ele não 

havia esquecido. 



Ele realmente amava o seu Senhor. Estaria desobrigado de trazer a moça caso 

ela não quisesse voltar com ele. Mas esse homem tinha um objetivo, um alvo: 

fazer a vontade de seu senhor. Ele sabia da importância dessa missão; era 

necessário que Isaque se casasse logo, para que a herança de Abraão não se 

perdesse. Um fato que devemos lembrar: Abraão temia que, se Isaque se 

casasse com uma mulher cananéia, outros costumes entrariam no meio do povo e 

certamente estariam corrompendo o culto ao seu Deus. 



Outro ponto vista poderia ser colocado da seguinte maneira: na cultura 

hebraica daquela época, quando o líder de uma casa morria sem deixar filhos, 

automaticamente a herança passava a pertencer ao servo mais antigo. E se o 

servo de Abraão fosse ganancioso? Ele poderia ter atentado contra a vida de 

Isaque e teria ficado milionário. Sendo Abraão já velho e sem uma esposa, 

seria difícil conseguir um novo herdeiro àquela altura. 



Mas, este servo realmente não vivia para si mesmo; só vivia para o seu 

senhor, verdadeiramente amava o seu senhor mais do que a si próprio. E foi 

por isso que Abraão o escolheu, e será por isso que Deus nos escolherá para 

os Seus propósitos. A principal maneira pela qual o Senhor Nosso Deus irá 

medir nossa fidelidade como servos, será através do nosso amor para com Ele. 



Será que neste ponto podemos dizer que nos parecemos com esse servo de 

Abraão? 



Só o amor trará à luz esta informação, isto porque qualquer outro critério 

de avaliação seria baseado em atitudes meramente humanas, que por mais que 

aparentem ser boas, costumam ter algum interesse carnal por trás. Por isso é 

que as escrituras afirmam: "...acima de tudo isto [subentende-se toda a obra 

que o homem pode realizar], porém, esteja o amor, que é o vínculo da 

perfeição." (Colossenses 3.14.) 



Que seja claro para nós, como servos e filhos amados de Deus, que só através 

de um amor intenso é que poderemos alcançar a confiança e sermos conhecidos 

do nosso Senhor. "Mas se alguém ama a Deus, esse é conhecido por Ele." (I 

Coríntios 8.3.) 





4. Ele era um adorador extravagante 





"E, prostrando-me adorei ao Senhor e bendisse ao Senhor..." (v. 48) 



Como se não bastasse tantas qualidades em um servo, encontramos nele algo 

que supera e dá suporte a todas as outras demais qualidades, ele era um 

adorador. 



Abraão era um homem que conhecia a Deus de perto, e certamente não colocaria 

suas posses e sua própria casa à mercê de qualquer um, mesmo se este homem 

fosse extremamente qualificado para o serviço. Creio que ele preferiu mesmo 

um adorador, um homem piedoso e temente ao Senhor. 



Este homem, por sua vez, não tinha nenhum medo de assumir-se um adorador do 

Deus Vivo. Ali estava ele, diante de uma mulher que ele nunca vira antes, se 

arremessando ao solo e bradando, com todas as suas forças, gritos de 

adoração e alegria diante do Senhor. Certamente havia outras pessoas por 

perto, pois era a hora em que as moças saiam para buscar água no poço. Esse 

homem amava a Deus e sabia que só pela vontade Dele é que as coisas estavam 

acontecendo. Só isso já é uma grande razão para que a nossa adoração seja 

extravagante. 



Conclusão 



Temos sido, como Igreja, violentados por doutrinas mundanas hereges e que 

estão minando a nossa verdadeira adoração. Devemos nos voltar para a simples 

e eficaz Palavra de Deus, que é o único lugar onde conheceremos o Seu 

caráter. 



Alguns pontos para meditar sobre nossas próprias vidas são: 



- Será que temos buscado a glória de sermos conhecidos por nossas atitudes? 



- Temos vivido exclusivamente para o nosso Senhor? 



- Temos atendido ao chamado específico de Deus para nossas vidas? 



- E a nossa adoração, será que ela é só uma música? 



- O nosso relacionamento com o Senhor pode ser colocado sob o respaldo de 

palavras como fiel, sincero, transparente, verdadeiro, intenso, etc? 



Não sei quanto a você, mas o meu único desejo é ouvir uma pequena frase 

naquele dia: "Servo bom e fiel, entra no gozo do Teu Senhor." 



Que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo nos alcance, para o propósito de 

progredirmos em estatura diante Dele. 



Seu irmão em Cristo Jesus, 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Palavras da Verdade

2014 (1) Aborto (4) acepção de pessoas (2) adoração (7) adversidade (1) África (1) amizade (1) amor (15) amor de Deus (11) aniversário (1) ano novo (2) anorexia (1) ansiedade (4) anticristo (1) antropocentrismo (1) Apologética (9) Apologética - Ekklésia (2) Apologia (1) arado (1) Argumento Cosmológico (1) arte (1) artes marciais (1) árvore da vida (1) Assembléia de Deus (1) astrologia (1) ateismo (1) ateísmo (4) atitude (3) ato profético (2) auto-estima (2) banda (1) Banda Envoy (1) batalha espiritual (1) batalhas (1) Beijo (2) bençãos (1) Bíblia (10) bíblico (1) blasfêmia (4) blog (3) boatos (2) brasil (2) C. S. Lewis (1) caminho (2) capitalismo (1) Carnaval (3) Cartas (2) cartas de Paulo (1) casamento (6) casamento homossexual (1) cds (1) Céu (1) chavões (1) Ciência e Fé (1) citações (1) CMFreak (1) coisas da alma (1) Comportamento (5) Confiança em Deus (5) confiar (1) confissão (1) conflitos (2) conforto (1) conhecimento (1) consumismo (4) contenda (3) contexto (1) controle de Deus (5) convicção (1) cordeiro (1) corrupção (1) Cosmovisão (1) Cotidiano (13) crente raimundo (2) crer (1) Criação do mundo (1) crianças (5) crime (1) cristão (8) cristianismo (5) Cristo (6) critica (1) críticas (5) Crônicas Eclesiásticas (1) cruz (4) cultura (1) cura espiritual (1) Davi (1) decepção (1) declarações falsas (1) degradação dos lares (1) democracia (1) Denúncias - Falsas doutrinas (4) dependência de Deus (4) depressão (1) desabafo (2) desafios (1) Desciclopédia (1) desejos carnais (1) desperdício (1) desprezo (2) Destaque (1) Destaques (1) destinos (2) Destruíndo a mentira (4) desviados (1) Deus (16) Devocionais (2) devocional (1) Dia das Crianças (2) diabo (1) dicotomias (1) dinheiro (1) direito animal (1) discussões (1) distorção (1) divisão (3) divórcio (1) dízimo (1) dízimos (1) doutrinas (2) download (6) droga (1) Ebooks (7) Edir Macedo (3) egoísmo (1) Eleições 2010 (2) Eliel Vieira (2) elogios (1) erros (4) escarnecedor (1) escolhas (1) Espírito (1) espiritualidade (6) estilo musical (3) estudos (4) eternidade (1) eu (3) evangelho (13) Evangelicalismo (2) Evangelismo (7) Eventos (2) exegese (1) exéquias (1) Existência de Deus (1) experiências (1) Expiação (1) expressões idiotas (1) extremismo (1) falatório (1) falsa (1) falsos apóstolos (2) Falsos profetas (6) fama e fortuna (1) família (2) fanatismo (2) farisaísmo (9) (9) feiura (2) felicidade (1) feminismo (1) festa (2) Ficha Limpa (1) fidelidade (1) filhos (1) Filosofia (2) Fofoca (7) fogueira santa (1) fome (1) forever alone (4) frases (1) fundamentalismo (6) futuro (2) Garota Cristã (1) Genizah (5) glória apenas a DEUS (4) Gospel (18) graça (5) guerra (1) Hardcore cristão (1) hebraismo (1) hedonismo (2) Heresias (10) Hermes Fernandes (2) hino (1) Hipocrisia (3) Homem (3) Homossexualidade (3) homossexualismo (1) honestidade (1) honra (1) humor (10) idéias (1) Idolatria (3) Igreja (20) igreja adormecida (11) Igreja Batista Westboro (1) Igreja não-institucional (1) Igreja Universal (1) imagens (6) imoralidade (1) ímpio (1) Internet (1) interpretações (2) intervenção (1) Intimidade (2) ironia (2) Jesus (20) João Batista (1) jornada (1) José Wellington (1) jugo desigual (1) Juízo Final (1) justiça (2) juventude (1) le penseur (5) legalismo (1) lembranças (1) letras (32) liberdade religiosa (1) LIBRAS (1) Liderança. Missões (1) líderes evangélicos (3) links (1) liturgia (1) Livre Pensamento (1) lixo (3) Lobos (1) logos (1) loucura (1) louvor (4) louvorzão (1) lutas (2) luz (1) Macumba (1) mandinga (1) manifesto (2) manipuladores (1) Marco Feliciano (2) Marketing da Fé (1) Martin Luther King (1) masturbação (2) meditação (4) meditações (7) Melhor de Deus (1) memorando (5) meninas (1) mensagem (1) Mensagens (1) mentiras (2) mercantilismo (2) metal (9) mídia (2) milha (1) ministério (1) Ministérios Jovens (1) missionários (2) missões (7) missões urbanas (4) misticismo (1) Modas (1) momentos (1) moral (1) Morte por amor (1) Movimento Underground (6) mulher (1) mundanismo (2) mundo (1) musica (1) música (40) Música para crianças (1) música ruim (4) Música secular (4) namoro (5) Não Morda a Maçã (1) natal (1) natureza (2) Necessidades Espirituais (1) Negar a fé (2) neopentecostalismo (2) neutralidade (1) Nostradamus (1) notícias (2) nova era (1) Nova geração (1) obra de Deus (2) obrigação (1) ocidente (1) ódio (1) ofertas (1) óleo santo (2) Opinião (1) oração (3) orgulho (1) paciência (1) padrão de beleza (3) pagão (1) paixão (3) palavra (2) palavras (1) para pensar (1) parábolas (1) parcialidade (1) partidarismo (1) Pascoa (1) pastor (3) pastores ladrões (4) Paulo (1) paz (1) pecado (12) pedofilia (1) pensamentos (14) pentecostalismo (1) perfeito (1) perguntas (1) perversão sexual (3) pessoas (1) planeta (1) planos (1) pobreza (1) Podcast (1) poder de Deus (1) poema (1) Poeminhas (2) Poesia (10) politica (4) política (7) ponto eletrônico (1) Pornografia (3) portas abertas (1) práticas humanas (4) preconceito (4) pregação (2) prostituição (1) protesto (1) Provérbios (1) Púlpito (1) Púlpito Cristão (3) púlpito político (6) R.R. Soares (1) rapidinha (1) razão (1) realidade (1) rebelde (1) reflexão (24) reflexões (36) Rei (1) Reino (2) rejeição (1) relacionamento amoroso (3) Relacionamentos (4) religião (2) religiões (2) religiosidade (12) Renascer em Cristo (1) Renato Vargens (2) respeito (2) Resposta dos hereges (2) reviews (1) Ricardo Gondim (2) ritmo (1) rock (2) romanos (1) rosa ungida (1) sabedoria (3) sacrifício (3) Salmos (1) salvação (2) Samuel Câmara (1) Sandro Baggio (1) santidade (7) Santificação (3) Santo (1) Sarah Sheeva (1) satanismo (4) Satanologia da Prosperidade (19) saudade (1) Secular (1) segredos (1) sentimentos (6) ser completo (1) sexo (8) Shows (3) signos (1) Silas Malafaia (8) símbolos (1) sinais (2) soberania (2) Sociedade (4) sofrimento (2) solidão (1) solteiros (1) sonhos (1) Steve Jobs (1) stress (1) subversão (1) sujeira (2) talentos (1) televangelismo (1) tempo (1) Tempo pra Deus (1) teocracia (1) Teologia (3) Teologia da Prosperidade (15) teologia relacional (1) Teoria da Conspiração (2) terapia do amor (24) terrorismo (1) Testemunhos (2) texto fora de contexto (1) trabalho (3) tradução (3) traição (3) tribos urbanas (1) tribulação (1) Twitter (1) UFC (1) unção (1) V.E.R. (2) Valdomiro Santiago (1) valores (3) ventre (1) verdade (10) verdades (5) Vício (1) vida (6) vida cristã (10) vida sentimental (34) vidas (1) Vídeo (9) Vídeos (12) vingança (1) violencia (1) vitória (1) volta de Cristo (1) vontade de Deus (5) voto consciente (2) William Lane Craig (1)